Revista

Grinalda de noiva | Conheça os modelos e descubra o ideal para você

Descubra mais a respeito dos estilos e o que avaliar para acertar em cheio na hora de escolher a grinalda de noiva para usar no Grande Dia!

A grinalda de noiva ainda pode despertar muitas dúvidas. Por isso, antes de escolher, é importante entender o papel do acessório e como adicioná-lo de forma harmoniosa à composição do look.

grinalda de noiva

Foto: Corbin Gurkin Photography

 

O acessório

A grinalda é o acessório que vai preso ao cabelo da noiva. Mariana Ribeiro, designer e proprietária do Ateliê Mariana Ribeiro, explica que a peça está historicamente ligada à questão cultural de se usar adornos em festas. “A função da grinalda é caracterizar a noiva. Trazer pureza, mas também empoderamento, diferenciando-a das outras mulheres do evento.”

Segundo Maria Rossetti, proprietária do Ateliê Maria Rossetti, a grinalda vem para valorizar a beleza da mulher e representar sua identidade. “O acessório bem pensado deve refletir a personalidade da noiva. Seja ela arrojada, romântica, delicada, clássica ou ainda um pouquinho disso tudo”, explica.

grinalda de noiva

Foto: Marcelinos Fotografia

 

Véu e grinalda: significado

Quando se fala em casamento, muita gente já imagina a noiva de véu e grinalda. Contudo, Mariana destaca que o véu está muito relacionado à pureza e à religião. Mas com as cerimônias cada vez mais saindo das igrejas, a peça foi perdendo seu uso e papel.

Apesar de o véu de noiva ter perdido seu significado original, ele ainda é usado como uma peça de enfeite. “Muitas noivas amam o efeito dele nas fotos do making of e na cerimônia. As imagens captadas antes e depois da celebração podem ficar extremamente delicadas com a peça na composição do look”, diz Maria.

Para as noivas que não abrem mão de usar o véu, Mercedes Alzueta, designer e proprietária do Atelier Mercedes Alzueta, dá a dica: “se você acredita no ritual do véu, use-o durante a cerimônia e depois fique só com a grinalda para aproveitar melhor a festa”.

grinalda de noiva

Foto: Marcelinos Fotografia

 

Tipos de grinalda de noiva

“A grinalda de noiva com flor é muito usada por conta da história de que as flores trazem boa sorte para as noivas. Mas, hoje, já há uma variedade muito grande desses acessórios”, conta Mercedes. As mulheres têm à disposição tiaras para noivas, coroas, meia-coroas, arranjos, grampos, pentes.

Para quem quer apostar na tradição da grinalda de flores, ainda é possível criar arranjos com mix de pérolas, folhas, cristais e miçangas, com peças em acrílico, metal e resina. “Algumas grinaldas também são chamadas de porta-coques – quando envolvem ou são colocadas acima ou abaixo do coque –, posicionadas na lateral. Ou ainda sobre a testa, o que muitos chamam de headband”, explica Maria.

Quando o assunto é confecção da grinalda de noiva, Mariana explica que vai depender do trabalho do designer. “Tem profissional que não mexe com tecidos, apenas com joalheria. Tem os tradicionais que só fazem joalheria de solda. E ainda os artesanais, que fazem peças trançadas a mão”, diz. Nesse cenário, a noiva pode procurar referências e encontrar seu estilo ideal.

A proprietária do Ateliê Maria Rossetti explica que, quando se fala em matéria-prima, as grinaldas de noiva podem ser feitas em tecido, pérolas naturais ou de vidro, metais banhados a ouro ou resina. Além de uma série de outros elementos que harmonizem com os vestidos de noiva, como cristais e renda.

grinalda de noiva

Foto: Mercedez Alzueta/Laura Alzueta Photography

 

O clássico é tendência

Ainda hoje, o casamento instiga aquela atmosfera clássica. E a tradição desse evento faz com que as coroas e tiaras sejam as preferidas das noivas. “Essas são opções de grinalda de noiva atemporais que enriquecem a mulher e ficam muito bonitas. Mudou-se a forma como se usa o véu, o decote, os vestidos, mas as grinaldas continuam iguais”, conta Mariana.

A popularidade desses modelos também se deve ao buzz das famílias reais. “As princesas reais, com seus casamentos transmitidos para todo o mundo, transformaram o imaginário das mulheres e fixaram no inconsciente a coroa clássica, simétrica e cravejada de diamantes, pérolas e pedras preciosas”, destaca Maria.

Segundo a designer e proprietária do Ateliê Mariana Ribeiro, as noivas brasileiras não têm o costume de usar peças grandes na cabeça. A maioria prefere algo discreto, porém rico. Diferentemente das europeias, que costumam se casar com chapéus ou arranjos e tiaras enormes.

Por outro lado, Mercedes destaca que há muita procura por grinaldas de noiva desestruturadas, como os pentes, grampos e headbands. Ela conta que esses modelos são populares entre as noivas mais descoladas, que buscam sair do tradicional.

grinalda de noiva

Foto: Melanie Nedelko Photograpy

 

Atenção ao penteado!

Em resumo, a escolha da grinalda de noiva deve estar alinhada com a personalidade da noiva, estilo da cerimônia e, claro, o vestido. Com essas informações definidas, vai ser mais fácil encontrar o acessório perfeito dentro de todo o contexto do evento.

Outro ponto-chave da escolha da grinalda de noiva é o penteado. Ter uma ideia minimamente formada de como o cabelo será arrumado no Grande Dia é importante para entender qual peça funcionará melhor.

Maria explica que para penteados soltos, por exemplo, as peças centralizadas são perfeitas. “Outra sugestão linda é o uso de fios fininhos de pérolas, que podem funcionar como tiaras ou headbands delicadas.” Se o penteado for mais despojado, peças soltas, como flores e arranjos assimétricos, caem superbem.

grinalda de noiva

Foto: Mercedez Alzueta/Laura Alzueta Photography

 

Qual é o seu biotipo?

O sucesso na escolha da grinalda de noiva depende também do biotipo do cabelo de cada mulher.

• Com volume

Mariana explica que quanto mais textura e volume o cabelo tiver, melhor. Isso porque qualquer modelo de grinalda de noiva tende a dar certo. Aqui, vai depender somente de como a noiva quer usar o cabelo no dia da cerimônia.

Para cabelos crespos ou com muito volume, a dica é evitar os penteados soltos. Nesses casos, Mariana recomenda apostar no estilo semi preso, que vai dar suporte ao arranjo. Outra opção é colocar um pouco de franja para trás para dar base à tiara ou coroa.

Já as noivas de cabelo liso, mas também em bastante quantidade, podem se jogar nas peças maiores sem medo. “A noiva que tem os fios mais pesados segura bem peças grandes. E ainda evita aquela sensação de que o acessório está perdido no meio do cabelo”, completa Mariana.

• Sem volume

Por outro lado, as mulheres com os cabelos mais finos e com menos volume podem enfrentam problemas com a falta de textura e dificuldade para prendê-los. “Se não der para prender com um volume legal, a gente sugere a grinalda de noiva mais delicada possível. Se for uma tiara, que seja super fininha. Se tiver flores, que sejam as micro”, conta a designer e proprietária do Ateliê Mariana Ribeiro.

“Nesses casos, também dá para fazer trancinhas escondidas por baixo do penteado. Elas vão servir de apoio para pentes ou tic-tacs”, conta Maria. Com esse truque, a noiva consegue dançar a noite toda sem medo de que a peça fique solta ou caia da cabeça.

grinalda de noiva

Foto: Ateliê Mariana Ribeiro

 

Tudo em harmonia

O uso da grinalda de noiva merece muita atenção para não tirar a harmonia do visual. “Não adianta ter um acessório despojado e fazer um penteado duro, cheio de spray, que vai mudar completamente a proposta dele”, alerta Mercedes. Tudo precisa conversar e fazer sentido.

Outro ponto de atenção é a combinação famosa do véu e grinalda. Mariana explica se você vai usar véu de noiva, é interessante optar por acessórios mais tradicionais, como as tiaras e coroas. Ou então na parte de trás da cabeça, para o véu descer livremente. “Não faz sentido usar um véu e uma flor lateral, por exemplo.”

Apesar de ser um acessório incrível dentro da composição do look, Maria frisa que a grinalda não deve aparecer mais do que a noiva. Ela é uma peça de complemento. Por isso, lembre-se que ela precisa conversar muito bem não só com o vestido, mas também com o véu, os sapatos, o buquê e até as joias que você vai usar no Grande Dia.

Veja mais inspirações no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Marcella Blass

Fascinada por gatos e receitas açucaradas, Marcella Blass é formada em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e atua na área desde 2014. Entre um bem-casado e outro, gosta de escrever histórias sobre o dia a dia e decidir qual será o próximo lugar do mundo pelo qual vai se apaixonar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019