Revista

7 pontos para levar em consideração antes de escolher o vestido de noiva sob medida

Separamos dicas de especialistas para te ajudar nesse momento especial

Você está pensando em fazer um vestido de noiva sob medida? Criar um modelo do zero é muito especial – afinal de contas, você poderá incluir todos os elementos que sempre sonhou: o tecido, volume da saia, decote, a manga e todos os detalhes.  Além de ter uma peça feita especialmente pensada para seu biotipo e estilo. Mas é também um processo mais complexo e longo do que comprar um vestido pronto.

Baixe grátis o nosso e-book 12 passos ao altar!

Escolher ou não um vestido de noiva sob medida?

Ainda está em dúvida? Saiba tudo o que você precisa fazer antes de optar por um vestido de noiva sob medida e tome sua decisão!

Leia também: Vestido de noiva sob medida: 7 motivos para escolher

  1. Entender o seu estilo próprio e o seu biotipo

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Ao comprar qualquer roupa para o dia a dia, as pessoas – intuitivamente ou não – levam em conta seu estilo pessoal. Com o vestido de noiva, não é diferente.

“Toda mulher já tem o seu ponto de equilíbrio pessoal, já sabe aquilo que favorece mais, o que desfavorece. Em um primeiro momento, descobrir aquilo que fica melhor pode ser difícil porque o volume de informações que a internet oferece é muito grande. Cada dia é um modelo novo, uma nova modelagem, uma nova tendência. O ponto inicial é saber aquilo que ela gosta, o que ela não gosta e os modelos e modelagens que habitualmente ela já se viu vestida em outras ocasiões. É o ponto de partida”, comenta a  Cris Castilho, do Atelier LUIT.

A estilista Mariana Bassetti, do Artha Atelier, aponta que algumas noivas já têm um estilo bem definido, já para outras a tarefa de reconhecer seu estilo pode ser mais complicada, em todos os casos vale experimentar modelos diversos, pesquisar imagens e conversar com diferentes profissionais.

“Cabe ao profissional fazer as perguntas certas para captar quem a noiva é e transformar seu sonho num vestido. Nem todas as noivas sabem dizer o que gostam e muitas chegam ao atelier com muitas imagens. Um bom profissional ajuda a noiva a filtrar essas informações entendendo sua história e captando os pequenos sinais, seja um sorriso, um toque, um brilho no olhar. A noiva normalmente descobre seu estilo quando se olha no espelho e não se sente fantasiada de noiva, sente que a imagem reflete sua essência e que ela está pronta para viver um momento especial. Afinal, um vestido de noiva, pra ser um vestido de noiva só precisa ter uma noiva dentro”, destaca Mariana.

O estilista Geraldo Couto lembra que o  biotipo da noiva conta muito na hora de ver os modelos dos vestidos e para as definições do modelo ideal.

  1. Escolher o local e o horário do casamento

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Definir onde será realizado seu Grande Dia é fundamental para a criação de um modelo de vestido de noiva sob medida. “O primeiro passo é saber que perfil a noiva tem – se ela é tradicional, praia, campo, se casará de dia ou à noite. A partir disso, o papel do estilista é  criar algo que combine a personalidade da noiva com as características de sua escolha para o dia do casamento”, pontua Couto. Julia ainda confirma que é preciso levar em conta a luz, o horário, a temperatura. “E isso vale principalmente para as noivas que se casam fora do Brasil”, destaca.

Para Mariana, casamentos diurnos, com cenários ao ar livre como praia e campo remetem a um casal mais despojado e a um casamento sem protocolos. “Assim, é bacana que o vestido esteja dentro deste contexto também. Já um casamento noturno, na igreja e com festa em salão, remete a um casal mais tradicional e a um evento com mais protocolos que combinam bem com vestidos mais clássicos.”, afirma.

Leia também: Comprado, alugado ou sob medida: quanto custa um vestido de noiva?

No entanto, Mariana também alerta que o mais importante é que a noiva se sinta bem. “Se o casal ama praia, mas a personalidade da noiva é super extrovertida e ela ama brilho, não tem por que ela não brilhar à beira mar. Afinal, o importante é ser feliz e curtir o momento”, defende.

  1. Pesquisa de referências

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Sabe aquela sua pastinha do Pinterest com centenas de ideias? Ela pode ser super útil na hora de criar seu vestido de noiva sob medida – por isso, não deixe de mostrar ao seu estilista!

“Eles vão fazer com que o profissional consiga compreender aquilo que a noiva procura. Não vai limitar em nada a experiência para ser feito o vestido do zero. Pelo contrário. Ele vai aproximar o estilista da noiva”, declara Cris, do Atelier LUIT.

Couto concorda: “Tudo contribui para que a estilista conheça cada vez melhor a noiva”.

No entanto, Mariana alerta que as fotos de referência devem ser usadas apenas como um norte para entender alguns detalhes que a noiva gostaria de ver no seu vestido, como tecidos, caimentos e formato de decote

“Elas não devem ser usadas como base para reprodução. O que pode ser frustrante para a noiva, pois dificilmente o vestido ficará igual ao da foto já que a proporção do corpo normalmente é diferente. Além disso, os tecidos podem ser exclusivos e cada atelier trabalha com modelagem e acabamentos únicos. E o profissional perde a oportunidade de criar algo genuinamente único”, sugere Mariana.

A estilista Julia Golldenzon também pontua que o grande trabalho do estilista é captar a alma da noiva para traduzir no vestido a identidade dela. “No primeiro encontro, quando muitas vezes a noiva já traz referências, em geral até de vestidos feitos por mim, converso bastante com elas e faço muitas perguntas para conseguir compreender os desejos e a personalidade dela”, declara.

  1. Experimentar modelos prontos

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Um ponto que pode auxiliar na criação do vestido de noiva sob medida é provar modelos prontos. “É super importante que a noiva experimente modelos com silhuetas, tecidos e caimentos diferentes antes de optar por um modelo exclusivo para entender qual o seu estilo como noiva e com qual tipo de modelo ela se sente bem”, destaca Mariana.

Por outro lado, ao conversar com o estilista, essa pré-concepção estabelecida através da prova de modelos prontos pode mudar completamente também. “Às vezes, a noiva chega no meu atelier com um modelo que experimentou em uma loja na cabeça, e sai de lá com uma ideia totalmente diferente”, conta Couto.

“No atelier, temos modelos prontos para que a noiva possa experimentar antes de se decidir e é muito comum a cliente mudar de ideia sobre o modelo a partir da prova dos vestidos, pois nem sempre o que ela sonhou é o que a fará se sentir linda”, relata Mariana.

Por outro lado, Julia acredita que não é primordial experimentar modelos prontos, mas pode ajudar. “Não é necessário, mas como aqui no atelier nós também temos modelos prêt-à-porter, as noivas gostam de experimentar e assim ela pode entender e visualizar o que lhe cai bem em termos de materiais, cores e formas”, explica.

  1. Conversar sobre prazos de confecção do vestido de noiva sob medida

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Para não gerar nenhum tipo de ansiedade, é fundamental conversar com o profissional escolhido sobre as etapas de criação do vestido e os prazos necessários. E tudo isso pode variar de atelier para atelier.

“O ideal é que a noiva procure o estilista com cinco ou seis meses de antecedência. Mas se ela quiser um vestido muito, mas muito elaborado , com pedras e tecidos diferentes, é recomendável um ano antes”, lembra Couto.

Leia também: Linha do tempo para escolha do vestido de noiva: 12 meses

Cris do Atelier LUIT, trabalha com prazos similares: “Se for um vestido menos elaborado, pode variar de quatro a seis meses. Já para temas mais elaborados, com modelagens mais complicadas, o tempo é de oito a dez meses”.

  1. Encontrar um estilista com o qual tenha grande empatia

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

Caso você opte por um vestido de noiva sob medida, é fundamental criar uma boa conexão com o estilista, uma vez que ele é um profissional que vai estar presente durante todo o processo.

Cris do Atelier LUIT, afirma que um ponto de início para a escolha do profissional é o nome no mercado, experiência, referências e depoimentos de outras noivas.

“Mas tudo isso tem que ser finalizado com uma grande empatia entre a noiva e o profissional. De nada adianta esse profissional ter muitas indicações, excelentes referências e ser uma pessoa absolutamente fechada para conversas. A noiva deve partir de uma referência e tem que chegar em uma interface muito próxima, de muita empatia com esse profissional”, revela Cris.

Mariana acredita que o melhor profissional é aquele que passa segurança, escuta a noiva e entende quem ela é e como gostaria de se sentir no dia do seu casamento. “As indicações são extremamente importantes na fase de pesquisa, mas antes de marcar uma visita ao atelier apenas porque alguém que você conhece já fez vestido lá, vale olhar o perfil do Instagram, o site, perguntar a forma de trabalho do atelier e alinhar expectativas. Nem sempre o atelier que foi ótimo para aquela amiga que você ama será a melhor opção pra você!  Para cada estilo de noiva existe um profissional mais adequado”, recomenda Mariana.

A confiança no trabalho é um item fundamental para Julia. “Como o processo de fazer um vestido sob medida é muito longo, é preciso buscar uma afinidade pessoal, além da afinidade profissional e de estilo. A noiva precisa se sentir bem com a estilista. Confiança é um ponto fundamental nesta relação”, recomenda.

  1. Entender como funcionam as provas de vestido de noiva

vestido de noiva sob medida

Foto: Shutterstock

As provas de vestido de noiva sob medida são etapas importantes, mas algumas vezes elas geram certa ansiedade nas noivas.

“Quando você faz um vestido sob medida, as duas primeiras provas costumam ser mais cruas, mais frias. Não é o vestido dela ainda. Às vezes, elas ficam ansiosas. Para evitar que isso aconteça, eu costumo já dar essa direção para a noiva no ato da contratação. Inclusive, aconselho que elas nem venham com muitas pessoas nas duas primeiras provas, porque ainda não é muito algo fácil de se visualizar. Já a terceira e a quarta provas são mais ‘quentes’, mais calorosas, porque o vestido já está bem encaminhado”, alerta Cris, do Atelier LUIT.

Com relação aos acompanhantes nas provas, a recomendação de Julia é levar apenas uma pessoa em quem a noiva confie muito, sobretudo no estilo. “Algumas noivas acabam convidando muitas pessoas para a prova, isso acaba confundindo a opinião dela, porque são muitas pessoas falando e, às vezes, o momento acaba até se transformando numa espécie de despedida de solteiro”, comenta.

Leia também: Quem deve acompanhar a noiva na escolha do vestido?

Durante as provas, Mariana também lembra que a noiva deve estar preparada para construir o vestido a cada prova e se sentir confortável para sugerir mudanças e alterações. Julia acredita ainda que as provas são o momento ideal para esclarecer todas as dúvidas como estilista escolhido. “Muitas vezes elas levam a dúvida para casa e não falam presencialmente. Isso pode atrasar o processo”, justifica Julia.

Veja mais vestidos de noiva inspiradores no nosso perfil no Pinterest

</>

Fornecedores citados nesta matéria

Sobre:

#
Marina Pastore

Marina Pastore é jornalista e trabalhou na Folha de S.Paulo. Desde 2011, quando começou a organizar seu próprio casamento, se apaixonou pelo assunto e criou um blog, o Vestida de Branco, para dividir ideias, opiniões e dúvidas. Anos depois do seu casamento, ainda adora falar sobre o assunto, ajudar as noivas e com...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2020