Revista

Pantone 2017 | Como usar greenery no seu casamento

Você com certeza já ouviu falar da cor do ano: greenery. O verde está bombando e, acredite, fica ótimo no casamento. Confira como usar a cor desde a decoração até o vestido

 

Uma foto publicada por PANTONE (@pantone) em

Anualmente, a Pantone reúne profissionais de destaque em vários setores da indústria, como estilistas, pesquisadores e designers, para definir uma cor simbólica para o ano que se inicia, com base no que está acontecendo na cultura global.

E a cor de 2017 é Greenery, um tom de verde com uma pitada de amarelo, cheio de frescor, que evoca os primeiros dias da primavera, quando os verdes da natureza se renovam. A exuberância do ar livre e as folhagens que brotam convidam a respirar fundo, a se revigorar. Quer simbologia mais propícia do que esta, para a união de duas pessoas que se amam?

Pantone 2017 Como usar greenery no seu casamento

Foto: Brandon Scott Photography/ Imagem via ruffled

 

Agora, vamos à parte prática: como incluir a cor Greenery no casamento. A primeira e mais óbvia opção é na decoração, onde o uso de tons de verde é muito usual. Segundo Denise Magalhães, florista e cenógrafa da Verde que te quero Verde, a tonalidade se adapta a vários estilos de casamento, do clássico ao descontraído. “Se o casamento seguir um estilo tradicional, o verde precisa ser exuberante, imponente. Se for mais informal, pode-se usar folhagens de preço mais acessível e arranjos mais desconstruídos.”

Denise destaca, ainda, que hoje “existem flores verdes lindíssimas, como rosas, green balls, cravos, orquídeas, e até mini crisântemos apelidados de Yoko Ono, exatamente no tom Greenery”. Apesar deste tipo de decoração ser sempre muito bonito, a cenógrafa faz um alerta: “é preciso tomar cuidado para não transformar o lugar numa selva, o verde em excesso não é legal.

Foto: Samantha Jay Photography/ Imagem via Ruffled

Outra maneira de incluir a cor no casamento é nas vestimentas das madrinhas e nos acessórios da noiva. Rodrigo Rosner, estilista que comanda o R.Rosner Atelier, chama atenção para o fato da cor não combinar com todos os tons de pele.

“Por ser um verde com bastante amarelo na sua composição, ele não favorece as mulheres que tem a pele amarelada, como as orientais e as loiras bronzeadas. Já para as negras e as bem branquinhas, a cor fica ótima”.

Nas roupas das madrinhas, o estilista ressalta que a tonalidade precisa ser usada com cuidado para não ficar cafona. “Gosto dessa cor em tecidos opacos ou com um brilho seco, como zibeline ou tafetá. Bordados e paetês também podem ser interessantes, mas sugiro evitar os materiais com brilho acetinado”. Para os acessórios, ele indica tons como o azul cobalto, prata velho e grafite.

Quanto à possibilidade da noiva usar um sapato colorido no tom Greenery, Rosner tem ressalvas. “Acho essa ideia de sapato com cor contrastante um pouco datada, mas se o sapato tiver uma história, se for coerente com o restante do casamento, não vejo problema”.

Foto: Pinterest/ Reprodução

E já que falamos nos acessórios da noiva, vamos ao buquê!

Johann Alexander, idealizador e designer da Armazém Bouquets and Flowers, aposta nas composições de folhagens com flores como rosas inglesas, peônias, ranculus, dálias e crisálias. “No verão, a cor Greenery pode complementar bouquets com um mix de cores mais quentes; no inverno, os tons pastéis, o azul escuro e até o marsala, prometem bouquets cheios de identidade.”

Naty Fogaça e Carol Piegel, que fazem o design floral de As Floristas, gostam de usar, nos buquês, suculentas de todos os tipos, samambaia, eucalipto, aspargos, camélia, pittosporum, dracena e sementinhas, como a semente de Santa Bárbara.

“Este tipo de buquê se encaixa perfeitamente no perfil de noivas mais descoladas, e o mesmo vale para o vestido, combina com silhuetas mais fluídas, estilo boho ou minimalista”.

Imagem via Style Layers

 

Beatriz Knipfer e Marcos Filho, sócios da Dona Amélie, empresa especializada em convites e identidade visual, atestam a influência da Pantone no mercado e nas pessoas, em geral. “As cores eleitas pela Pantone sempre acabam afetando o nosso trabalho, anos após ano. Em 2016 as escolhidas foram as cores Rose Quartz e Serenity, e elas apareceram em diversas papelarias feitas por nós”.

O curioso, segundo eles, é que a sugestão costuma vir das próprias clientes. E na maioria das vezes, essas cores chegam a elas indiretamente, ou seja, elas não as escolhem pelo fato de serem as cores da Pantone para aquele ano, mas sim, por tê-las visto repetidas vezes em revistas e blogs de moda, de decoração, Pinterest, Instagram, etc.

Coincidência ou não, no primeiro mês do ano, eles já finalizaram um convite que tem a cor Greenery em destaque, também por sugestão da noiva. “É bem provável que isso ainda vá se repetir ao longo do ano”, acreditam.

E você, vai aderir ao Greenery?

Imagem via A fabulous fete

Sobre:

#
Biti Averbach

Biti Averbach é editora de moda com experiência em revistas femininas, blogs e redes sociais. Mantém sempre um olho na moda e outro no mundo. Adora camafeu de nozes e invariavelmente chora em casamentos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019