Marie Lafayette Revista iCasei

Com um estilo clássico renovado, Marie Lafayette encanta as noivas princesa fazendo com que o vestido dos sonhos se torne realidade. A estilista possui ateliês em São Paulo e no Rio de Janeiro, é formada em moda na Esmod Paris, uma das mais renomadas escolas de moda internacional, e trabalhou em diversos países na área de Haute Couture, como França, Espanha, Itália e Estados Unidos.

Para esclarecer as 4 principais dúvidas de vestido de noiva, confira a entrevista perfil com a estilista:
1. Quais são os elementos imprescindíveis para um vestido de noiva?  

Marie: Eu acho que uma coisa que realmente não pode faltar no vestido de noiva é o sonho. Nós temos que conversar com a noiva e ter esse lado mais de psicólogo para sentir e entrar um pouco no mundo dela cor-de-rosa, aquele mundo imaginado, e com isso descobrir o que ela está querendo transmitir com aquele sonho, e também que tipo de noiva ela quer ser. Se ela quer ser uma noiva romântica, se ela quer ser uma noiva sexy, se ela quer ser uma noiva glamourosa, ou se é uma noiva poderosa. Então, para descobrir tudo isso eu acredito que temos que entrar no mundo da noiva para conseguir realizar o vestido ideal. Essa é a parte mais difícil, porque nem todo mundo tem facilidade para se expressar.

vestidos de noiva Marie Lafayette (9)

Mas, uma vez que você consegue entrar no mundo dela e consegue ter aquele feeling de entender o que ela está sentindo, você consegue captar o vestido ideal. Mas o que não pode faltar, no meu ponto de vista, é realmente ter aquele ar de noiva. Porque tem aquelas noivas que querem casar com um vestido muito simples, e eu tenho que dizer que com aquele vestido ela pode ser madrinha, ela pode ir em uma festa, em um coquetel. Agora, um vestido de noiva, que é um vestido poderoso, ela só poderá usar uma vez na vida, e esse será o seu momento único, o seu momento de princesa. Isso eu acredito que realmente nenhuma mulher pode deixar passar.

2. Para a noiva definir o seu estilo, e o que ela quer passar no casamento, qual a sua dica?

vestidos de noiva Marie Lafayette (10)

Marie: Eu acho muito legal a noiva procurar imagens, referências, fotos de outros casamentos, e começar a se identificar não só no que diz respeito ao estilo do vestido, mas acessórios também, como tiaras, brincos, flores, bolos, pois até através disso conseguimos criar e desenhar um estilo. Desta forma, a noiva consegue fazer um caderno de toda essa imagem de casamento que ela quer com as referências, e assim, conseguiremos fazer uma criação bem bacana de um vestido, e se for o caso, criar um sob medida.

Veja também 5 Passos para a Escolha do Vestido de Noiva | casamento tradicional, campo e praia

3. Com quanto tempo de antecedência as noivas precisam começar a procurar o vestido de noiva?   

Marie: Depende muito. A noiva pode começar a procurar o vestido para fazer sob medida com 8 a 12 meses de antecedência, pois os materiais são importados, a importação demora, todo o material que eu trabalho vem de fora, então tudo isso demanda um tempo pra que a gente possa ir montando a parte de estrutura do vestido enquanto os materiais vão chegando, e assim começamos a construir a peça.

vestido Marie Lafayette

Se for um vestido de coleção, ela pode procurar até 3 meses antes. Mas, às vezes, deixar para procurar um vestido pronto 3 meses antes do casamento é muito arriscado. Porque de repente você não vai achar aquilo que você estava idealizando. Às vezes a noiva gosta da frente de um, com as costas de outro, com a saia de outro, e às vezes a pessoa cria na cabeça uma fantasia que não existe, só existe uma coisa que possa ser construída para ela. E isso se torna muito frustrante, porque a noiva procura, procura e não acha. Toda noiva tem o sonho de achar realmente o vestido pronto, porque é muito mais fácil de visualizar, até por isso eu acabei criando a coleção do prêt-à- porter, estou otimizando isso cada vez mais, mas para aquelas pessoas que tem um sonho mais específico, realmente eu acho que um tempo maior para começar a pensar no vestido é fundamental.

4. O que você indica para esses três tipos de casamento: no campo, na igreja e na praia? 

Marie: Eu gosto muito de renda, isso já é uma coisa que eu amo, sou completamente apaixonada por renda. Tenho até uma coleção pessoal, um acervo de coisas que eu vou achando em antiquários e viagens, e às vezes são coisas da alta costura dos anos 40, 50, então eu vou adquirindo muitas peças. Dá para perceber que a renda já é minha paixão nata.

Praia

vestidos de noiva Marie Lafayette (3) vestidos de noiva Marie Lafayette (2)

Eu acho sim que uma pessoa pode se casar na praia usando renda, mas deve ser uma renda leve, com um ar mais envelhecido para contrastar com a luz do sol, o pôr do sol, então seria uma renda mais para a cor pérola. E o vestido deve ter leveza. Eu acho que não pode ser só tecido porque de repente pode perder o ar de noiva, e a renda acaba dando um charme no modelo. Você pode trabalhar com a renda nesse tipo de vestido em determinados pontos, não necessariamente nele inteiro. Então, pra praia eu sugiro otimizar essa leveza, mas pensando em coisas que vão deixar a mulher com cara de noiva.

Campo

Já no campo, como em uma fazenda, eu gosto muito de tule, gosto de vestidos com um volume médio, não tão armados, e que tenha uma certa leveza também na renda. Mas aí, como é uma fazenda, você pode colocar brilho, pode ir para um outro contexto, desde que não seja de dia.

vestidos de noiva Marie Lafayette (8) vestidos de noiva Marie Lafayette (7)

Igreja

Se for à noite, em igrejas, aí sim deve-se usar vestidos mais suntuosos, mais volumosos, com bastante bordado, e eu acho que realmente a igreja pede isso. Eu amo mantilhas, sou super fã. Acho lindo uma noiva entrar com uma bela mantilha, toda trabalhada na borda, porque dá um ar mais suntuoso. Mas os estilos de corte nós vamos vendo com a noiva, pois depende de cada gosto e de cada corpo.

vestidos de noiva Marie Lafayette (6)

Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!