Revista

Chá de hibisco | Dicas para adotá-lo na dieta rumo ao altar

Com propriedades diuréticas, o chá de hibisco é ideal para as mulheres que querem perder alguns quilinhos antes do Grande Dia

O hibisco é uma florzinha que ganhou fama no Brasil por suas propriedades diuréticas, que têm potencial de “desinchar“ e, consequentemente, reduzir medidas. Figurinha carimbada em dietas de famosas como Sabrina Sato e Bruna Marquezine, pode ser um aliado das noivas que querem perder alguns quilos antes do Grande Dia. Mas será que chá de hibisco emagrece mesmo ou é mais um conto da carochinha?

Veja também: Benefícios dos chás para as noivas: como escolher segundo o seu objetivo

dois-copos-com-chá-de-hibisco-com-limão

Foto: Matters of the Belly

 

Hibisco: benefícios e recomendações

Muito além de seu poder diurético, o hibisco apresenta outros benefícios. “Ele é conhecido por propriedades antidispépticas e antipiréticas, que ajudam a combater sintomas como azia e queimação. Também funciona como laxativo leve com poder antiespasmódico, que melhora o fluxo intestinal e evita sensações de cólicas intestinais”, explica o nutrólogo Kaue Kranholdt.

Apesar de entrar na categoria de alimentos funcionais para chegar linda, zen e saudável ao casamento, o chá de hibisco tem contraindicações. “Deve ser evitado por pacientes com pressão baixa, em uso de determinados medicamentos e situações patológicas especificas”, alerta a nutricionista Nathalia Destri.

Ainda é importante ressaltar que a bebida não deve substituir refeições e nutrientes. “Ignorar o consumo de água ao longo do dia e outros fitoterápicos pode ser desvantajoso”, afirma Kaue. Na dúvida, sempre procure um médico ou nutricionista que possa ajudá-la a inserir a delícia na rotina.

chá-de-hibisco-com-canela-em-xícara-portuguesa

Foto: Muy Bueno Cookbook

 

O bê-á-bá do chá de hibisco

Se você já discutiu com um profissional a possibilidade de acrescentar o chá de hibisco em sua dieta, está na hora de aprender a prepará-lo. Até porque existem alguns segredinhos que apenas os especialistas conhecem para tirar todo o potencial da florzinha – e nós revelamos tudo aqui!

• Onde comprar chá de hibisco?

O chá de hibisco costumava ser mais popular na região amazônica, mas, hoje, pode ser encontrado facilmente em todo País. É possível comprá-lo em lojas especializadas em produtos naturais, mas também em farmácias e mercados.

Aqui, a grande dica é optar pelas embalagens fechadas e não a granel. “Esse tipo de mercadoria costuma ser armazenada por períodos muito longos. Por isso, pode conter alguns fungos maléficos à saúde”, revela Nathalia.

• Como preparar o chá?

“Assim como se faz com outros chás, a forma de preparação pode comprometer os efeitos terapêuticos se não for bem-feita. Principalmente quando se deixa muito tempo em infusão ou, então, modifica a temperatura da água depois de feita a infusão”, aponta Kaue.

Para não errar no preparo, os especialistas ensinam. Coloque 200 ml de água para ferver. Assim que começar a levantar as primeiras bolhas, acrescente duas colheres de sopa do hibisco desidratado e, em seguida, desligue o fogo. Deixe descansar tampado entre cinco e 10 minutos. É possível consumir em seguida ou armazenar na geladeira por até 12 horas.

mulher-coando-chá-de-hibisco

Foto: The Kitchen McCabe

 

• Qual o melhor horário?

Há quem diga que tomar chá de hibisco em jejum ou antes do almoço é a melhor forma de conseguir arrancar o potencial emagrecedor da florzinha. Porém, há poucos estudos que comprovam tal eficácia.

O recomendável é bebê-lo ao longo do dia. “Por ser diurético, só não é ideal consumir durante a noite. Você pode atrapalhar o sono com idas ao banheiro”, alerta Cintya Bassi, nutricionista do Grupo São Cristóvão Saúde.

• Como tomar chá de hibisco?

Os especialistas recomendam que sejam consumidas, no máximo, três xícaras de chá de hibisco por dia. “Para melhores resultados, gosto de intercalar a bebida dia sim, dia não com outros tipos de chás diuréticos. Entre eles: cavalinha e chá verde”, diz Nathalia.

Vale destacar que a adoção do chá está entre as coisas para fazer uma semana antes do casamento. Isso porque a nutricionista recomenda que ele comece a ser consumido pelo menos sete dias antes. Só assim as noivas terão um efeito desejado. Mas lembre-se: quanto mais antecipadamente você começar a tomá-lo, maior a probabilidade de observar diferenças.

chá-de-hibisco-gelado

Foto: PEDEN+MUNK

 

Receitas com hibisco

Para não se enjoar do gosto do hibisco, é possível seguir duas linhas. São elas: misturar o chá com outros ingredientes ou preparar receitas com a florzinha.

No primeiro caso, fazer chá de hibisco com limão, canela ou gengibre vai ajudar a potencializar os efeitos digestivos, intestinais, anti-inflamatórios, antioxidantes e desintoxicantes. “Além disso, acrescenta-se um aumento do metabolismo, o que condiz com uma dieta de redução de peso e medidas. Sem contar que a bebida pode ficar bem mais gostosa de acordo com a mistura”, afirma Kaue.

Quem quiser aproveitar o ingrediente em outras receitas, saiba que é possível, por exemplo, fazer picolé. Basta acrescentar frutas e até especiarias ao chá. “É uma boa forma de manter a hidratação nos dias mais quentes”, garante Cintya. Outra maneira é misturar água com gás e adoçante, para ter um sabor de refrigerante saudável.

A especialista ainda aponta que, acrescentando gelatina sem sabor e adoçante, dá para ter uma sobremesa de baixa caloria. “E você ainda pode colocar hibisco desidratado em receitas como bolos e mousses”, indica.

chá-de-hibisco-em-formato-de-sorvete

Foto: Half Baked Harvest

 

Hibisco sozinho não faz milagre!

Por mais benefícios que o chá de hibisco traga para a noiva, é necessário inseri-lo dentro de um plano alimentar personalizado, como uma dieta low carb antes do casamento. Até porque nenhum alimento sozinho é capaz de transformar seu corpo no modelo dos sonhos.

“A dieta da noiva deve ser equilibrada, evitando alimentos ricos em gordura saturada e açúcares, pois trazem poucos nutrientes e benefícios ao organismo. Isso inclui embutidos, frituras, peles de aves, refrigerantes, doces e industrializados”, comenta Cintya. “Sem contar que alguns alimentos saudáveis também podem ser calóricos e, por isso, devem ser consumidos com moderação. É o caso de oleaginosas, queijos amarelos, azeite, açaí, abacate e húmus.”

De acordo com a nutricionista, o ideal é optar por alimentos que tragam maior quantidade de nutrientes e benefícios. “Prefira carboidratos complexos, como pães, massa e arroz integrais, farinha de aveia, frutas e hortaliças, gorduras de boa qualidade e em quantidade moderada como óleos e azeite, além de leite e derivados desnatados, carnes magras e grãos. Também é importante preferir alimentos frescos e não processados”, conta Cintya.

Veja mais inspirações no nosso perfil no Pinteres

</>

Sobre:

#
Bianca Bellucci

Bianca Bellucci trabalha como jornalista desde 2012 e já escreveu para grandes portais, como UOL e Terra. Teimosa como uma boa taurina, convenceu os pais a trocarem uma viagem para a Itália para comemorar as Bodas de Prata por uma festa com direito a tudo que manda o figurino. Apaixonada por cultura pop, adora casame...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019