Revista

Revérbero Inspira | O Grande Dia

No último episódio vamos conferir todos os detalhes do Grande Dia da Aline e do Jeffs

Eu e o Jeffs nos conhecemos muitos anos antes de nos tornarmos namorados, na verdade fizemos parte do mesmo ciclo de relacionamento e por isso nos trombamos na vida de forma bastante superficial e despretenciosa.

Não éramos amigos próximos mas sabíamos da existência um do outro e quando o Jeffs veio para São Paulo depois de uma temporada morando em outro estado nos reaproximamos através de mensagens no Instagram, depois a conversa foi fluindo mais e percebemos uma amizade muito gostosa, a ponto de querermos sempre compartilhar um com o outro algo que aconteceu no dia.

Depois de um tempo dessa amizade, o Jeffs abriu seu coração dizendo que estava interessado em mim para além da amizade e eu naquele momento entendi que deveríamos nos afastar porque eu não queria nutrir esperança de um relacionamento naquele momento.

Concordamos em não conversar tanto, já que estávamos com expectativas diferentes e nesse período de afastamento percebi que ele era de fato mais do que um amigo, que tinha valores que eu admirava e que gostaria de ter alguém como ele ao meu lado. Foi o suficiente para marcarmos um encontro e dali nunca mais nos largarmos rs.

Tudo começou numa amizade e hoje olha onde estamos, casadíssimos!


Veja também: Reverbéro Inspira | Os detalhes

O pedido de casamento

Jeffs pode concordar comigo, não sou uma pessoa fácil de se fazer surpresas, até porque estou sempre bastante ligada em tudo (risos) mas ele conseguiu.

Estávamos saindo do período de reclusão da Pandemia quando decidimos visitar Campos do Jordão para espairecer um pouco, logicamente, sem contato com outras pessoas e seguindo as regras de distanciamento fomos para as montanhas, local onde temos colegas que já nos abrigaram algumas vezes. Aquele lugar de silêncio, natureza e muita paz sempre nos foi como um refúgio para nós, não foi diferente daquela vez.

Decidimos ver um pôr do sol num dos pontos mais altos da cidade, outra coisa que sempre amamos fazer, assistir o pôr do sol, seja onde for. Como era algo praticamente comum de fazermos na companhia um do outro minha única expectativa era de fato ver o sol se por ali, diante da visão incrível de algumas cidades de São Paulo, o Jeffs sempre com a câmera na mão também não me surpreendia, então para mim seria apenas isso, e já estava muito bom mas não imaginei que a segunda câmera que estava no tripé fazia parte do plano (risos).

Jeffs foi me conduzindo a fazer umas fotos ali, me dirigindo nas poses e em uma delas me fez ficar de costas, quando me virei ele estava ajoelhado com com a aliança e me fazendo o pedido de casamento, naquele cenário tão nosso.

Foi muito especial e significativo e é lógico que eu disse SIM.

Foto: Gonçalves Fotografia

O sonho do casamento

Por um determinado tempo sim, por principalmente imaginar que este seria o padrão ideal de vida, estudar, casar, ter filhos e seguir todos os passos para ter uma vida de significado, no entanto no auge da minha solteirice, enquanto estudava e estava morando sozinha longe da minha família entendi que a melhor coisa que poderia fazer em primeiro lugar era aprender a me conhecer, desfrutar da minha própria companhia, conhecer a Deus e de fato me permitir ser quem sou à medida que minha identidade seria reforçada ali, naquele lugar onde não havia ninguém.

Depois disso o casamento deixou de ser um alvo para cumprir um padrão mas algo que eu entendi que fluiria naturalmente quando eu encontrasse uma pessoa que estivesse disposta a dividir a vida comigo, assim como eu mesma estava disposta.

Este processo me rendeu 6 anos de solteirice, muito aprendizado e crescimento nos meus relacionamentos, comigo, com Deus e com as pessoas, foi maravilhoso, mesmo com todas as dificuldades. Ao final deste ciclo foi quando minha amizade com Jeffs começou a crescer e foi tudo tão especial, principalmente porque ele sabia do que vivi e me respeitou.

Acredito que nosso casamento foi especial e como foi por tudo o que nos permitimos viver antes dele, ele se tornou um sonho quando nos conhecemos e mais ainda depois que desfrutamos dele.

Foto: Gonçalves Fotografia

A escolha do vestido de noiva

Em primeiro a lugar a decisão partiu do ponto de quem faria este vestido e como essa pessoa ou ateliê enxergava uma pessoa como eu, uma mulher negra, de corpo robusto, seios grandes e fora dos padrões.

Por isso escolhemos a Julia Pak, porque sabíamos que antes de qualquer coisa o trabalho dela sempre foi vestir mulheres como elas são, valorizá-las acima dos padrões, respeitá-las e simplesmente permitir que a roupa não as roubem de quem elas são.

Foi muito fácil desenvolver o vestido com a Ju por isso, pelo respeito com a minha histórias e com a história de muitas outras mulheres e pela conexão verdadeira.

Se você não sabe ainda os detalhes dessa história contei detalhes no capítulo 2 desta Série e está emocionante, afinal toda noiva tem uma linda história por trás da escolha do vestido.

Veja também: Reverbéro Inspira | A Noiva

O site de casamento

Sem dúvidas foi uma surpresa maravilhosa o site do iCasei com nosso nome no domínio e a possibilidade de permitir que outras pessoas participassem daquele momento da nossa história.

Se você está nos acompanhando desde o início sabe que mudamos os planos do casamento devido à Pandemia, reduzindo nossos convidados a apenas Pais e irmãos.

O site foi fundamental para esta transição e foi o que nos aproximou dos nossos convidados que não poderiam estar conosco, ali pudemos contar mais sobre nós, compartilhar nossas fotos, receber mensagens carinhosas e de muito encorajamento e também deixar nossa lista de presentes.

Foto: Acervo iCasei

As pessoas não podiam se encontrar mas ali estavam seguras em nos presentear e ainda nos dar a chance de usar esse dinheiro investido da melhor forma para nós.

Resgatamos o valor dos presentes sem nenhuma dificuldade e em todo tempo o suporte do site estava de prontidão para nos atender.

Nosso casamento não seria o mesmo sem este site que foi nossa principal ponte com nossos convidados.

Veja também: Revérbero Inspira | Site de casamento

Os imprevistos

A única coisa que nos pegou de surpresa no dia do nosso Casamento foi o simples fato de os vestidos das daminhas terem ficado para trás, guardados no guarda roupa da casa da minha irmã. Olha, foi uma aventura e tanto pois estávamos em Atibaia interior de São Paulo e os vestidos em São Bernardo do Campo, já fez as contas aí da distância? (risos)

Quando fui avisada sobre os vestidos já estava pronta e arrumada para a cerimônia e estavam todos abalados inclusive o Jeffs, mas a única coisa que vinha em meu coração era: “Não se esqueça do mais importante”.

Ainda que haja um planejamento, que as coisas sejam repassadas e cuidadas com carinho a atenção, algo pode sair do nosso controle e nos surpreender, só não pode ser maior do que o verdadeiro motivo de estarmos todos naquele movimento e o objetivo é o casamento, a união de duas pessoas num compromisso para toda a vida. Com ou sem vestidos era por isso que estávamos ali e nada faria me entristecer.

Foto: Gonçalves Fotografia

Por incrível que pareça, como disse anteriormente nosso espírito de unidade estava nos movendo naquele dia e outras pessoas decidiram nos ajudar a resgatar os vestidos, primeiro o sogro da minha irmã que arrombou a porta do apartamento e pegou os vestidos, depois o cunhado dela que levou os vestidos na viatura (ele era da Polícia) para que chegassem mais rápido e advinha, nossa cerimônia atrasou, as meninas ficaram um pouco chateadas no início mas conversei com elas disse que elas eram muito importantes para nós e que nosso dia estava perfeito apenas por elas estarem ali e que elas eram mais importantes que o próprio vestido mas que eles chegariam, e chegaram!!!

Elas ficaram lindas, participaram de tudo e tivemos um dia marcante não só para nós mas para todos que estavam conosco.

Lembre-se sempre do que é MAIS IMPORTANTE.

O Grande Dia

O que mais me marcou em nosso Grande Dia foi o fato de estarmos juntos e celebrando com as pessoas mais importantes das nossas vidas.

Não tinha nada acontecendo por razões fora do nosso amor um para com o outro e do amor das pessoas para com a gente, não havia interferências e isso tornou aquele momento muito especial e único. Estávamos todos no mesmo espírito, na mesma conexão e na mesma intenção e isso é poderoso demais!

Nada poderia nos deter naquele dia, nem as dificuldades, nem os imprevistos, muito menos o clima, estávamos em concordância e até os céus se renderam a isso. Foi lindo!

Veja também: Revérbero Inspira | A escolha dos fornecedores

Fornecedores do casamento

Site e lista de casamento: iCasei
Vídeo: Jeffs Sacra
Assessoria: Adéquat 
Coordenação do espaço: Hi9 Eventos
Fotografia: Gonçalves Fotografia
Vídeo: Jeffs Sacra
Vestido da Noiva: Julia Pak 
Acessórios da Noiva: Atelier Girardi 
Beleza da Noiva: Rebecca Orsida 
SPA: Felícia SPA
Tratamentos estéticos: Abigail Venâncio
Vestidos das Daminhas: Petite Fleur Atelier 
Terno do noivo: Paris 8 Noivos
Sonorização e música: Rapha Dantop 
Decoração: Kafiori 
Móveis: Kako Locações 
Papelaria: Nosso Convite 
Porta Alianças: Sete Nove 
Buffet: Tas Buffet 
Bolo: BC Cakes 
Doces: Ju Mutton 

Sobre:

#
Aline Ramos

Idealizadora do Projeto Revérbero, designer por formação e cantora há mais de 15 anos como backing vocal de grandes nomes da música nacional. Casou-se no final de 2021 com Jeffs (Jeffs Sacra Fotógrafo) pouco tempo após liberarem a realização das cerimônias de casamento e registrou todo o processo a fim de com...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2022