Revista

Bem-casado | Tudo o que você precisa saber sobre o doce

Presentear os convidados com bem-casado é uma forma singela de agradecer a presença deles – e ainda adoçar o dia seguinte à festa!

O bem-casado é um doce que costuma ser provado no dia posterior à festa. A tradição, independentemente do estilo de casamento, tem o costume de fazer os convidados reviverem o momento logo na primeira mordida. E, enquanto eles se deliciam, enviam energias positivas para o novo casal.

bem-casado

Foto: SmartPic Fotografia/Somos Dê.Coração

 

De onde vem a tradição?

A tradição do bem-casado vem de Portugal no final da década de 1930. Em terras lusitanas, o doce é chamado de “casadinho”. A diferença para o nosso é que a massa é mais densa, com base feita de água. “Originalmente, o recheio é de baba de moça”, afirma Daiane Pereira da Silva, gerente de vendas da Oficina do Açúcar.

“Com o passar do tempo, surgiu a lenda que dizia que o bem-casado traria sorte aos noivos e que, na primeira mordida, os convidados deveriam fazer um pedido. Isso fortaleceu a tradição”, conta Mara Cristina Amaral Santos, proprietária da Emilia Bem-casados.

Dicas para escolher o fornecedor

Os noivos devem ter uma relação de confiança com todos os fornecedores da festa. Isso não seria diferente com os bem-casados. Aqui, a dica é comparar, ao menos, três profissionais. Estrutura e reputação são pontos que devem ser observados para vocês não correrem o risco de serem surpreendidos negativamente na entrega.

“Além da confiança, é necessário procurar por um bem-casado com ótimo sabor, sem o temido cheiro de ovo e que ainda tenha um bom custo-benefício”, ressalta Mara.

bem-casado

Foto: Divulgação/Emilia Bem-casados

 

O bem-casado tradicional

No Brasil, a receita de bem-casado profissional leva doce de leite no recheio. “Ele deve ser claro e suave, equilibrando com a doçura da calda de açúcar”, aponta Mara.

De acordo com a especialista, o doce costuma preservar as características e o formato da receita tradicional. “Na época de seu surgimento, a massa era feita com uma colher e em pequenas porções, para que fosse unida ao recheio. Assim, as partes se encontravam e ficavam ‘bem-casadas’.”

bem-casado

Foto: Rachel Escobar

 

Sabores diferentes

Como a ideia é agradar uma grande quantidade de paladares, o bem-casado de doce de leite costuma ser o sabor com maior aceitação. Sem contar que é o mais esperado entre os convidados. “Porém, como o cálculo de quantidade é de três unidades por pessoa, é bem interessante diversificar os sabores”, destaca Mara.

Para quem quiser ousar, o recomendado é fazer 1/3 dos bem-casados com um sabor diferente.

Para acertar na escolha, a dica é aliar o sabor à identidade do evento. “Um casamento que será realizado na praia ou no campo, por exemplo, combina muito bem com sabores mais refrescantes, como coco e limão siciliano. Já as festas com um toque tradicional podem complementar a variedade dos doces com opções como nozes, pistache, ovos ou damasco”, indica Mara.

Outros sabores que estão disponíveis nos famosos fornecedores de bem-casados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são maçã com canela, churros, chocolate belga e Nutella.

bem-casado

Foto: Duo Borgatto

 

Para combinar com a decoração

Segundo Célia Freire, proprietária da Célia Bem Casados, a embalagem do doce deve ornar com a decoração da festa. “Cor e materiais têm que ser definidos conforme o estilo do casamento, como clássico, rústico ou praiano”, comenta.

O papel mais usado é o crepom nacional e a fita de cetim n.02 (10mm). “É uma embalagem bonita e com bom custo-benefício”, diz Mara. “Porém, como os bem-casados têm um espaço na festa dedicado só para eles, também fica lindo complementar com tecidos, flores ou papel estampado. Dá um toque especial”, completa.

Em relação à tag, a dica de ouro é não encomendar um papel grande, que ficará desproporcional em relação ao tamanho do doce. “Aconselhamos colocar o cartão na base, pois, em cima, não combina com a delicadeza do bem-casado. E ainda pode não harmonizar com a decoração da mesa”, alerta Daiane.

Por falar em decoração, vale destacar que é possível usar doces no cenário do casamento de forma criativa. “Os bem-casados ficam lindos quando estão dispostos em cestas, balanços e gaveteiros. As noivas devem sempre conversar com o decorador, para fazer algo especial em relação a eles”, aconselha Mara.

bem-casado

Foto: Duo Borgatto

 

A questão da entrega

De acordo com Célia, normalmente, os bem-casados são entregues no dia e local do casamento. A taxa de envio costuma ser dada de cortesia para festas que acontecem na mesma cidade do fornecedor.

“Agora, se o casamento for realizado em outros estados ou em cidades distantes da sede, a entrega é feita por meio de transportadora. Nesse caso, os bem-casados são enviados diretamente aos noivos”, explica Mara.

Vale destacar que noivos e até padrinhos podem escolher retirar os doces diretamente no ateliê, caso prefiram.

bem-casado

Foto: Divulgação/Emilia Bem-casados

 

Bem-casado: preço e quantidade

O bem-casado é um dos tipos de lembrancinhas de casamento comestíveis. Por isso, é importante que a quantidade seja suficiente para presentear todos os convidados. “O correto é calcular uma média de três unidades por pessoa, para servi-los à vontade”, revela Mara.

Quando o assunto é preço, é possível encontrá-los a partir de R$ 3,30 por unidade. “O valor pode mudar de acordo com embalagem e sabor escolhidos”, conclui Daiane.

Veja mais no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Bianca Bellucci

Bianca Bellucci trabalha como jornalista desde 2012 e já escreveu para grandes portais, como UOL e Terra. Teimosa como uma boa taurina, convenceu os pais a trocarem uma viagem para a Itália para comemorar as Bodas de Prata por uma festa com direito a tudo que manda o figurino. Apaixonada por cultura pop, adora casame...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019