Revista

Dieta hiperproteica no pré-casamento | Vale a pena?

Descubra como funciona a dieta hiperproteica e conheça os principais cuidados para fazê-la da forma correta antes do casamento

A dieta hiperproteica pode ser uma boa opção para noivas que querem perder alguns quilinhos antes do casamento. Apesar de efetivo, no entanto, o método requer alguns cuidados especiais imprescindíveis. Eles variam desde a seleção dos alimentos que farão parte do cardápio até a análise das reações do corpo durante o regime.

Veja também:  Dieta três meses antes do casamento? Veja 5 dicas imperdíveis para manter a saúde e o peso!

dieta hiperproteica

Foto: Shutterstock

 

O que é a dieta hiperproteica?

A dieta hiperproteica é focada em alguns alimentos específicos. “Nela, o consumo de proteína ultrapassa o de carboidrato e gordura”, explica a nutricionista funcional Mariana Duro.

Segundo a especialista, consumir mais proteínas não significa eliminar totalmente os grupos das gorduras e carboidratos. Eles devem continuar sendo ingeridos, mas em proporções menores.

Quem opta por essa dieta deve priorizar alimentos como carne vermelha, peixe, frango e ovos. Os queijos também são bem-vindos. Entretanto, é preciso dar preferência aos mais amarelos, que têm menos carboidratos.

dieta hiperproteica

Foto: Shutterstock

 

Dieta hiperproteica: indicações para as noivas

A nutricionista Nathalia Destri destaca que a dieta focada em proteínas é uma boa opção para perder peso antes do casamento e ficar ainda mais linda no vestido de noiva. “Em dietas com restrição calóricas, o aumento da fração proteica costuma ser interessante para que a perda de massa muscular seja a menor possível”, conta.

“Uma restrição calórica bem feita e a curto prazo pode auxiliar na perda de inchaço, no controle da fome e na queima de uma parte do tecido gorduroso”, completa a profissional.

Assim como em outros tipos de dietas, os esportes ajudam a obter resultados melhores e mais rápidos. Por isso, recomenda-se que as noivas tirem um tempinho para combinar o regime com exercícios físicos que estão em alta.

dieta hiperproteica

Foto: Shutterstock

 

Dieta hiperproteica: cuidados e dicas

Apesar de ser uma boa pedida para perder peso, a dieta hiperproteica pode deixar as noivas mais estressadas. “Minha indicação é tomar cuidado com a redução severa dos carboidratos, pois isso pode aumentar a fome e até irritabilidade em um momento em que a ansiedade já está mais à flor da pele”, alerta Mariana.

Vale destacar que o método também pode causar queda de energia, deixando a noiva menos disposta. Por isso, o ideal é que as futuras esposas não deixem para adotar a nova rotina na véspera do casamento. Assim como na dieta low carb, a melhor opção é se programar para ir perdendo peso ao longo de alguns meses.

Vale ressaltar que quem opta por esse tipo de dieta precisa ser acompanhado por um especialista para evitar problemas. “Caso seja feito de forma inadequada, o consumo de proteína pode sobrecarregar os rins”, afirma Mariana. Ela ainda destaca que o profissional ajuda a garantir que não haja deficiência de nenhum nutriente, com a diminuição dos outros grupos alimentares.

dieta hiperproteica

Foto: Shutterstock

 

Dieta hiperproteica: alimentos permitidos

Escolher bem os alimentos é um dos segredos para fazer uma boa dieta hiperproteica. Porcentagem de proteína, quantidade de carboidratos e gorduras são informações que devem ser analisadas antes de consumir qualquer ingrediente.

O ideal é conversar com um especialista em nutrição e montar um cardápio que combine com os gostos e as necessidades da noiva. A boa notícia é que dá para escolher entre uma série de alimentos saborosos e saudáveis.

“Vale a pena associar legumes e folhas à dieta. Eles têm baixo teor de carboidratos e bastante fibras. Por isso, são ideais para evitar que o intestino fique preso”, diz Mariana. “Fora isso, alimentos com gorduras de boa qualidade também podem fazer parte da alimentação para gerar saciedade”, completa.

dieta hiperproteica

Foto: Shutterstock

 

20 ingredientes para usar em receitas hiperproteicas

1. Carne vermelha
2. Frango
3. Peixe
4. Ovo
5. Queijos (de preferência, os mais amarelos)
6. Coco
7. Abacate
8. Castanhas
9. Nozes
10. Amêndoas
11. Tofu orgânico
12. Legumes cozidos
13. Brócolis
14. Couve-flor
15. Couve
16. Agrião
17. Rúcula
18. Alface
19. Abobrinha
20. Peito de peru

Veja mais no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Maria Beatriz Vaccari

Maria Beatriz Vaccari é jornalista e atua como repórter. Quando não está falando sobre o mundo automotivo no portal Garagem360, dá dicas de viagem no Rota de Férias. Ainda não sabe quando ou onde vai casar, mas já tem toda a trilha sonora da cerimônia na cabeça e sonha com o planejamento dos roteiros de lua d...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019