Relacionamento com a família do noivo
Foto: Pinterest/ Reprodução

É fato: o casamento não une apenas duas pessoas que se amam, mas também duas famílias. E quando se trata de juntar os “meus” e com os “seus”, nem sempre é fácil. Apesar das diferenças que podem existir, ter um bom relacionamento com a família do noivo é fundamental para garantir um casamento harmonioso e duradouro.

Família: entendendo que os “seus” serão os “nossos”

Seja nos aniversários, no Natal ou mesmo quando os filhos nascerem, vocês sempre terão motivos para estarem todos juntos. E já que é pra unir, é melhor que seja de coração aberto e sem estresse. De acordo com Fabiana Guntovitch, que atua como mentora de relacionamentos e desenvolvimento pessoal, em primeiro lugar é importante quebrar alguns mitos como os que cercam a convivência entre nora e sogra.

Existe muito preconceito em torno desse assunto e até mesmo piadas maldosas. Mas a especialista lembra que não se pode deixar levar por estereótipos. “É claro que há pessoas difíceis da gente lidar, mas também tem aquelas que conseguem ter uma relação belíssima com a mãe do noivo. Uma boa convivência depende muito da nossa atitude e da vontade que temos de construir e preservar um relacionamento saudável”, explica a especialista.

Veja mais: Dicas de etiqueta | O relacionamento com a sogra

Veja 10 dicas que vão te ajudar a ter um bom relacionamento com a família do noivo!

1.Estabeleça limites saudáveis

Para a especialista em relacionamentos Fabiana Guntovitch, o primeiro passo para garantir um bom relacionamento com a família do noivo é entender que a relação que vocês tinham com eles irá mudar com o casamento. Agora os sogros serão visitas na casa dos noivos, e o casal deve assumir o posto de anfitrião. “Essa nova posição demanda um ajustamento. No início este papel é estranho para os pais e é justamente nessa fase de adaptação a melhor hora para se estabelecer limites saudáveis e buscar uma relação harmônica entre todos”, recomenda a especialista. O importante é cultivar uma cultura de respeito mútuo.

relacionamento com a família do noivo
iStock

2. Não se sinta culpada pela dor dos pais dele

Vamos falar com franqueza? A família dele vai perder o convívio próximo com esse cara incrível que será o seu marido, e é claro que eles vão sentir muito essa perda! Aceite esse fato sem dramas e sem dor na consciência. É natural que, quando os filhos se casam, os pais vivenciem um sentimento contraditório. “Por um lado se sentem felizes pelos filhos, por outro, sentem a dor da perda da convivência diária. Todos irão se acostumar e superar, então não se preocupe e não se sinta culpada. Mas dê uma colher de chá para nessa fase adaptação”, orienta Fabiana.

3.Plante bons exemplos para os seus filhos

Quando vocês tiverem filhos, eles também verão como você trata a família do pai deles. E isso certamente deixará marcas e servirá de exemplo. Se você tem respeito e consideração, eles aprenderão que esta é a forma adequada de se portar quando se casarem. O contrário também é verdadeiro! Portanto, para que eles cresçam num ambiente saudável, plante para a próxima geração um bom exemplo de empatia, respeito e gentileza.

relacionamento mãe do noivo
Pinterest/Reprodução

4. Respeite o espaço da família dele

A partir do casamento as regras que valem para a sua casa, precisam valer para a casa da sogra também. Se você não quer que ela invada o seu espaço, lembre-se de respeitar o dela. Não chegue mexendo na geladeira dela, por exemplo, ou criticando algo que ela tenha feito. O que você fizer na casa dela, ela poderá entender que está liberada para fazer na sua casa também.

5. Mostre a eles que você os valoriza

Não pense que basta valorizar a família dele. É preciso demonstrar para os sogros e irmãos que eles têm valor para você. Assim como nós, todos eles adoram se sentir necessários e importantes. “Eles irão adorar se você pedir conselhos, perguntar como eles fazem ou faziam alguma tarefa. Isso demonstra que vocês os valoriza. Mesmo que você não siga a orientação deles, a consulta por si, fará com que eles se sintam presentes na vida do casal”, explica a especialista.

6. Seja grata

Fique atenta aos pequenos gestos e agradeça sempre pelas gentilezas que receber. A sogra fez aquela comida que sabe que você gosta? Não perca a chance de demonstrar que você percebeu o gesto e retribua com carinho. “Ela pode ter pisado na bola inúmeras vezes, e provavelmente será nos pequenos gestos que tentará se redimir e se aproximar. Aproveite todas as oportunidades de consolidar a paz entre vocês”, recomenda Fabiana.

Veja mais: Desafios da nova vida a dois: 10 dicas para construir um casamento que vai longe

7. Tenha empatia

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar dos outros e ela é a chave dos relacionamentos de sucesso. Ela nos ajuda a compreender melhor o sentimento e o comportamento da outra pessoa em determinadas circunstâncias e a forma como toma as decisões. No caso da família do noivo, a empatia é importante para reconhecer que eles são humanos, passíveis de erros como todos nós. “Não tenham dúvidas de que os pais erram com amor, com vontade de acertar. Tudo o que fazem pelos filhos é por amor, e não por obrigação”, lembra a especialista.

relacionamento família do noivo - mãe
iStock

8.Deixe claro o papel deles na criação dos seus filhos

Quando tiverem filhos, sejam claros com a forma como pretendem educá-los e o que vocês esperam dos avós. É compreensível que eles tentem burlar algumas regras, tentando mimar ou proteger os netos. Mas as questões mais importantes precisam ser discutidas com muita clareza para que não virem motivo de distanciamento e desarmonia na família.


Veja também:
 Comportamento pós-casamento | Mudanças e adaptações

9.“Eles” serão seus também

A partir do casamento, não existirá mais “a família do noivo”. Ela será sua também. Você terá sempre um vínculo com eles, portanto, perdoe o que tiver que ser perdoado e construa do zero, se necessário, uma relação de respeito e harmonia.

10. Queira viver bem

Por fim, Fabiana Guntovitch lembra que relacionamentos são sempre uma ótima oportunidade de aprendizado e que é essencial ter uma postura positiva e cultuar o desejo de mantê-los saudáveis. “Aprender com os erros e acertos dos pais e sogros sempre será muito útil no futuro. Um dia o casal também será sogro de alguém. E quanto mais já souberem sobre como respeitar o espaço do outro, cultivar e construir essa relação, melhor será a convivência que terão com seus filhos, genros e noras num futuro que, por mais incrível que pareça, não está tão distante assim. O tempo voa”, dá a dica.

E como tudo aquilo que é importante pra gente, vale a pena parar para refletir. Com amor e boa vontade, temos certeza que você vai conseguir ter uma relação ótima com a família do seu noivo e ser muito feliz. Estamos na torcida!

Tags da matéria