Se você é ligada em decoração (ou só uma exploradora de Pinterest) já deve ter se deparado com referências de decoração em estilo escandinavo, mesmo que talvez você não o tenha identificado de fato.

Como o próprio nome diz, ele nasceu na Escandinávia, mas ganhou o mundo com suas principais características: aconchego, linhas retas e geométricas, cores neutras e mais. Conheça mais e veja como adotar o estilo escandinavo na decoração.

Veja também:  5 apostas para decorar a casa nova em 2019

Foto: @scandinavianhomes/Reprodução

Veja também:  Espelho Adnet | Como usar o item desejo na decoração da casa nova

Atenção a iluminação

O design escandinavo, também conhecido como design nórdico, surgiu na década de 1950, na região que abrange o norte da Europa, em países como Noruega, Finlândia, Suécia, Dinamarca, Islândia e Ilhas Faroé. Todos locais frios, que demandam casas funcionais e aquecidas ao mesmo tempo, segundo explica a arquiteta Juliana Zanetti.

Para começar a pensar em uma casa brasileira com estilo escandinavo na decoração é preciso planejar a adaptação, principalmente por causa das diferenças climáticas. Nas regiões nórdicas o frio é severo, portanto as noites são mais longas, o que acarreta a escolha de móveis, cores e revestimentos mais claros, para minimizar a pouca incidência de luz.

Essa entrada de claridade, se mal planejada pode trazer desvantagens: “aqui no Brasil devemos nos atentar na hora de projetar os lindos rasgos [de luz]. Em um clima como o nosso, se não bem posicionados, a grande incidência de luminosidade pode acarretar em um aumento do calor interno dos ambientes, necessitando um resfriamento artificial – ar condicionado – e, consequentemente, um aumento no gasto de energia”, afirma a arquiteta Mayla Mikaelian, do estúdio Mik Arquitetura.

Foto: @casacobre/Reprodução

Veja também: Como preparar a casa para o outono

Nórdico VS. Minimalista

O movimento nórdico na decoração é muito caracterizado pelas linhas simples e pelos projetos funcionais. “O que mais se preza no estilo escandinavo é que tudo o que se usa na decoração ou mobiliário deve ter uma função. Por isso os espaços acabam tendo poucos móveis ou objetos, pois não existem supérfluos. Tudo o que está nos espaços, está ali por um motivo”, segundo Juliana Zanetti.

Justamente por conta dessa simplicidade e praticidade, é muito comum confundir o estilo com o minimalismo, já que os dois priorizam ambientes clean e linhas retas na decoração. Mas há diferenças entre eles, explica Mayla Mikaelian:

Escandinavo: uso de materiais e iluminação naturais, formas geométricas, cores claras e tons pastel.

Minimalista: uso de materiais com referências industriais e predominância do preto e branco.

Foto: @catesthill/Reprodução

As cores escandinavas

Geralmente, os nórdicos priorizam cores neutras na decoração, com predominância de branco, bege e tons claros de madeira. Tudo isso para, consequentemente, tornar o ambiente mais claro, como já citado.

Mas, na mesma paleta, é muito comum a utilização de tons pastel para detalhes, como rosa, verde menta, azul e muito cinza. Este é um ótimo direcionamento para pensar na decoração da casa nova. Priorize móveis e revestimentos em branco e tons de madeira, e invista em objetos e tecidos com pequenos pontos de cor.

Foto: @carpediembedsofsweden/Reprodução

Veja também: Como usar prateleiras para otimizar espaços pequenos

Pratique o desapego

A simplicidade e o conforto são características principais do design escandinavo. Por isso, ele está longe de ser ideal para acumuladores: “todos aqueles ornamentos que a gente vai acumulando, aqueles desnecessários que fazem volume em casa, sabe? Podem e devem ficar de fora”, alerta Juliana Zanetti.  

É claro que você ainda terá objetos decorativos, afinal, é importante que a casa tenha a cara e transpire a personalidade de seus moradores, e não pareça apenas o showroom de uma loja de móveis.

Mas, nesse caso, o melhor mesmo é focar em itens significativos, que colaborem para contar a história da casa, como recordações de viagens, algo que tenha passado pela família, etc. O mais legal é que, por se tratar de uma decoração clean, tudo o que for colocado em exposição vai ganhar destaque.

Foto: @josel.chen/Reprodução

Veja também: Parede geométrica | Saiba como fazer a sua

Estampas, texturas e materiais

Para dar o clima natural e aconchegante da decoração escandinava, os nórdicos priorizam materiais como lã, algodão, couro, metal, pedras e muitas plantas (verde por toda parte!).

“Tapetes geométricos em preto e branco e almofadas com estampas geométricas, misturadas com capas lisas monocromáticas que remetam a cor de algum objeto que está no ambiente também são uma boa pedida”, completa Juliana.

Os quadros desse tipo de decoração também são bastante marcantes, e possuem suas próprias características. As molduras são, prioritariamente, pretas ou em tons de madeira. O fundo geralmente é branco, com poucas informações e as estampas são variadas, entre formas geométricas, natureza ou frases com letterings em fontes simples.   

Foto: @theranchuncommon/Reprodução

Inspirações de decoração para casa no estilo escandinavo

Agora que você já sabe como colocar o design escandinavo em prática na casa nova, inspire-se nestes ambientes.

Foto: @garancedore/Reprodução

 

Foto: @apartamento.33/Reprodução

 

Foto: @maxcasabotanica/Reprodução

 

Foto: @kvarteretmakleri/Reprodução

 

Foto: @apedoandar29/Reprodução

 

Foto: @josel.chen/Reprodução

 

Foto: @countryroadliving/Reprodução

 

Foto: @bjufors/Reprodução

 

Veja mais inspirações de decoração para casa nova no nosso perfil no Pinterest

</>

Tags da matéria

Comentários