cachorro em casamento - pets no Grande Dia (2)

É fato que nossos animaizinhos de estimação são parte da família e precisam estar presente nos momentos mais importantes da família, e no casamento não poderia ser diferente, não é mesmo? Mas antes de tomar a decisão de colocá-lo na cerimônia de casamento, é preciso levar em consideração alguns fatores e cuidados para que tudo corra bem.

De acordo com o adestrador Subro Pontes, a decisão de incluir um animal no casamento deve ser tomada com extrema cautela e é recomendado ter auxílio prévio de um profissional para garantir que não será muito estressante para o animal. Um fator importante a ser levado em consideração é se o pet é sociável. “O ambiente do casamento pode ser extremamente estressante para animais que não estão acostumados e não conseguem lidar com esse tipo de estímulo”, alerta Pontes. É importante verificar também se o ciclo de vacinação do bichinho está completo.

cachorro em casamento - pets no Grande Dia (3)

Outro ponto a ser considerado é o local onde será realizado o casamento. “Geralmente, os casamentos que incluem pets são realizados no campo. Na igreja, já é mais difícil. Há algumas pastorais que permitem, mas há outras que não”, esclarece a cerimonial Daniela de Cássia Pereira Ferrarini, da Ferrarini Cerimonial & Eventos. A cerimonial Priscilla Rocha, da P & A Assessoria e Cerimonial de Eventos, recomenda que os noivos verifiquem com o espaço como proceder com a presença do pet, onde ele poderá ficar e o período que o mesmo poderá permanecer no espaço.

Veja também Dicas para levar as alianças no casamento

Preparação do pet para o casamento

cachorro em casamento - pets no Grande Dia (4)

Para quem decidiu levar seu bichinho ao casamento, é preciso investir um bom tempo na preparação. “Este processo deve acontecer com bastante antecedência e é preferível que seja com auxílio de um adestrador, mas tudo depende do que é esperado, pois há casos de pessoas que querem apenas que o animal esteja presente até situações nas quais os bichinhos levam as alianças. E cada um terá um tipo de preparação diferente. O ideal é que o treinamento seja feito por um profissional que trabalhe apenas com estímulos positivos, ou seja, sem o uso de qualquer forma de intimidação, para que o dia do casamento seja divertido não só para as pessoas que estarão presentes, mas também para os animais”, destaca Pontes.

Segundo o adestrador, durante o treinamento, o pet será exposto gradualmente a tudo que irá acontecer na cerimônia e tudo isso será associado a coisas divertidas, como comidas e brincadeiras, para garantir que ele fique relaxado. Os treinos devem ser personalizados para cada tipo de situação, mas um dos primeiros passos é acostumá-los a ambientes barulhentos, o que deve ser feito com cuidado, para não gerar traumas. As particularidades deverão ser ensinadas em forma de brincadeira para garantir que o animal se divirta. Exemplo: para levar as alianças, o treinamento começará com o animal levando uma bolinha para os tutores.

cachorro em casamento - pets no Grande Dia (5)

De acordo com Daniela, os animais geralmente entram acompanhados, mas, segundo Pontes, é possível fazer um treinamento para que eles entrem sozinhos. “É possível com o treinamento certo. O tempo para conseguir que o animal entre sozinho irá variar do bichinho em si, visto que alguns terão mais dificuldade do que outros por inúmeros fatores. Mas geralmente não é um processo rápido, o que faz com que seja importante começar com alguns meses de antecedência”, explica Pontes.

Vale lembrar que os animais não entendem a importância do casamento e mesmo com treinamento podem ser imprevisíveis, então é preciso estar ciente sobre estes aspectos. “O importante, no final das contas, é poder dividir esse momento com eles. Com certeza, alguns imprevistos que poderão acontecer serão tolerados e ainda poderão render algumas histórias no futuro!”, afirma Pontes.

Veja também Convite para madrinhas de casamento | Encontro de amigas

Cuidados no dia do casamento

cachorro em casamento - pets no Grande Dia (1)
Pontes, Priscilla e Daniela destacam alguns cuidados necessários com o bichinho no dia do casamento:
Leve o animal algumas horas antes para que ele possa explorar todo o ambiente e não fique curioso e distraído na hora do casamento;
Deixe seu pet limpinho e com suas necessidades feitas antes de entrar, para não correr nenhum risco;
Jamais o deixe sozinho. Procure alguém que o bichinho já conheça para ficar com ele. O ideal é que ele volte para casa após a cerimônia, por isso é importante selecionar alguém conhecido para leva-lo;
– Vale levar água para ele possa beber, saquinhos para recolher excrementos e a coleira para conduzi-lo.

Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!