Revista

Casamentos liberados? Veja as cidades e estados onde já é possível casar

Saiba onde as cerimônias religiosas já estão liberadas e quais medidas estão sendo adotadas

Ainda estamos vivendo em isolamento social, mas aos poucos, a vida está voltando ao normal e algumas atividades já retomaram, parcialmente, em algumas cidades e estados. E com essa retomada, a pergunta que fica é: casamentos liberados? A boa notícia é que, sim, algumas cidades/estados já voltaram a realizar cerimônias religiosas.

Veja também: Quando os casamentos vão voltar

Crie seu site de casamento

casamentos liberados

Fotos: Shutterstock

Leia mais: 5 casais que inovaram e celebraram de forma criativa o casamento na quarentena!
5 coisas que você precisa fazer se o seu casamento foi adiado

Onde os casamentos já estão liberados?

Listamos abaixo algumas cidades e estados onde já é possível realizar cerimônias religiosas. Nossa dica é: fique de olho no plano de retomada da sua cidade ou do local onde será realizado o seu casamento, assim você fica por dentro de quando os casamentos serão liberados.

Região Sudeste

São Paulo

Acredita-se que as celebrações para poucos convidados devem voltar a acontecer quando a cidade chegar na fase verde do Plano de Retomada. Atualmente, a capital está na fase amarela, onde alguns serviços funcionam com restrições.

Mas, quem quiser realizar o casamento civil, é possível em todos os cartórios da cidade, seguindo as medidas de segurança da Organização Mundial da Saúde.

Santos – (Baixada Santista – Litoral Sul de SP)

No dia 1 de setembro, a Dioceses de Santos publicou um decreto onde autorizava o retorno das celebrações presenciais, dentre elas o matrimônio nas igrejas católicas da Baixada Santista, no Litoral de São Paulo.

De acordo com a publicação do Portal G1, a autorização aconteceu após a positiva experiência que tiveram com a retomada gradativa das missas.

Ainda segundo a publicação, as igrejas devem seguir os protocolos e orientações do decreto das prefeituras em relação ao espaço, distanciamento e higiene, além do uso de máscaras. Além dessas medidas, no caso da celebração do casamento:

– As alianças deverão ser manipuladas exclusivamente pelos noivos;

– As mãos devem ser higienizadas antes de cada assinatura.

Guarujá – (Baixada Santista – Litoral Sul de SP)

Outras cidades da baixa Santista também se manifestaram sobre a retomada das cerimônias de casamentos nas igrejas católicas. A prefeitura do Guarujá informou que os tempos religiosos, de qualquer denominação, podem receber apenas 30% da sua capacidade, mediante a disponibilização de álcool em gel ou água e sabão em local de fácil visualização.  Fora essas recomendações, as medidas de distanciamento social e uso de máscaras de proteção facial devem ser respeitadas.

Peruíbe, Cubatão e Bertioga – (Baixada Santista – Litoral Sul de SP)

Já a prefeitura de Peruíbe comunicou que igrejas e templos podem funcionar desde que os frequentadores estejam sentados a uma distância mínima de 1,5 metros entre si; capacidade limitada a 30%. Recomenda-se somente a presença de pessoas com menos de 60 anos. Seguindo essas regras, os casamentos podem ocorrer.

O decreto oficial de Cubatão e Bertioga também autorizam a realização das cerimônias religiosas, desde que sigam as recomendações e restrições.

Veja também: Os direitos dos noivos durante a pandemia do coronavírus

São Vicente – (Baixada Santista – Litoral Sul de SP)

Já para quem quiser celebrar em São Vicente, o prefeito Pedro Gouvêa autorizou a realização de festas. O comunicado foi divulgado por ele em suas redes sociais na última quarta-feira, 2 de setembro. De acordo com a matéria publicada no G1, os eventos devem seguir os protocolos de higiene para evitar contágio.  A medida já está valendo.

Segundo a postagem do prefeito, estão liberados: casamentos, formaturas, aniversários e confraternizações, seguindo as seguintes regras:

– Limite até meia-noite;

– Uso obrigatório de máscaras faciais por frequentadores, organizadores, funcionários, colaboradores e prestadores de serviços;

– Distância de 1,4 metros entre pessoas e mesas;

– Disponibilização de álcool 70%, água e sabão;

– Máximo de 40% da capacidade;

– Utilização de lista de convidados para controle;

– Evento deve durar no máximo 8 horas, incluindo o tempo de preparação, montagem e desmontagem;

– Máximo de 6 pessoas por mesa, preferencialmente da mesma família;

– Não utilização equipamentos de uso coletivo;

– Música ao vivo somente para quem tem alvará específico.;

– Medição de temperatura corporal dos participantes (caso se verifique uma temperatura superior a 37,5ºC ou qualquer outro sintoma de Covid-19, o interessado ficará impedido de participar do evento e deve ser orientado a procurar imediatamente os serviços de saúde).

casamentos liberados

Fotos: Shutterstock

Campinas (interior de São Paulo)

De acordo com uma matéria publicada no dia 8 de agosto no Correio Popular, desde esta data as igrejas de Campinas retornaram com as missas e cultos. As atividades estavam suspensas pela Justiça desde que a cidade tinha entrado para a fase vermelha do Plano São Paulo, em julho. Na época, o Ministério Público entendeu que voltar com as celebrações, naquela fase era um grande risco para os fiéis.

Mas, com a progressão da cidade para a fase amarela, que aconteceu no dia 8 de agosto, o secretário de assuntos jurídicos, Peter Panutto, entendeu que a decisão judicial se tornava nula, já que a liminar estabelecia que as celebrações poderiam ocorrer na fase amarela do plano.

Com isso, as igrejas podem ter cerimônias presencias com presença limitada a 40% da capacidade e estão autorizadas a funcionar seis horas por dia.

A Arquidiocese de Campinas elaborou um protocolo de retomada, onde permite celebrações como casamentos e batizados, além de missa, mas segundo o vigário-geral José Eduardo Meschiat, será sempre subordinado às determinações da autoridade civil.

Veja também: Precisou adiar o casamento? Veja algumas dicas para avisar os convidados

Bauru (interior de São Paulo)

No dia 15 de agosto, o JCNet publicou uma matéria onde se falava sobre a possibilidade do retorno do funcionamento dos buffets em Bauru a partir do dia 21 do mesmo mês. Segundo informações da publicação, a Prefeitura Municipal informou que, caso a cidade continuasse na fase amarela, iria publicar um decreto, que, de fato, daria a liberação do setor.

Ainda de acordo com as informações publicadas o prefeito Clodoaldo Gazzetta e a secretária de Planejamento, Letícia Kirchner fizeram uma reunião virtual com cerca de 80 profissionais do setor e ficou definido que o retorno seria gradual.

Dentre os protocolos e regras a serem seguidas ficou acordado que:

– Haverá proibição de qualquer tipo de situação que posso gerar aglomerações (como pista de dança);
– Não será permitido o consumo em pé e a circulação sem o uso de máscaras;

Também foi publicado, pelo G1, no dia 18 de agosto que a Diocese de Bauru havia autorizado a retomada das missas presenciais, também seguindo os protocolos e restrições.

Búzios (Rio de Janeiro)

No dia 31 de julho, a prefeitura de Búzios, no Rio de Janeiro, autorizou a realização de casamentos na cidade. O Decreto Municipal foi assinado pelo prefeito André Granado e a retomada dos eventos segue sendo gradual.

Em agosto foi permitido a realização elopements weddings, cerimônias onde só eram permitida a presença do casal. Em setembro foram liberados mini-weddings para até 20 convidados. Em outubro está prevista a liberação de eventos para até 50 convidados. Celebrações com mais convidados ainda não estão liberados.

Para acessar o decreto, clique aqui! As informações são do Plantão em Foco.

Veja também: Veja como o iCasei te ajuda a organizar o casamento durante a quarentena

casamentos liberados

Foto: Shutterstock

Região Nordeste

Fortaleza (Ceará)

A Arquidiocese Metropolitana liberou a volta para as missas presenciais no dia 5 de setembro. Em matéria publicada no site Diário do Nordeste, de 27 de agosto, o órgão estava preparando os protocolos para essa retomada.

Seguindo todas as recomendações e protocolos, como distribuição de álcool em gel, uso de máscaras e respeitando o distanciamento social, será possível realizar as cerimônias religiosas, que devem seguir as orientações gerais e além disso, as alianças devem ser manipuladas apenas pelos noivos.

A organização da cerimônia também deve seguir as recomendações estabelecidas em cada paróquia, sendo assim, fica proibido: iluminação, tapetes e rituais secundários.

Maranhão

Segundo informações publicadas pelo G1 no dia 23 de agosto, os eventos estão liberados desde o dia 28 do mesmo mês.

O decreto é do governo estadual e contempla eventos com metade da ocupação e limitado a 100 pessoas.  Regras como: uso de máscara, distanciamento de dois metros, e proibição de aglomerações seguem valendo.

Além desses, o decreto também estabelece outras medidas;

– O ambiente também deve ser higienizado;

– Evento deve disponibilizar álcool em gel aos presentes;

– A temperatura de todos os colaboradores e convidados deve ser medida na entrada;

– Mesas precisam ter distância de dois metros umas das outras;

– Atrações musicais só poderão ter dois integrantes;

– Só pode ser realizado um evento por dia em cada local, com higienização de todo o ambiente;

– Prestadores de serviço não devem ter apresentado sintomas de gripe nos últimos 30 dias;

– Funcionários da cozinha e da linha de frente devem usar máscaras e protetores faciais.

Veja também: Convite de casamento para editar e baixar gratuitamente se o seu casamento foi adiado!

Campina Grande – Paraíba

Segundo reportagem do G1, desde o dia 14 de agosto os eventos já estão liberados em Campina Grande. O decreto foi assinado pelo prefeito Romero Rodrigues e libera o funcionamento das casas de evento até 1h da manhã, caso comecem no turno da noite. Se os eventos forem de manhã, o horário deve ser no máximo até às 18h.

Todos os trabalhadores como floristas, decoradores, cerimonialistas, músicos, cantores, garçons, seguranças, cinegrafistas, bombeiros civis, doceiros, boleiro, montadores, fotógrafos e outros fazem parte do protocolo de segurança para evitar o contágio do Coronavírus.

Para isso, a prefeitura publicou uma cartilha com normas para a realização dos eventos, no documento é possível ver que o município deve seguir quatro etapas de progressão de limites de público. Além disso, traz os protocolos gerais para a realização de festas, divididos em seis partes:

– Higiene;

– Distanciamento social;

– Monitoramento de informações;

– Progressão de limites de público;

– Cuidados específicos no local de trabalho;

– Cuidados específicos para colaboradores.

Para saber mais como funciona cada protocolo, clique aqui!

Sergipe

No último dia 10 de setembro, o governo de Sergipe liberou a realização de casamentos! Segundo informações do G1, será possível realizar, a partir de 14 de setembro casamentos, respeitando os protocolos sanitários.

Além disso, o limite da capacidade do local é de 50%, desde que a capacidade total seja de até 100 pessoas.

Veja também: Papelaria de casamento para download grátis

casamentos liberados

Foto: Shutterstock

Região Sul

Blumenau (Santa Catarina)

No dia 7 de agosto o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt anunciou que a partir do dia 18 do mesmo mês as cerimônias de casamento poderiam ser realizadas (tanto no civil quando no religioso).

Os noivos devem seguir as regras detalhadas pela Vigilância Sanitária, como a capacidade do público dentro da igreja, que pode ser de 30%.  Outros pontos de atenção são referentes a festa, onde o casal deve respeitar os protocolos, como distanciamento social e a capacidade de 50% do local.

As informações são do NSC Total.

Ponta Grossa (Paraná)

Na última quinta-feira, 10 de setembro, o prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel anunciou que vai liberar as cerimônias de casamentos religiosos. A declaração foi dada no programa da rádio Mundi FM.

Segundo informações do portal aRede, será criado um protocolo especial para garantir a segurança dos convidados e também dos trabalhadores. De acordo com o prefeito, o sistema de proteção deve seguir os moldes que já são adotados para missas e cultos.

Foz do Iguaçu (Paraná)

A cidade de Foz do Iguaçu liberou eventos para até 50 pessoas desde o dia 20 de agosto. O plano de retomado liberou do dia 10 de setembro em diante eventos entre 50 e 150 pessoas. Já a partir de 1 de outubro, os demais eventos. Lembrando que os protocolos de segurança devem ser seguidos e deve ser respeitado o limite de 30% da capacidade da ocupação dos espaços.

Para a retomada, os responsáveis pelos estabelecimentos e também pela organização assinaram um termo de responsabilidade, onde se comprometiam a respeitar os protocolos definidos.

As informação são do Portal da Cidade Foz do Iguaçu.

casamentos liberados

Foto: Shutterstock

Crie seu site de casamento

Tem informações de liberação de eventos em sua cidade ou outra não listada? Mande pra gente! revista@icasei.com.br.

Sobre:

#
iCasei

Somos o maior portal de casamentos do Brasil, e nada melhor do que especialistas no assunto para trazer dicas, notícias e tendências desse universo maravilhoso e encantador. Desde 2007 no mercado, mais de 1 milhão de noivos já usaram nossa plataforma.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2020