Revista

Valentine’s Day | 10 casais marcantes da ficção para você lembrar

Para comemorar o Dia dos Namorados americano, listamos os pares românticos que fizeram a gente suspirar mais alto com suas histórias de amor

Aqui no Brasil a gente sabe bem que quando chega junho os planos românticos começam a ser feitos, as lojas entram no clima de “love is in the air” e os casais passam a preparar comemorações especiais para o dia 12, o Dia dos Namorados. Mas, a verdade, é que em grande parte do mundo, a data dos apaixonados, conhecida como Valentine’s Day, é celebrada em 14 de fevereiro.

Por lá, a tradição sugere que pessoas queridas troquem cartões com mensagens especiais, sejam elas românticas ou não. Mas a data se popularizou mesmo como o dia em que os namorados declaram todo seu amor um para o outro.

Então, que tal pegar seu amor de surpresa em um Dia dos Namorados fora de época? Para você entrar no clima, separamos 10 casais marcantes da ficção, para você rever e matar a saudade,  curtindo a data com um balde de pipoca, e muito amor. 

Veja também: Os 15 vestidos de noiva mais marcantes do cinema

Edward e Vivian – “Uma Linda Mulher” (1990)

Foto: Reprodução

 

Veja também: Votos de casamento de filmes e séries: inspirações e dicas

Esse é um verdadeiro clássico dos cinemas, que faz muita gente se derreter até hoje. Com o galã da época, Richard Gere, no papel principal e Julia Roberts em sua primeira personagem de destaque, o filme conta a história de um rico empresário que contrata uma acompanhante de luxo para estar com ele em compromissos sociais durante uma viagem de negócios a Los Angeles. Ele dá um banho de loja nela e a transforma em uma mulher elegante. Mas Vivian não deixa para trás toda sua personalidade forte e pouco a pouco conquista Edward pra valer.

Vivendo em mundos tão diferentes, é claro que os dois acabam enfrentando mil e um obstáculos até que de fato possam viver um romance. Mas toda a jornada até a resolução da histórias tem muitas pitadas de diversão, além de todo aquele climinha de conquista que a gente adora. A verdade é que “Uma Linda Mulher” é quase uma versão de Cinderela moderna. Daquelas comédias românticas que a gente adora assistir mil vezes!   

Jack e Rose – “Titanic” (1997)

Foto: Reprodução

Atire a primeira pedra quem não se acabou de chorar com uma das histórias de amor mais tristes do cinema. Ou ainda quem não ficou indignado pensando que, sim, cabia mais uma pessoa naquela porta (!!!). Enfim, “Titanic” despertou os mais diversos sentimos em quem assistiu a história de Jack e Rose, dois jovens de classes sociais muito diferentes que se apaixonam a bordo de uma viagem inaugural de um navio.

O romance entre eles começa quando Rose, infeliz com seu atual relacionamento e com os costumes da elite em que vive, ameaça se atirar do Titanic. Ela é salva por Jack e a partir daí os dois vivem um amor intenso, até que o navio se choca contra um iceberg e nos faz afundar no sofá de ansiedade para saber se os dois vão sobreviver ou não. Vale sempre garantir um lencinho, mesmo que seja a 55ª vez que você vá assistir.

Veja também: Casamento no cinema | As 5 melhores comédias sobre casamento

Patrick e Kat – “10 Coisas que eu Odeio em Você” (1999)

Foto: Reprodução

 

”Odeio o modo como você fala comigo e o modo como você corta seu cabelo”. Com essa frase começa a cena mais impactante de “10 Coisas que eu Odeio em Você”, mas ela provavelmente também serviu de inspiração para cartinhas de amor de 10 entre 10 adolescentes do começo dos anos 2000. Afinal, a história de Patrick e Kat é a típica comédia romântica adolescente que rende paixões platônicas pelo protagonista e muita torcida pelo casal.

O filme é baseado na obra “A Megera Domada”, de Shakespeare, e conta o drama de Bianca, que gosta de um menino de sua escola, mas não pode sair com ele até que sua irmã mais velha, Kat, saia com outro cara. O problema é que Kat dificulta a história toda ao ser completamente cdf, introspectiva e ter zero interesse em encontros amorosos… até surgir Patrick, é claro! Ele é o cara rebelde da escola, que aceita tentar conquistar Kat após ser pago por um garoto interessado em sair com Bianca. No fim, ele cai na própria cilada e se apaixona de verdade por ela, e é aí que tudo fica ainda mais interessante.   

Noah e Allie – “Diário de uma Paixão” (2004)

Foto: Reprodução

 

A história de Noah Calhoun e Allie Nelson nos cinemas saiu originalmente de um livro de Nicholas Sparks, escritor muito conhecido por criar romances perfeitos para desidratar até a menos sensível das pessoas. E com esse não é diferente! Os dois jovens protagonistas, vividos por Ryan Gosling e Rachel McAdams, vivem toda a intensidade do primeiro amor, mas também a diferença de classes sociais, que faz com que a família dela interfira no relacionamento deles. E é neste ponto que começa a parecer impossível um final feliz no filme.

Eles são separados pela família dela enquanto ainda são adolescentes, mas anos depois a vida trata de fazê-los se reencontrar. Então, os dois precisam lidar com problemas de uma vida adulta: noivado com outra pessoa, alcoolismo, decisões importantes, muito drama e muito romance. O que deixa tudo ainda mais emocionante, é o fato de o romance ser contado por Duke, um homem simples que vive em uma clínica de repouso e se dedica a ler e reler páginas desta história de amor para uma senhora que sofre de Alzheimer.    

Rony e Hermione – “Harry Potter” (2001 – 2011)

Foto: Reprodução

 

Para quem não é fã de carteirinha da saga “Harry Potter”, a primeira impressão é de que o casal da história deveria ser Harry e Hermione, certo? Afinal, Rony faria perfeitamente o papel de amigo “segura-vela” tão comum em filmes adolescentes. O problema é que “Harry Potter” não é qualquer filme adolescente comum e Rony e Hermione se tornaram um dos casais mais adorados dos cinemas por quem acompanhou os oito filmes.

Logo no começo da jornada dos amigos em Hogwarts, é possível notar um sentimento contraditório entre eles; a clássica história de ódio, que vira amizade e se transforma em amor. Mas só no quarto filme da saga, “O Cálice de Fogo”, isso fica mais claro, já que Rony não consegue esconder seu ciúme ao saber que Hermione despertou o interesse de Vitor Krum, e ela também não se sente confortável ao ver o amigo babando por Fleur Delacour.

A partir daí, tudo o que eles fizeram ao longo de mais quatro filmes foi dar indícios de que um era crush do outro e nos deixar torcendo muito pelo que foi chamado de “o beijo mais importante de todos os tempos no cinema” pelo Buzzfeed. Ele aconteceu em meio a uma guerra, no oitavo longa da saga, “As Relíquias da Morte Parte II”, e veio para selar uma história de amor cheia de altos, baixos, obstáculos e (muitos!) perigos.

Veja também: 5 hábitos de casais felizes – Como viver plenamente o relacionamentos

Seth e Summer – “The OC” (2003 – 2007)

Foto: Reprodução

 

Se você foi adolescente nos anos 2000, existe quase 99% de chances de que seu maior crush da época tenha sido o fofo Seth Cohen. Com seu jeito meigo e engraçado, o jovem de Orange County conquistou o coração das fãs de “The OC” ao demonstrar todo seu amor pela patricinha Summer Roberts, que demorou, mas também se rendeu aos seus encantos nerd.

Seth e Summer, na verdade, começam a série apenas como melhores amigos de Ryan e Marisa, os verdadeiros protagonistas. Mas a personalidade marcante dos dois aliada a história do garoto nada popular que tenta conquistar o amor da sua vida desde a infância acabaram fazendo com que eles ganhassem muito mais destaque ao longo das temporadas. A química no ar era tanta que até hoje o casal é um dos mais queridos quando o assunto é série de TV. Cenas como a declaração na barraca do beijo ou a referência ao beijo do Homem Aranha com Mary Jane fazem valer muito a pena reassistir “The OC”.

Monica e Chandler – “Friends” (1994 – 2004)

Foto: Reprodução

 

Talvez o primeiro casal a vir à nossa mente quando falamos de “Friends” seja Ross e Rachel. Mas você já parou para pensar o quanto a relação de Monica e Chandler é mais leve, fofa e parece muito mais feliz? Eles passam de amigos a namorados e depois a marido e mulher sem nunca deixarem a amizade que os uniu de lado.

Eles começam a ficar juntos despretensiosamente, só por diversão, durante uma viagem a Londres para o desastroso casamento de Ross. Depois disso, continuam a se encontrar secretamente por um bom tempo, até que Phoebe descobre e Chandler surpreende a todos ao declarar seu amor por Monica em alto e bom som. Juntos eles formam a dupla perfeita.

Fofos, engraçados e compreensivos, eles mostram que para uma relação dar certo é preciso que um sempre apoie o outro, como aquele episódio em que Monica acalmou Chandler ao vê-lo surtar com a notícia de que teriam gêmeos. Ou talvez aquele em que ela percebeu que deveria pedir Chandler em casamento após ter dúvidas sobre seus sentimentos. A lista de cenas incríveis entre eles é imensa, mas com certeza merece ser revista.   

Lily e Marshall – “How I Met Your Mother” (2005 – 2014)

Foto: Reprodução

 

A relação entre Lilly e Marshall, em “How I Met Your Mother”, era um dos pontos altos e preferidos dos fãs da série. Além de serem personagens incríveis e adorados separadamente, juntos eles têm o que muita gente chamaria de relacionamento dos sonhos.

Com os melhores apelidos carinhosos entre os casais das séries, Lilypad e Marshmallow nos deram centenas de lições sobre como deveria ser uma relação amorosa saudável ao longo das temporadas.

Eles sabem bem quando parar de brigar, ou pelo menos pausar uma briga; riem um do outro o tempo todo; são companheiros para todas as horas; mantém o tesão em dia mesmo após anos e são completamente honestos na relação. É impossível uma inspiração melhor do que essa para o seu Valentine’s Day, não é mesmo?

Meredith e Derek – “Grey’s Anatomy (2005 – 2015)

Foto: Reprodução

 

Sem dúvida, Meredith Grey e Derek Shepherd formaram na série médica “Grey’s Anatomy” um dos casais mais queridos e marcantes da TV. Apesar da forma atribulada como se conhecem – em um bar, sem nem saberem ainda que ele seria chefe dela no dia seguinte -, eles deixam claro desde o início que a relação seria intensa e repleta de cenas de tirar o fôlego. Juntos eles passam por muitas alegrias, tristezas, conquistas, emoções e até acidentes gravíssimos, como quando Meredith quase morre afogada, mas Derek a salva.

É certo que em muitos momentos fica claro o quanto Meredith apoia Derek em sua carreira muito mais do que ele a ela, e esse é o único ponto de desequilíbrio na relação dos dois. Mas até em mostrar crises desse tipo, a criadora da série Shonda Rhimes é implacável e faz Meredith se impor para ganhar o respeito de seu par. Assim, os dois se mostram o par perfeito e vivem um dos amores mais intensos da ficção. Prepare-se para chorar (e muito!) caso decida encarar as 15 temporadas que contam, além de muitas ocorrências médicas, essa história de amor.

Lorelai e Luke – Gilmore Girls (2000 – 2007)

Foto: Reprodução

 

Lorelai e Luke, de “Gilmore Girls”, formam o tipo de casal nos faz acreditar no amor. Apesar de terem seu primeiro beijo apenas na 4ª temporada, desde os primeiros episódios eles deixam claro que serão um par memorável. Isso porque, mesmo que apenas como amigo, ele sempre fez de tudo para vê-la feliz. Nem que isso significasse contruir um pergolado para que ela se casasse com outro.

Mas quem é fã de “Gilmore Girls” sabe que mais do que qualquer relação amorosa, o amor entre mãe e filha mostrado na série é o grande destaque. E até nisso Luke tem seu papel. Ele ama Rory de todo o coração, para a felicidade de Lorelai. Entre idas, vindas e declarações arrasadoras, eles vivem uma relação cheia de cumplicidade, respeito e carinho. Daquelas que deixam o coração quentinho, sabe?

Veja mais inspirações no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Veronica Schneider

Veronica é jornalista, porém tem não só um pezinho, mas o corpo inteiro na publicidade. Trabalha com conteúdo para internet desde 2010 e é apaixonada por séries, realities shows culinários e abacate! Conseguiu o milagre de reduzir uma lista de casamento de 150 convidados para 70 e garantiu o miniwedding dos son...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019