Revista

Cerimônia circular de casamento: como fazer?

A influencer Thássia Naves fez uma cerimônia de casamento circular. Quer saber mais? Veja dicas de especialistas para não errar.

A digital influencer Thássia Naves abalou a internet com as fotos do seu Grande Dia. Um dos diferenciais da festa foi o fato de ter uma cerimônia circular no casamento – um formato bastante diferenciado e dinâmico.

Apesar de ter causado um impacto, esta configuração de cerimônia não é nova. “É uma proposta que chegou como tendência em 2016. Mas até hoje,  ela tem sempre acontecido de uma forma inovadora. Sempre tem um jeito novo de trabalhar o casamento circular, usando bancos e cadeiras, intercalando os formatos – seja com fatias triangulares ou fatias retas entre os corredores.  É algo que causa bastante impacto para os convidados sem onerar grandes custos extras para os noivos”, explica Murillo Gabriel Messias Tringali, da empresa Maristela Alves T. Decorações.

Gostou do formato de uma cerimônia circular e também quer fazer no seu? Veja algumas dicas para montar sua cerimônia nesta configuração.

Cerimônia circular de casamento: diferentes tipos

A primeira coisa que você precisa saber sobre as cerimônias circulares é que elas podem ser montadas de diversas maneiras diferentes. Confira:

Formato caracol ou espiral

Este é um dos formatos de cerimônia circular mais incomuns. Nele, as cadeiras são dispostas como se fosse um caracol mesmo – o altar fica bem ao centro e as cadeiras dão a volta em torno dele.

casamento circular

Foto: Idena Beach Photography

Leia também: Arcos para casamento: veja inspirações e tendências

Para Tringali, é um tipo de cerimônia mais arriscada e mais elaborada. “Ela vai exigir muito espaço para execução e pode ser que crie uma certa poluição da imagem. Pelo fato de a noiva estar sempre andando em curva, entre os convidados, você não vai ter uma visão limpa dela ou do noivo entrando. Então polui um pouco mais a imagem para os fotógrafos, por exemplo”, explica.

casamento circular

Foto: Gideon Photo

Vera Andrade, da empresa de decoração A-Horta, comenta que este formato pode ser interessante caso os noivos tenham em mente olhar cada um dos convidados. “No caracol, eles passam por todo mundo. Se a noiva tiver essa vontade de querer olhar pessoa por pessoa, pode ser interessante. Diferentemente de qualquer outra nave, em que os noivos passam ao lado somente de quem está na beirada, este é o único jeito de você entrar e olhar para cada pessoa”, opina.

Caso você opte por este formato, vale ter em mente deixar espaço suficiente para os noivos caminharem entre os convidados e para que os fotógrafos e videomakers possam se movimentar no altar.

Formato 180°, ferradura ou C

Nesta configuração, há uma nave central e os convidados ficam ao redor, no formato da letra C. Dependendo da quantidade de convidados, eles podem estar de frente para o altar ou atrás do altar (visualizando os noivos de frente).

casamento circular

Foto: The Nichols

“Há a possibilidade de começar em uma passarela tradicional, reta, e terminar em volta do altar circular.  É uma disposição que pode utilizar mais cadeiras do que a circular tradicional e ela vai limitar um pouco a circulação. No formato de 180º graus, os noivos serão vistos lateralmente pelos convidados. Dá para fazer também com os noivos de frente para os convidados – só que nesta configuração os convidados perdem um pouco da visão dos noivos entrando. Eles verão a noiva entrando através do altar. O que perde um pouco da emoção do evento na minha opinião”, aponta Tringali.

casamento circular

Foto: Caroline Tran

Formato 360°

No casamento de Thássia Naves, a cerimônia de casamento foi realizada em 360°, isto é, havia convidados ao redor de todo o altar.

Para cerimônias 360°, Tringali sugere o uso de quatro corredores que finalizam de encontro ao altar, sendo que o principal deles é a nave dos noivos. De acordo com Vera, o fato de ter quatro corredores ajuda na circulação dos convidados.

“Facilita para as convidadas com vestidos longos não ficarem circulando entre as cadeiras. Na hora de entrar ou de sair, não precisa ficar passando por todo mundo. Os demais corredores não precisam ser do tamanho da nave, podem ser menores”, afirma Vera.

casamento circular

Foto: Kristen Nicole Photography

Leia também: O que você precisa saber sobre decoração de casamento ao ar livre

Vantagens da cerimônia circular

Uma das grandes vantagens desta configuração, na opinião de Tringali, é o fato de oferecer aos noivos uma possibilidade de cerimônia diferenciada. “Ela causa um impacto nos convidados, sem trazer muitos custos a mais para os noivos”, destaca.

Para quem busca uma cerimônia mais intimista, a cerimônia circular pode ser perfeita. “Os convidados se sentem mais próximos dos noivos”, comenta Tringali.

casamento circular

Foto: Gary Sexton

Espaço fechado x espaço aberto

A maioria das referências na internet mostram os casamentos circulares em espaços abertos. Mas será que é possível realizá-los em um ambiente fechado? De acordo com Tringali e Vera, é possível, mas vai demandar um grande espaço e uma estrutura adequada. E, claro, vai depender do número de convidados. Ter um pé direito alto também é algo que ajuda bastante.

casamento circular

Foto: Jose Villa

Leia também: Decoração de casamento | O guia completo

Uma dica de Vera com relação à montagem em espaços fechados é evitar que seja feita a remontagem após a cerimônia. “Às vezes acontece de a pista de dança ser montada onde foi a cerimônia do casamento, por exemplo. Aí acontece de acabar a cerimônia e os convidados continuarem por ali, sendo que as cadeiras precisam ser realocadas para a recepção.  Então é preciso ter este cuidado. Se tiver um espaço grande, onde possam ser montadas tanto a recepção quanto a cerimônia, melhor”, alerta.

casamento circular

Foto: Aaron Delesie

Normalmente, a cerimônia circular não traz gastos extras ao casal, mas se o espaço disponível for pequeno e for necessário fazer muitas adequações, certamente isso vai pesar um pouco mais no orçamento, segundo Tringali.

Cuidados ao fazer um casamento circular

Ficou animado (a) para fazer uma cerimônia diferenciada? Vale ficar atento a alguns detalhes antes de colocá-la em prática:

casamento circular

Foto: Nicolette Moku Photography

  • Se você já tem em mente fazer um casamento circular, na hora escolher o espaço para casamento é bom procurar um local que se adéque a este desejo. “Às vezes a pessoa tem uma ideia, mas não combina com o espaço. O layout é uma coisa muito importante e ele têm que valorizar o espaço. Há locais em que é possível fazer esse formato, mas em outros não. Por isso, já vale pensar nisso antes”, aconselha Vera.
  • Uma das principais dificuldades relacionadas ao casamento circular é com relação à movimentação dos fotógrafos, videomakers e cerimoniais no altar. Tringali aponta como solução deixar um espaço entre o altar e as primeiras cadeiras para a circulação destes profissionais. Os corredores também ajudam nesta movimentação. Repare: no casamento de Thássia Naves, além do altar estar em um nível acima dos convidados, há um espaço para circulação dos profissionais.
  • Ao fazer uma cerimônia circular, é preciso ter cuidado para que a visão dos convidados não seja obstruída. “Procuramos sempre trabalhar o altar mais limpo, que não tenha tanta estrutura para não atrapalhar a visão dos convidados ou até mesmo não prejudicar a filmagem e as fotos”, lembra Tringali. Em casamentos muito grandes, acima de 300 convidados, a visão do altar também pode ser prejudicada pela distância e já se perde a sensação de proximidade com os noivos.

Veja mais inspirações no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Marina Pastore

Marina Pastore é jornalista e trabalhou na Folha de S.Paulo. Desde 2011, quando começou a organizar seu próprio casamento, se apaixonou pelo assunto e criou um blog, o Vestida de Branco, para dividir ideias, opiniões e dúvidas. Anos depois do seu casamento, ainda adora falar sobre o assunto, ajudar as noivas e com...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2020