A contratação dos profissionais de foto e vídeo é bastante pessoal e delicada, cada casal tem suas preferências pessoais e tem ideia do que quer como lembrança de seu evento.

Para saber como fazer a melhor escolha, conversamos com alguns profissionais da área de foto e vídeo, que dão algumas dicas para acertar em cheio, confira.

Como achar o fotógrafo de casamento
Pinterest/ Reprodução

Quanto tempo antes contratar o fotógrafo/videomaker?

Segundo o fotógrafo Fabio Moro, a noiva que busca um profissional mais reconhecido, requisitado ou com um estilo em especial, deve ficar atenta a isso: profissionais muito procurados costumam fechar datas com pelo menos um ano e meio de antecedência.

O videomaker Flávio Jobim concorda: “Tanto o vídeo como a foto são profissionais de data única. O que isso quer dizer? Significa que se outra pessoa contratar primeiro, você não o terá no seu evento. As noivas buscam contratar com o maior tempo de antecedência possível para se antecipar às outras noivas. Na média, isso ocorre com um ano, um ano e meio de antecedência”.

O fotógrafo Fabio Borgatto comenta que os noivos costumam procura-lo com pelo menos dez meses de antecedência.

Como achar o fotógrafo de casamento calendário
Pinterest/ Reprodução

Como contratar profissionais de confiança para foto e vídeo?

Para Moro, a qualidade de um profissional está ligada diretamente às suas referências.

“Para não errar, procure um profissional que já tenha experiência com a área de casamentos, pois é um nicho específico de fotografia. Indicação de amigas que casaram recentemente são muito práticas. Pesquise em sites, blogs e redes sociais, ou depoimentos no site do profissional”, afirma Moro.

Borgatto indica que os noivos estudem com calma o portfólio do fotógrafo, afinal, cada um tem um estilo definido e uma especialidade em termos de luz ou formas de interpretação.

Jobim recomenda que os noivos entrem no site da empresa e vejam a quantidade de filmes e fotos que ela tem.

“Agende uma visita com os profissionais, pois é nesse momento que você olhará nos olhos deles e entenderá como tudo funciona. Essa é a hora de perguntar tudo, por mais bobo que pareça ser, pergunte, faz parte”, indica Jobim.

Como achar o fotógrafo de casamento

Ao receber um orçamento de um fotógrafo/videomaker, o que as noivas devem analisar? Como comparar os diferentes orçamentos?

O primeiro passo, segundo Moro, é que os noivos devem perguntar a si mesmos o quanto vale para eles o registro de seu casamento.

“Com que olhar e de que forma eles querem rever ou mostrar aos futuros amigos e familiares este dia? Porque é possível encontrar profissionais com orçamentos totalmente diferentes, mas certamente eles também oferecem um resultado e um olhar totalmente diferentes”, comenta Moro.

Ele também aponta o que levar em consideração na hora de aprovar um orçamento, veja as dicas abaixo:

– Qual é o estilo?
– É um profissional bem recomendado?
– Ele fotografa pessoalmente o casamento ou envia equipes em seu lugar?
– Quantos profissionais estarão presentes no dia?
-Quanto tempo ele estará disponível para o casamento?
– Oferece atendimento mais exclusivo?
– É um profissional atualizado?

Para Borgatto, antes de qualquer coisa, os noivos devem ter certeza que estão apenas com os profissionais que realmente desejam em termos de imagem.

“Por ser um trabalho mais artístico do que técnico, as possibilidades de formar um preço são inúmeras. A dica é: focar nos profissionais que têm o estilo certo para seu casamento e ver quais itens são realmente necessários para guardar como memória (álbuns impressos, dvd, galeria online)”, recomenda.

Jobim aponta que, muitas vezes, por trás de um orçamento um pouco mais caro está uma estrutura séria, que não é enxergada em um primeiro momento, mas que garante a qualidade do trabalho.

Como achar o fotógrafo de casamento orçamento

Como encontrar o fotógrafo ideal? Como avaliar o estilo do fotógrafo/videomaker?

Na opinião de Moro, o primeiro passo é descobrir do que se gosta.

“Para isso, a noiva precisa buscar muitas referências em blogs e sites, e nas redes sociais, como o Pinterest e o Instagram. Ela pode ir colecionando as fotografias que a agradam, até começar a entender o estilo que mais gosta. E, a partir daí, ela pode buscar profissionais que ofereçam o estilo escolhido”, indica Moro.

O relacionamento que se estabelece entre os noivos e os profissionais também é muito importante.

“Para encontrar o profissional ideal, acredito que só mesmo visitando e analisando pessoalmente o trabalho, porque é necessário haver empatia, o casal precisa sentir confiança no fotógrafo e eu, como fotógrafo, também preciso perceber que o casal se sente bem comigo. Fotografia é uma relação de troca”, explica Moro.

Borgatto acredita que é preciso encontrar aquele “fator UAU!”.

“Ver o trabalho, amar e querer. Se não for assim de primeira, ainda não é o fotógrafo certo. Ver se o fotógrafo trabalha com um time comercial ou ele mesmo atende os noivos, sentir a ‘pessoa’, se identificar antes com o trabalho e, na sequência, com o profissional”, afirma.

Para Jobim, é essencial que, em primeiro lugar, os noivos se apaixonem pelo trabalho do profissional.

“Depois o casal deve entrar em detalhes mais técnicos, mas que não são menos importantes: número de profissionais que estarão com ele no dia, qualidade de equipamentos, segurança, credibilidade, o tempo de profissão que ele tem no segmento. É impossível comparar só preço.  Como o velho ditado diz, o barato pode sair muito caro, ainda mais se tratando de um evento que não tem volta, se errou, errou para sempre, se acertou, também foi para sempre”, avalia Jobim.

Fotógrafo de casamento como escolher

O que os noivos devem perguntar ao fotógrafo/videomaker antes de contratar?

Moro pontua que fotografia é arte, emoção, sentimento e estilo, sim. Mas há também muita técnica envolvida!

“Além de verificar tudo o que já foi dito, a noiva deve sempre consultar sobre o equipamento que o profissional usa: se ele tem equipamento reserva (caso algum equipamento quebre no meio do casamento, por exemplo), como é feito o back-up das fotos, se há seguro dos equipamentos, sobre a quantidade de membros da equipe, e se o fotógrafo escolhido vai pessoalmente ao casamento”, aponta Moro.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é se o casal gostaria de contratar serviços à parte.

“Se a noiva deseja algo especial além da fotografia do casamento – um ensaio do casal, um pôster, um álbum com determinado acabamento ou até alguma imagem em especial, deve verificar antes o que o profissional oferece e como funciona a contratação”, pontua Moro.

Moro também acha importante a questão da iluminação do casamento.

“Também acho importante que casal e o fotógrafo conversem sobre a luz no dia do casamento. Essas dicas de iluminação costumam ser conversadas com o casal na primeira reunião”, recomenda Moro.

Na opinião de Borgatto, os noivos não precisam se ater às perguntas técnicas.

“Eles devem focar em como funciona a equipe, como é a dinâmica no dia. Se é apenas uma dupla ou um grande time de profissionais. Dessa forma o casal já vai perceber como é o estilo de trabalho como é a postura no evento”, pontua.

Segundo Jobim, não há perguntas específicas, mas os noivos devem verificar há quanto tempo a empresa está no mercado, que tipo de serviços prestam e até mesmo sobre os equipamentos.

No entanto, para Jobim, o mais importante é realmente se identificar com seus vídeos e fotos.

Fotógrafo de casamento o que perguntar

O que os noivos devem avaliar com relação à entrega da foto/do vídeo antes de contratar?

Moro considera importante observar o prazo de entrega da foto ou do vídeo, se o fotógrafo entrega todas as fotos editadas ou apenas um número X e o formato final: quantas fotos serão disponibilizadas em alta resolução e se o trabalho será entregue em DVD, em pen-drive, em link para download, etc.

“Os fotógrafos mostram seu ‘passado’ com o olho no ‘futuro’. Com isso, quero dizer que apresentamos ao casal algo que já aconteceu, e vendemos a possibilidade do que fazer, uma criatividade futura. Por isso, analisar a consistência do profissional, ver se o portfólio não apresenta grandes mudanças em pouco tempo. Dessa forma, é natural se sentir seguro e saber ‘o que esperar’ receber. Outro ponto importante é se atentar ao tempo de entrega e especificações de álbuns e tipo de acabamento contratados”, alerta Borgatto.

Para Jobim, o prazo é um item relativo. “Perguntar o prazo de entrega também é importante, porém mais uma vez existe um detalhe aí – terão empresas que falarão que entregam em um mês, outras em seis meses e outras em um ano. Confesso que já vi noivas muito mais satisfeitas e felizes com materiais entregues com um ano do que as que receberam com um mês. Muitas empresas terceirizam a edição, pegam o casamento e entregam para terceiros editarem, o que a meu ver perde qualidade, no entanto é errado? De jeito nenhum, faz parte do serviço de cada um e suas propostas de trabalho, mas isso provavelmente você não saberá. Por isso, o prazo e relativo e continuo dizendo que o principal é o resultado final! ”, pontua.

Fotógrafo de casamento o que avaliar

O que os noivos devem verificar no contrato antes de contratar estes profissionais?

Moro recomenda que o contrato apresente tudo o que ficou combinado:

-Data;
– Local:
– Serviços contratados;
– Número de profissionais no evento;
– Tempo de cobertura;
– O que será entregue;
– Prazos para entregas.

“O álbum escolhido também deve estar descrito em detalhes: quantidade de páginas, tipo de acabamento (se é foto-livro, se é álbum encadernado, se é tecido, se é acrílico, etc). E, naturalmente, o valor e forma de pagamento, direitos de imagem e políticas de cancelamento ou de troca de data. O contrato deve ser transparente para ambas partes e se for necessário, o profissional deve estar disposto a detalhar ou fazer alterações que sejam justas para cada caso”, comenta Moro.

Para Borgatto, o contrato deve esclarecer como será a resolução em caso de ‘problemas’.

“Como exemplo, podemos citar casos de roubo ou acidentes durante a ida do profissional ao evento ou ainda atrasos em voos. Se há devolução dos valores e envio de equipe substituta e, claro, que todos os itens, valores e formas de pagamentos estejam especificados”, argumenta.

A dica de Jobim é que os noivos verifiquem as cláusulas de segurança, multas contratuais, informações da empresa, ter tudo que foi combinado detalhadamente descrito, ter assinaturas em todas as páginas do contrato.

“As duas partes têm que sentir seguras, protegidas. Não deixe de ler com calma todas as páginas! ”, conclui.

Fotógrafo de casamento contrato

Tags da matéria