Revista

Depilação íntima | Métodos populares e cuidados básicos

Descubra os métodos de depilação íntima à sua disposição e escolha o ideal para ter uma pele bonita e lisinha no Grande Dia

A depilação íntima é um dos itens de prioridade na lista de preparativos das noivas para o casamento e a lua de mel.

Mas, na hora de realizar o procedimento, é preciso conhecer muito bem os métodos e os cuidados básicos para garantir que a pele esteja recuperada e impecável no Grande Dia.

Veja também:  Cuidados com a pele: como mantê-la saudável antes e depois do casamento?

depilação íntima

Foto: Hello Glow

 

Veja também: Quais cuidados com a pele a noiva deve ter antes e no Grande Dia?

Depilação íntima

A depilação íntima moderna consiste na remoção parcial ou completa dos pelos da região da virilha e do ânus. Entre os métodos mais populares estão as ceras, a lâmina, os cremes depilatórios, o laser e a luz pulsada.

Thais Ragazzo, especialista em dermatologia da clínica Mais Excelência Médica, explica que as peles mais claras e com pelos mais finos não tendem a ter contraindicações. Elas também têm menos chances de sofrer com inflamações. “Já os outros tons e pelos mais grossos e escuros podem sofrer com manchinhas e inflamações após alguns processos de depilação.”

Por isso, antes de escolher um método de depilação íntima, é importante que a noiva conheça o seu tipo de pele e descubra se tem predisposição a alergias. Isso é primordial para garantir uma pele bonita e evitar desconfortos.

Veja também: Maratona do Altar | Cuidados com a pele para o casamento

depilação íntima

Foto: The Viva Luxury

 

Veja também: Pele no frio: 5 cuidados essenciais para o inverno

Depilação: tipos

A seguir, separamos as vantagens e os cuidados dos cinco tipos de depilação íntima mais usados entre as brasileiras. Confira!

1. Depilação íntima feminina com lâmina

O uso de lâmina na depilação íntima é muito popular, principalmente na manutenção da remoção dos pelos. Mas ela exige cuidado redobrado.

“A pele dessa região é mais fina e sensível. Se houver algum corte, a cicatrização é mais complicada, por ser uma área de muito atrito com a roupa íntima”, diz Mirella Matos Ronchi, dermatologista da Clínica Leger.

Veja também:  Tratamentos a laser para tirar manchas: indicações e cuidados antes do casamento

Mas, com cuidado, é possível usar a lâmina na depilação íntima sem estresse. Para ser eficiente, a remoção dos pelos precisa ser feita após a higiene adequada e seguindo a direção do crescimento do pelo, sem pressionar a pele.

Nesse método, é cortada apenas a haste do pelo na altura da pele, sem remover a raiz. Por isso, a depilação com lâmina dura bem menos. Os pelos voltam a aparecer em cerca de três a cinco dias.

Outra questão importantíssima sobre esse método é a lâmina em si. A recomendação das especialistas é usá-la até três vezes, para evitar ferrugem e proliferação de micro-organismos. “É interessante também fazer uso de lâminas específicas para o público feminino”, afirma Thais.

Veja também:  Manchas na pele | Como garantir o visual dos sonhos no Grande Dia

depilação íntima

Foto: Hello Glow

 

2. Creme para depilação íntima

Assim como a lâmina, o uso de cremes de depilação íntima exige cuidado. “Deve-se usá-lo somente na região da virilha, e ter cuidado para não atingir a mucosa vaginal”, alerta Mirella.

É preciso também dar atenção à higiene local, boa hidratação da pele e retirada completa de todo o excesso do produto após a remoção dos pelos.

Apesar de prático, esse método oferece grande risco de dermatite. Por isso, se você nunca usou cremes depilatórios, o ideal é que não o faça perto do Grande Dia.

“É importante fazer um teste de contato em outra parte do corpo, com bastante antecedência, para saber se você não vai desenvolver alergias ou irritações”, recomenda Thais.

Thalita Dantas, fisioterapeuta da clínica Lica Cinelli, alerta também que os cremes para depilação íntima podem prejudicar a pele, enfraquecendo o pelo. Além disso, esses produtos podem remover os pelos de forma desigual e deixar falhas.

Foto: Shutterstock

3. Depilação feminina com cera

A depilação com cera remove o pelo da raiz. “Esse é um método bastante popular, seguro, rápido e barato. Mas a desvantagem é que não é definitivo, já que há o crescimento do pelo novamente em torno de 20 dias”, aponta Mirella.

Thalita explica que o método pode ser feito com cera quente ou fria. Contudo, ela destaca que esse é um processo mais agressivo, que pode provocar irritação e pelos encravados nas peles mais sensíveis. A longo prazo, ele também pode facilitar o aparecimento de manchas na pele.

Por outro lado, Thais comenta que a cera é uma boa opção para as noivas que não querem se preocupar com depilação íntima com muita antecedência, e vão deixar a remoção dos pelos para perto do casamento. “Esse é um método que exige uma preparação básica de pele e não tem recomendações especiais pós-procedimento.”

depilação íntima

Foto: Lush to Blush

 

4. Depilação a laser

O laser é considerado um método de depilação definitivo. “O processo utiliza um laser que emite um comprimento de onda que gera calor e atinge e danifica o bulbo do pelo”, explica Thalita. Seguro e rápido, o processo envolve de 8 a 10 sessões com manutenções anuais. Sua eficácia, contudo, exige um investimento mais alto.

“Essa é uma boa opção para as noivas que têm mais tempo para se dedicar à depilação íntima”, conta Thais. A recomendação, nesse caso, é pensar na depilação com laser muito tempo antes do casamento, para fazer todas as sessões e ter o resultado completo no Grande Dia.

5. Depilação luz pulsada

Este é um método de depilação que usa luz liberada em flashs policromáticos na pele. “Eles geram aquecimento e atingem a raiz do pelo”, explica Thalita. O processo também exige um investimento mais alto, mas é menos doloroso.

depilação íntima

Foto: Katie Stoops Photography

 

Pelos encravados

Muitas mulheres podem sofrer com a foliculite após a depilação íntima. “Os pelos encravam quando não conseguem ultrapassar a camada superficial da pele, o que gera inflamação”, afirma Thalita.

A especialista diz que isso é comum em quem opta pela lâmina ou a cera. “A depilação a laser não causa pelos encravados, já que a remoção é feita pela raiz.”

A dica de ouro para evitar esse mal é apostar na esfoliação da região antes da depilação. É interessante também evitar usar roupas muito apertadas no dia a dia e remover os pelos com as mãos ou pinças.

Aqui, a hidratação é rainha! Invista em bons hidratantes corporais e, em casos mais severos, procure por um dermatologista.

depilação íntima

Foto: Elsas Whole Somelife

 

Depilação íntima: cuidados em dia

“Com a pele ruim, qualquer método que você realizar pode ter consequências desagradáveis”, destaca Mirella. Por isso, é preciso caprichar nos cuidados com a pele. “Uma pele muito seca e áspera ainda tem risco de queimar e se soltar na depilação.”

Após a remoção dos pelos, é preciso continuar a cuidar da pele também com muita hidratação. As soluções calmantes são eficazes para evitar incômodos e irritações. Outra dica básica é evitar roupas apertadas e muito grossas nos dias seguintes à depilação. É fundamental deixar a pele livre. Assim, ela vai poder respirar e se acalmar sem complicações.

 

Veja mais no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Marcella Blass

Fascinada por gatos e receitas açucaradas, Marcella Blass é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e atua na área desde 2014. Entre um bem-casado e outro, gosta de escrever histórias sobre o dia a dia e decidir qual será o próximo lugar do mundo pelo qual vai se apaixonar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019