Revista

Como conservar o buquê de noiva antes e depois do casamento?

Veja dicas imperdíveis para fazê-lo antes e depois da festa de casamento.

Durante a cerimônia de casamento, todos os olhares voltam-se para a noiva – o que ela está vestindo, cabelo, make, a expressão facial…e um dos itens que mais chamam atenção é o buquê.  Por ter tanto destaque, é fundamental conservar o buquê de noiva antes da cerimônia! E há também quem se apegue tanto a ele, que queira guarda-lo após o Grande Dia.

Veja dicas para ter o buquê de noiva impecável no dia do casamento e depois:

Como conservar o buquê de noiva para o casamento?

Os cuidados com o buquê de noiva começam logo no seu preparo, uma vez que ele não pode ser feito com uma antecedência muito grande (para que as flores não murchem) e deve estar pronto em tempo hábil para que a noiva possa tirar algumas fotos antes da cerimônia.

buquê de noiva

Foto: Murillo Marchesi | Braza

Magda Ongari, da empresa Tutti Flora, conta que prefere preparar o buquê na manhã do casamento. “Assim, as flores ficam florescendo melhor”, afirma.

Já Caroline Piegel Alves, da empresa As Floristas, prefere fazer os buquês no dia anterior ao evento, porque, segundo ela, é uma parte criativa que demanda bastante atenção e cuidado.

Leia também: Buquê de noiva diferente | 10 modelos que fogem do tradicional

Quando o buquê fica pronto, é o momento de cuidar do seu acondicionamento. De acordo com Caroline, ele deve ficar na água em local fresco e arejado.

“O buquê deve estar em pé, de preferência sem encostar em nenhum local que possa amassar as flores. Pensando nesse cuidado, entregamos os buquês em uma caixa com água, onde ele fica bem firme e protegido (sem que o cliente precise se preocupar e ter trabalho)”, comenta Caroline.

Magda conta que costuma enviar o buquê “deitado” levemente em caixas forradas com papel e plástico bolha (para ficar bem macio). “Esta alternativa favorece o transporte tanto dos buquês semi-cascata quanto dos redondos. Minha recomendação é retirá-lo da caixa e colocá-lo para hidratar em água fresca, caso a cerimônia ainda leve muito tempo para chegar”, recomenda.

Veja também: Buquê de noiva natural | Conheça as flores mais escolhidas

buquê de noiva

Foto: Lucas Lima

Caroline lembra que as flores aguentam mais em temperaturas baixas. “E sim, elas podem murchar em climas muito quentes, nestas situações procuramos evitar usar as flores mais sensíveis”, alerta.

Leia também: Como escolher o buquê de noiva para casamento na praia

Dentre as flores mais sensíveis a altas temperaturas e à exposição solar estão as rosas, dálias, boca de leão, segundo Caroline. Magda lembra também que espécies como tulipas e peônias sentem mais temperaturas a partir de 24ºC.

“Outras como as gipsófilas/mosquitinhos são bem sensíveis ao vento. Alstromérias e lisianthus são super fortes. Em alguns casos, como quando noiva escolhe um buquê de tulipas, ele deve ficar refrigerado (mas não congelado)”, sugere Magda.

buquê de noiva

Foto: Murilo Marchesi | Carol Ritzmann

Leia também: Guia completo do buquê de noiva | Dicas e inspirações

Outra dica importante é evitar ficar pegando no buquê até a hora da cerimônia. “Já tive um imprevisto uma vez porque deixaram o buquê cair no Dia da Noiva e tivemos que improvisar para conseguir retocá-lo. Já não havia tempo (e nem as mesmas flores no sábado à tarde) para fazer outro igual para entregar à cliente”, revela Magda.

Veja também: Buquê de noiva em arco: tudo sobre a aposta criativa e moderna

Como conservar o buquê de noiva após o casamento?

Você amou o seu buquê de noiva e quer guardá-lo por um bom tempo? Hoje já existem empresas especializadas na conservação de buquês.

buquê de noiva

Foto: Anna Roussos

Márcio Amorim, da Eternizarte Buquês Desidratados, explica que existem vários modelos disponíveis. “A técnica utilizada é uma desidratação química para secagem das flores, depois passa por diversos processos, desde de envernização, pigmentação, antifúngicos e outros serviços artesanais”, conta Amorim.

Leia também: O que fazer com as flores após o casamento?

Gisele Oliveira, da empresa Bouquet Desidratado, conta que para cada tipo de flor e folhagem existe uma  preparação especifica, trabalhadas  uma a uma, com produtos antibacterianos e antifúngicos.

O que fazer para conservar o buquê?

Antes de procurar a empresa especializada em desidratação do buquê de noiva , é preciso ter alguns cuidados pós-casamento.

Gisele e Amorim sugerem que logo após a festa,  o buquê seja embalado em um saco plástico e mantido na geladeira (não no congelador) o mais rápido possível.

Quanto antes for levado para a empresa que fará o serviço, melhor. Mas Gisele diz que em até 5 dias as flores conservadas na geladeira chegam intactas para a realização da desidratação.

buquê de noiva

Foto: Murillo Marchesi | Isabelle Jungton

“O prazo para levar até a empresa depende de vários fatores como a qualidade das flores e o estado de conservação delas.  O mais indicado é o quanto antes – no máximo entre 4 a 7 dias. Lembrando que o estado de conservação dela influencia no resultado final”, alerta Amorim.

O processo total de desidratação do buquê pode levar de 30 a 90 dias, dependendo da empresa escolhida e dos processos a serem realizados.

Veja também: Buquê de noiva branco | Flores e estilos para montar o seu

Quais flores podem passar pelo processo?        

Antes de optar pela desidratação, é importante ter em mente que nem todas as flores podem passar pelo processo.

De acordo com Gisele, os produtos químicos são fortes e as flores como gérberas, girassol, dália, boca de leão e lisiantus podem mudar bastante a coloração ou ficarem quebradiças. “Não é possível desidratar estrelizias e suculentas”, destaca Gisele.

buquê de noiva

Foto: Renee Hollingshead Photography

Leia também: Buquês de suculentas: tudo sobre essa tendência cheia de charme

Quanto custa para realizar a desidratação do buquê?

Tudo vai depender do modelo escolhido, das flores, se a noiva escolheu um quadro com moldura ou um modelo caixa, mas os valores costumam ficar, em média, entre R$ 550 e R$950, de acordo com as empresas entrevistadas.

buquê de noiva

Foto: Sally Pinera

Quantos anos dura um buquê desidratado?

Por ser um serviço relativamente novo, é difícil precisar. Mas tanto Amorim quanto Gisele contam que possuem clientes que fizeram buquês há mais de dez anos e as peças continuam em bom estado.

“A durabilidade do trabalho depende muito de fatores como o local onde será armazenado – ele deve ser disposto em local sem umidade e luz solar”, conclui Gisele.

Veja mais buquês inspiradores no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Marina Pastore

Marina Pastore é jornalista e trabalhou na Folha de S.Paulo. Desde 2011, quando começou a organizar seu próprio casamento, se apaixonou pelo assunto e criou um blog, o Vestida de Branco, para dividir ideias, opiniões e dúvidas. Anos depois do seu casamento, ainda adora falar sobre o assunto, ajudar as noivas e com...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019