Casamento na praia como realizar
Pinterest/ Reprodução

Casamento na praia: pode onde começar?

A vista para o mar, um pôr do sol incrível e toda aquela vibe que só um casamento na praia tem: é impossível não se encantar com este cenário! E, aqui no Brasil, somos privilegiados neste quesito – há ótimas praias para realizar a tão sonhada cerimônia pé na areia. “A grande vantagem é que quando a natureza faz parte do cenário, é preciso pouco para deixar a festa linda”, afirma a cerimonial Gabriela Almeida, que atua no litoral do Espírito Santo.

Se você faz parte deste time que não vê a hora de dizer “sim” com um pezinho na areia, veja algumas das principais dúvidas envolvidas neste tipo de evento.

É preciso ter autorização da prefeitura?

Por se tratar de um local público, é importante verificar com a prefeitura local quais são as autorizações necessárias para a realização de um casamento na praia. “É preciso passar por um processo de autorização para a realização do evento. Mas essas leis variam de cidade para cidade, então o primeiro passo para quem quer casar neste formato é verificar a regulamentação do local”, pontua Gabriela.

Veja top 10 fotos de casamentos na praia

Além disso, segundo lembra o produtor de eventos Rodrigo Figueiredo, da Personal de Casamento, é interessante que os noivos averiguem esta questão de liberação antes de fechar com o local. Caso seja necessário um alvará, é importante que este documento seja obtido com certa antecedência. O mais indicado é recorrer à prefeitura no prazo de seis meses a 30 dias da data do evento e solicitar uma permissão de uso. Geralmente o valor da taxa é calculado com base no tamanho da área a ser utilizada.

Algo que é sempre válido lembrar é que, independente da autorização, outras pessoas poderão estar neste espaço. “Por isso contratar um serviço de segurança particular é uma ótima dica para evitar qualquer tipo de contratempo em locais abertos”, sugere Figueiredo.

Foto: Diogo Gaspar / Casamento Real Jéssica e Franklin

Qual é o melhor horário para um casamento na praia?

Ninguém quer ficar horas sob um sol super forte, não é mesmo? O recomendado para os casamentos na praia é o final da tarde, quando o sol está mais fraco, como forma de oferecer maior conforto aos convidados, conforme recomendam Figueiredo e Gabriela.

“Além do clima mais ameno, o pôr do sol vai garantir cliques incríveis. Já a festa pode ser realizada a seguir – e ainda assim o terá todo o encanto praiano. Para maior conforto, é recomendado que os noivos evitem o período entre 10h e 14h, por conta da ventania à beira-mar”, alerta Gabriela.

Também é importante alinhar com os profissionais de foto e vídeo os horários do evento. “Esta conversa sobre o horário da cerimônia é sempre feita em conjunto com casal, os produtores e os profissionais que estão diretamente envolvidos na captação de imagem (vídeo e foto). Se o sol estiver muito forte acaba prejudicando a captação ou se fizer muito tarde, a falta de luz pode prejudicar o ensaio pós-cerimônia”, recomenda Figueiredo.

Casamento na praia autorização da prefeitura
Pinterest/ Reprodução

Como escolher o local perfeito para casar na praia?

A escolha do espaço para o evento é um fator super importante em um casamento na praia e há uma série de fatores que precisam ser verificados. A dica de Figueiredo é fazer visitas técnicas ao espaço não só quando ele estiver montado ou decorado para um casamento, mas também quando estiver “pelado”. “Assim o casal consegue ter uma noção real sobre o espaço e depois visitá-lo decorado até para ter uma noção do que fazer ou não”, expõe.

Para Gabriela, é interessante verificar se o local possui toda a infraestrutura para a realização do casamento – se ele é coberto, se existe espaço para montar uma tenda/altar caso os noivos queiram, e, se for um hotel/pousada – ele permite cobrir a piscina para virar uma pista de dança?

Se for realizar o casamento em um hotel, outra dica de Figueiredo é verificar se a área do evento será exclusiva para a sua festa ou se os hóspedes que estiverem no hotel ou na pousada terão livre acesso. Como em todo casamento ao ar livre, também é imprescindível verificar o plano B disponível em caso de chuva. “Dependendo da época, chuvas de verão são comuns ao final do dia, por isso um plano B para não prejudicar a sua festa é algo muito válido”, afirma.

Para Gabriela, o local da cerimônia precisa ter uma estrutura confortável e coberta. “Não dá para confiar e ser pega de surpresa pelo mau tempo, não é mesmo? É o tipo de cuidado que tem que ter – mas torcer pra não usar”, comenta.

Leia também: Como escolher o espaço para casamento: especialistas dão dicas para não errar

Veja como montar uma welcome bag

Conforto para os convidados

O clima de praia já remete a um ambiente mais despojado. Mas nem por isso o conforto dos convidados deve ser deixado de lado. O cuidado começa na hora do convite: Figueiredo recomenda que os noivos lembrem aos convidados que os trajes devem ser mais leves e de tons claros. No dia do casamento, também é válido montar um espaço de “boas vindas” antes de iniciar a cerimônia pé na areia para os convidados deixarem os sapatos. Mimos como leques, águas saborizadas, chapéus, lencinhos umedecidos, kits com protetor solar também podem ser usados para garantir o conforto dos convidados e amenizar o calor, segundo Gabriela e Figueiredo.

Casamento na praia conforto dos convidados
Foto: Alexandra Wallace

 

O que servir para os convidados?

No menu, a pedida é apostar em pratos e bebidas refrescantes – que têm tudo a ver com o ambiente. “Frutos do mar são perfeitos para a ocasião, mas tome o cuidado de oferecer, pelo menos, mais uma opção para quem não come ou é alérgico”, comenta Gabriela.

Outra dica de Gabriela para um casamento na praia são os famosos Finger Foods, que nada mais são do que petiscos e sobremesas servidos em porções individuais, além das ilhas gastronômicas.

Leia mais: Cardápio do casamento | Como escolher o Menu

Casamento na praia o que servir
Pinterest/ Reprodução

Como funciona a logística com os fornecedores?

Alguns fornecedores terão que deslocar aparelhos, móveis e outros objetos para a realização do seu casamento na praia. No caso de casamento em cidades menores de praia, há noivas que optam por trazer empresas de grandes capitais para realizar o evento. Mas, como isso funciona na prática? Para Gabriela, nesta hora é fundamental a ajuda de um assessor. “Este profissional irá entrar em contato com fornecedores que topam colocar equipamentos (mobília, som, entre outros) na areia. É importante frisar que não são todos os fornecedores que fazem esse tipo de serviço. Em contrapartida, existem empresas especializadas para este tipo de formato. Lembre-se: o assessor será o braço direito (e esquerdo!) dos noivos durante os preparativos para o Grande Dia”, afirma Gabriela.

Veja também: Casamento em Trancoso: 5 motivos para escolher esse paraíso

Casar na praia é mais caro?

Quanto aos custos, não vão muito além do que qualquer outro tipo de casamento. “Os orçamentos variam dependendo de vários fatores. Se apenas a cerimônia for realizada na praia, é provável que o custo seja bem mais baixo para os noivos. Já para fazer a recepção – ou seja, a festa em si – o custo aumenta bastante, pois inclui todas as necessidades dos fornecedores e convidados”, alerta Gabriela.

Figueiredo pontua que, com o auxílio de empresa especializada, um bom planejamento e tempo, o casal conseguirá em alguns casos até economizar. “Um casamento na praia acaba sendo algo mais despojado, sem a obrigatoriedade de muitos protocolos”, defende.

Casamento na praia custa caro
Pinterest/ Reprodução
Tags da matéria

Comentários

4 comments

  1.    Responder

    um sonho de muitos casais, casar nesse paraíso!

  2.    Responder

    ótimas dicas para os casais que pretendem casar na praia.

    1. Caroline Galhardo

         Responder

      Obrigada! 😉

  3.    Responder

    Ótimas dicas para os casais que desejam casar na praia.