Quem se lembra do vestido que a personagem de Kate Hudson usou no filme Noivas em Guerra? E do modelo em tom creme usado por Lily James, a Cinderela, no live-action do conto de fadas? Os dois modelitos lindíssimos ainda fazem a cabeça de muitas mulheres. E não é à toa, pois o vestido de noiva rodado é sinônimo de tradicional e continua super em alta.

Vestido de noiva rodado dicas de como escolher o modelo ideal
Foto: Kristen Booth Photography

O tradicional que não sai de moda

Na hora de escolher um modelo, é importante ter em mente que o vestido de noiva rodado vai muito além do vestido de noiva rodado princesa. Aquele cheio de volume e brilho. Eles são, sim, uma opção, mas existe uma série de opções democráticas e modelagens para todo tipo de noiva e cerimônia.

A estilista Mariana Godoy explica que o que caracteriza um vestido de noiva rodado é a saia godê, a armação e os tecidos que dão um caimento legal para a parte de baixo do vestido. O modelo também traz muito destaque e evidência na região da cintura da noiva.

Foto: Pinterest / Reprodução

 

Vestido de noiva rodado: como escolher?

Que o vestido de noiva rodado está na moda não é segredo, mas é preciso manter a atenção em alguns tópicos importantes antes de escolher o seu. A estilista Claudia Maria diz que a noiva precisa levar em consideração o horário da cerimônia de casamento e o local em ela vai acontecer. Assim, você vai entender questões de grande influência, como luz, sol, vento e espaço para locomoção.

Foto: Pinterest / Reprodução

 

Quando o assunto é volume, é ainda mais importante entender muito bem o lugar no qual você vai casar. “Se a cerimônia for acontecer em uma capela pequena, é legal optar por um vestido de noiva rodado com cauda menor. Agora, se for em uma igreja maior ou salão, dá para apostar tranquilo nas caudas mais longas”, diz Marina.

A noiva também precisa ter em mente o que quer valorizar e o que quer esconder com o vestido de noiva rodado. Essa reflexão é muito importante para garantir que ela se sinta bem e confortável com seu reflexo no espelho quando provar o modelo.

Mariana destaca ainda que é recomendado usar o Pinterest de inspiração para o Grande Dia. Mas ela afirma que as noivas não devem se prender demais às imagens. Afinal, pode ser que o vestido não fique no seu corpo do mesmo jeito que ficou na modelo. Por isso, a recomendação geral é provar muitos modelos. Assim, fica mais fácil entender o que te cai melhor.

Foto: Pinterest/Reprodução

 

Casamento de dia x Casamento de noite

Para as noivas que vão casar durante o dia, a dica é apostar em uma saia mais fluida. Ela tende a trazer um ar de leveza que vai cair bem em um casamento ao ar livre. Além de facilitar a caminhada pela grama ou areia, por exemplo.

Mariana destaca os tecidos musseline, organza e crepe como boas opções para os casamentos de dia. Isso porque eles têm efeito mais fosco. A regra vale também para o vestido de noiva com brilho e as rendas, que devem ser mais puxados para o pérola — para não refletir muito na luz do sol.

Já às cerimônias à noite, durante o horário nobre, abrem espaço para as saias com tecidos mais volumosos e até o uso das anáguas. Claudia também diz que aqui é a chance de se jogar no vestido de noiva rodado brilhoso sem medo de exagerar. “Eu acredito muito em uma moda democrática. A noiva tem que usar o que ela se sente bem”, afirma.

Foto: Pinterest/Reprodução

 

Decote tomara que caia

Quem tem bastante busto, o uso do vestido de noiva rodado tomara que caia precisa ser muito bem pensado. Afinal, ninguém merece passar a cerimônia toda puxando a roupa para cima. “Nesses casos, sugiro substituir o tomara que caia por um decote V profundo, do tamanho que a noiva quiser. Ele vai dar mais firmeza e segurança na hora de andar e cumprimentar os convidados”, explica Claudia.

Já Mariana traz como opção que o corpo do vestido de noiva rodado seja mais estruturado, para ajudar na sustentação. Também dá para usar um elástico que sai do meio do corpo para as costas, por dentro do vestido, que vai deixar o modelo mais justo no tronco. “As micro alcinhas também são uma solução eficiente e discreta”, diz a estilista.

Foto: Pinterest/Reprodução

 

Assim como as fãs de decote tomara que caia, as noivas que sempre sonharam em casar com cauda, mas se preocupam com a movimentação pelo espaço, também têm alternativas. Nesses casos, Maria indica os modelos com cauda que recolhe ou mesmo os com cauda removível. Assim, é só adaptar o vestido de noiva rodado na hora de curtir a festa.

De pernas de fora

Foi-se o tempo em que a regra era casar de longo. O vestido de noiva rodado curto, inclusive, é uma opção para lá de charmosa. Os modelos que deixam as pernas à mostra trazem um ar menos formal, mas não menos elegante e bonito para qualquer cerimônia.

Mas como deixar o modelo curto com cara de vestido de noiva? Claudia comenta que o segredo é apostar nos tecidos mais nobres. E trabalhá-los com diferentes caimentos e rendas na saia rodada.

Foto: Pinterest/Reprodução

 

Vestido de noiva rodado: preço

O valor de um vestido de noiva rodado pode variar muito. Tudo vai depender do modelo, do tamanho da saia, da cauda, da quantidade de tecido, das rendas, do brilho. O preço tem relação também com o trabalho que o estilista vai ter na hora de criá-lo. Então, quanto mais detalhado, mais caro o resultado.

De acordo com Claudia, pensando em um vestido sob medida, esse valor pode começar em R$ 2 mil e aumentar de acordo com o desejo da noiva.

Foto: Pinterest / Reprodução
Tags da matéria

Comentários