Revista

Tipo de base para noivas – 5 passos para escolher o produto ideal e deixar a pele impecável

Confira as dicas de grandes maquiadores para encontrar a base ideal, partindo da melhor textura, cor, jeitos de aplicar e muito mais.

As portas da igreja se abrem, a música começa a tocar e a noiva entra. Nesse momento, uma pergunta aparece: qual é a primeira coisa que todos olham, além do vestido? A beleza dela, claro, sendo a pele um dos itens mais observados. Ou seja, com tantos tipos de base, é preciso escolher o ideal, para que o tom que for aplicado no rosto seja perfeito para que não prejudique o resultado final que sairá no álbum de fotografia e nas memórias da noiva.

Por isso, dentre tantos tipos de base, saber escolher o produto certo é importante, mas não só isso, pois conhecer a própria pele é tão relevante quanto.

Mesmo que você escolha um profissional para ficar responsável pela sua maquiagem no Grande Dia, o ideal é que você saiba bastante sobre todos os produtos que ele irá usar, especialmente o tipo de base. Afinal, quanto maior for o seu conhecimento sobre si mesma e sobre as técnicas e recursos de make, melhor sairá o desfecho dessa história.

tipos de base

Foto: Shutterstock

Veja também:  Maquiagem para o inverno – 5 apostas de beleza para noivas e madrinhas

Passo 1 – Conhecendo a sua pele e os subtons

O primeiro passo para acertar no tom da base, dentre tantos tipos de base, é identificar o subtom da pele. Há muitas diferentes classificações, mas a maioria fica entre subtom quente, frio e neutro.

“Uma vez que a pessoa identifica o tom da sua pele, fica mais fácil identificar o tom da base correspondente. O subtom da pele é determinado pela melanina. A pessoa que tem os subtons quentes, por exemplo, tem uma coloração de pele mais amarelada, dourada ou laranja. No subtom frio, a pessoa tem uma coloração mais rosa, vermelha.”, conta Romanna Remor, diretora de marketing da Souly Beauty.

tipos de base

Foto: Shutterstock

 

Para ajudar, você pode observar as veias do seu antebraço ou pulso, como ensina Priscilla Monteiro, make-up artist do Allummê by Wesley Nóbrega.

Quente – Se elas são verdes ou marrons, o subtom é quente –  (veias vermelhas + pele bege com pigmento amarelado = marrom)

Fria – Se elas são arroxeadas, o subtom é frio –  (veias vermelhas + pele bege com pigmento azulado = roxo)

Neutra – Se elas são verde-azuladas, o subtom é neutro –  (veias vermelhas + pele bege com equilíbrio de pigmentos que deixam ela também mais bege, assim se misturando o bege com o vermelho somente = verde-azulado)

A maquiadora Savana Sá, ganhadora do Prêmio Avon de Maquiagem 2018, também explica que é possível fazer o teste usando acessórios prateados e dourados.

“Temos que observar qual tom fica mais harmônico na sua pele: se for o dourado, seu subtom é quente; se for prateado, seu subtom é frio; e se funcionar com os dois, seu subtom é neutro. Na hora de comprar sua base você pode aplicar de um lado do rosto bases com fundo quente e do outro lado bases com fundo frio, assim você consegue observar qual fica melhor.”

Veja Mais – Cuidados com a pele: como mantê-la saudável antes e depois do casamento?

Novidades de beleza – 33 opções de produtos para as noivas se atualizarem antes do casament

A maquiadora Savana Sá, cujo subtom é quente!

Passo 2 – Textura ideal

Elton Thadeu, make-up artist do Studio Lorena, analisa essa questão de textura começando pela parte do clima em que a noiva está ou estará inserido. “Temos que entender o clima de nossas cidades. A pessoa com a pele oleosa e mista não pode usar uma base hidratante, pois realmente complicará a durabilidade”, afirma ele. 

Para identificar o tipo de pele, a pessoa precisa sentir o quanto sua pele brilha ( zona t, testa, nariz e queixo) e, no caso de uma pele mais seca, também sentir que, mesmo usando hidratante, a base ou o creme seca muito rápido .

Veja também:  Pele no frio: 5 cuidados essenciais para o inverno

Batom colorido para noivas – Veja 18 opções de cores incríveis que estão em alta

No geral, pele oleosa tem um brilho em todo rosto e os poros são mais dilatados. A mista possui mais oleosidade na área T (testa, nariz e queixo) e as laterais (bochecha) são opacas. A seca é opaca e levemente ressecada. 

tipos de base

Foto: Shutterstock

 

Priscilla entrega um esquema fácil para entender também como os tipos de base agem na pele, e fala sobre as texturas e os acabamentos. 

Base líquida: Proporciona um efeito mais natural, sua aplicação é fácil e deixa uma pele mais fina e natural, até mesmo para uma chá da tarde.

Base cremosa: Indicada para uma maquiagem mais elaborada, por ela ser mais pesada. Se não for bem aplicada, pode craquelar, principalmente em pele madura.

Base compacta: Para quem quer parecer que não passou nada na pele, proporciona uma super naturalidade.

Base mousse: É uma base pesada, precisa ser passada bem uniforme e pouca quantidade.

“Pessoas com pele oleosa devem procurar produtos com acabamento mais seco, de longa duração. Peles secas necessitam de bases hidratantes. As pessoas que possuem pele madura devem procurar por bases com textura fina, que não marcam tanto as linhas de expressão. Vale lembrar que, para quem possui a pele sensível, é sempre bom fazer um teste do produto na pele antes de comprar e começar a usar. Em peles normais geralmente pode-se usar qualquer tipo de base”, alerta Savana. 

Passo 3 – Acessórios valem a pena?

Uma dica muito válida para começar é: quanto mais macio o pincel for, menos cor ele aplica e mais ele esfuma. Quanto mais firme, mais cor ele aplica e menos ele esfuma.

Além disso, Savana explica que depende de cada base e qual acabamento que a noiva procura. “Pincéis mais densos, tipo o kabuki, conseguem dar uma cobertura mais pesada. Pincéis como o duo fiber costumam ser usados em bases líquidas para acabamento mais leve. As esponjas funcionam melhor com bases não tão fluidas e conseguem dar um ótimo acabamento com bastante cobertura, e algumas bases funcionam muito bem sendo aplicadas com as mãos”, conta.

Em regra geral, os pincéis de maquiagem de cerdas naturais têm a tendência de maior maleabilidade, ou seja, são mais moles do que os sintéticos. Porém, atualmente, existem muitas marcas que possuem versões sintéticas que funcionam tão bem quanto as naturais. “Os pincéis de cerdas naturais têm um melhor aproveitamento do produto em relação ao sintéticos, por desperdiçar menos e não reter tanto produto nas cerdas”, afirma Priscilla. 

tipos de base

Foto: Shutterstock

 

Veja também: Batom da noiva: a cor coringa para o Grande Dia

Maquiagem de casamento | Como usar o batom vermelho

Passo 4 – Primer e Bruma funcionam?

O primer é um produto utilizado como pré-maquiagem, depois do hidratante e antes da base e pó. A função dele é de uniformizar a pele, diminuir a oleosidade, fechar os poros e fixar a maquiagem por mais tempo. É um produto que prepara a pele para receber a maquiagem. 

Elton diz que precisamos pensar no tipo de primer ou hidratante que usamos antes da base. “Se o primer for hidratante ele pode fazer a base matte ficar levemente hidratada, que eu gosto muito, ou no caso da base hidratante ficar um pouco mais opaca. Eu uso e acho importante você entender sua pele a partir do primer”, sentencia.

Já as brumas ajudam na fixação e hidratação da pele. “Elas podem ser usadas antes, durante e depois da maquiagem. Aplicar a bruma ao longo do dia devolve frescor e hidratação. Ela também ajuda sua base a não craquelar. Hoje também encontramos opções de brumas com efeito matte e até luminosos”, fala Savana. 

tipos de base

Foto: Shutterstock

Veja também: Maquiagem simples | Como realçar a sua beleza natural

Passo 5 – Comprando a base na loja, eis a questão!

Vai comprar? Então, o ideal é sempre aplicar os tipos de base no rosto!

“O ideal é ir na loja sem base e experimentar como se fosse você aplicando em casa. A função da base é uniformizar o tom da nossa pele, então, o ideal é escolhermos a base que é exatamente da nossa cor. O importante é aplicar em todo o rosto e não em um espaço pequeno, pois assim conseguimos ver realmente como ela vai funcionar. Também é importante esperar a base secar e observar como ela se comporta, pois algumas bases “fecham” a cor depois de seca e você pode sentir uma pequena mudança no tom”, ressalta a ganhadora do Prêmio Avon de Maquiagem 2018.

tipos de base

Foto: Shutterstock

 

Veja também: O guia completo da maquiagem para noivas morenas

Guia de maquiagem para noivas negras

 Dicas para arrasar na maquiagem para noiva ruiva

Maquiagem para noivas loiras | Saiba o que usar no Grande Dia

Maquiagem para Noivas Orientais – Conheça todos os segredos de beleza!

EXTRA – MISTURANDO CORES DE BASES

Atualmente, muitas marcas estão com produtos tipo pigmentos, que podem ser misturados para reproduzir o mais próximo do possível o tom da sua pele. Elton ensina que temos que misturar e testar no rosto.

Veja também: Maquiagem para noiva à noite | Dicas para todos os tipos de pele

Maquiagem para casamento de dia | Guia para madrinhas e convidadas

“Mas, eu não gosto de misturar marcas e texturas diferentes. Como não sabemos a fórmula da base, isso pode ser um problema, então, a dica é misturar somente com a mesma marca.”

 

Veja mais sobre beleza da noiva no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Tai Goulart

Jornalista, colunista, cantora, compositora, feminista e com vontade de evoluir sempre mais. Trabalha no jornalismo de celebridades e perfis há mais de sete anos e já passou por redações como Estilo e Capricho, como repórter de moda, beleza, comportamento e lifestyle. Co-criadora do projeto #Apenaspare, se sente c...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019