O look para o Grande Dia deve ressaltar o que a noiva gosta em si e disfarçar algo na silhueta que não a agrada tanto. Essa regra não é diferente para o vestido de noiva plus size. Detalhes na diagonal, aplicação de brilho e renda podem ajudar.

Vestido-de-Noiva-Plus-Size-Como-Usar-photo-Kristen-Marie-Parker
Foto: Kristen Marie Parker/Divulgação

O conceito plus size

A estilista Lethicia Bronstein explica como a modelagem plus size geralmente funciona. “A definição para a moda, de forma geral, é quando sai dos padrões de tamanho convencionais, que normalmente vai até o 46.” Dessa forma, peças 48 em diante entra no conceito.

A profissional conta que, ao serem aumentadas, as peças têm acréscimo de quatro centímetros em cada ângulo da medida. Esse mecanismo não acontece na modelagem plus size. “As adaptações são mais proporcionais ao corpo da pessoa e não de forma padrão.”

Entretanto, há quem prefira não tomar por base a numeração. Esse é o caso da estilista Danielle Benício. “Prefiro não ter por base uma numeração nesse sentido. Acredito que todo tipo físico, se bem analisado, pode ter sua beleza extraída”, diz.

Ao pensar em um vestido de noiva plus size, Danielle conta que procura enxergar a mulher por trás da numeração, seja ela qual for. “Penso que é a peça que se enquadra no corpo dela e não o contrário.”

vestido-de-noiva-plus-size
Foto: Landon Jacob Productions / Style Me Pretty

Melhores modelos de vestido de noiva plus size

Entre os modelos que favorecem as noivas mais cheinhas, aqueles que contam com cortes e detalhes na diagonal são os recomendados por Danielle. “Eles podem modelar a silhueta e afinar cintura, por exemplo.”

Alguns truques também ajudam para modelar o corpo e dão estrutura ao vestido de noiva plus size. Lethicia comenta sobre o uso de bodies e corpetes. “Essas peças, cheia de barbatanas, podem ajudar nesse sentido. Aí, por cima, vem o vestido.”

Ambas as estilistas concordam que não há um padrão plus size. Algumas mulheres podem ter mais busto e menos quadril. Outras, apresentam mais circunferência na cintura e também volume de seio. “Costumo analisar o corpo da noiva e entender onde é mais volumoso. Então, trabalhamos para que o vestido faça um equilíbrio na silhueta”, afirma Danielle.

vestido-de-noiva-plus-size
Foto: Megan Welker Photography / Style Me Pretty

Formatos: o que usar e evitar

Para Lethicia, quem tem mais peso geralmente conta com um formato de seio e busto bonito. Nesse sentido, o decote em V está entre as recomendações da estilista. O formato combina e deixa essa parte do corpo bonito no vestido de noiva plus size.

“Sugiro também braços cobertos e marcação de cintura, mesmo que haja uma circunferência maior. Definir essa parte do corpo dá uma proporção boa à silhueta”, acrescenta a profissional. Danielle concorda e diz que cobrir os braços não é uma regra, mas podem deixar a noiva mais à vontade para as fotos.

O vestido de noiva rodado é o sonho de muitas mulheres. Entretanto, para a modelagem plus size é preciso tomar algumas precauções. “Não é o modelo que mais favorece. Por exemplo, ele não alonga silhueta. Se a mulher tiver uma cintura mais fina, ajuda. Mesmo em numeração 48 ou 50”, afirma Danielle.

Os vestidos de noiva princesa contam com mais volume de saia e essa é uma das recomendações a evitar, segundo Lethicia. “Essa construção na parte de baixo acaba aumentando a noiva. O legal é deixar um corpo equilibrado em proporção: ombros e quadril alinhados e a cintura menor em relação aos dois.”

Foto: Danielle Benício / Divulgação

Detalhes e aplicações

Eventos noturnos são ocasiões em que as noivas tendem a escolher brilhos e bordados. No modelo plus size, isso também não é diferente.

“Costumo avaliar onde a silhueta precisa de mais volume. É aí que o brilho entra. Só não recomendo que seja bordado na horizontal. Esse formato aumenta a silhueta e não fica bem.”

Sobre o tema, Lethicia explica que aplicações na lateral caem bem nos vestidos plus size para casamento, pois afinam o corpo. “Já nas mangas, o detalhe no braço pode ajudar a esconder alguma gordurinha atrás do muque.”

Comprimento longo e uso de renda são as sugestões de Danielle para as noivas que optam em cobrir os braços. “Entretanto, o vestido de noiva com manga mais curta, como três quartos ou sete oitavos, pode cortar silhueta. Não recomendo.”

O drapeado é um detalhe que enriquece a peça e costuma aparecer também em modelos para casamento. Podem, inclusive, ser um aliado ao vestido de noiva plus size. “Geralmente dão uma acinturada quando feito abaixo do busto”, explica Lethicia.

vestido-de-noiva-plus-size
Foto: Wtoo Brides / Divulgação

Tecidos indicados para o modelo

A construção da peça e escolha de detalhes no vestido de noiva plus size podem interferir no tipo de tecido. Tafetá, musseline e georgete de seda são alguns das opções de Lethicia para a ocasião. “Estes dois últimos, por exemplo, ajudam quando a noiva tem mais barriga, em um modelo grego, que tende a ser mais solto abaixo da marcação do busto.

Já o tule de seda pura é a aposta de Danielle. “É uma opção pouco usada mas que fica muito legal. Esse tecido é ao mesmo tempo fluido e encorpado. Ainda dá pra brincar com uma transparência sutil, entre ele e a pele da noiva.” Além disso, a profissional acrescenta que tecidos brilhoso devem ser evitados nesse contexto.

Para as mulheres que buscam uma opção diferente, tanto em modelo quanto em tecido, Lethicia comenta sobre uma de suas últimas produções. “Uma saia mais seca por baixo, com caldas que saem da lateral para trás, em organza. Deixa a noiva super fininha.”

Crédito: Ulmer Studios Photography/Divulgação

 

Veja mais inspirações de vestidos de noiva plus size no nosso perfil no Pinterest
</>

Tags da matéria

Comentários