Revista

Como vender o vestido de noiva? | Dicas de anúncio e preço

Não sabe como vender o vestido de noiva? Especialistas dão dicas para você realizar um negócio para lá de bom!

Marianne Fontanez se casou em fevereiro de 2014. A festa, que ocorreu na Casa Traffô, teve uma pegada mais tradicional. Tanto que o modelo escolhido para a ocasião tinha formato evasê, pedras incrustadas e um toque de Kate Middleton. Como vender o vestido de noiva, entretanto, era uma de suas ideias desde o começo.

“Minha mãe guardou o vestido dela por muito anos. Mas ele só serviu para que eu brincasse de princesa e, no final, acabou estragando. A partir dessa experiência, eu já tinha a consciência de que iria vendê-lo. Não queria vê-lo encalhado – e ocupando um espaço imenso no armário”, conta a coordenadora de marketing.

Vender o vestido é uma boa opção não só por conta dos imóveis cada vez menores. Quem quer recuperar parte do dinheiro investido, e ainda fazer a alegria de uma noiva com budget mais apertado, também encontra no meio a melhor solução.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Meghan Kay Sadler

Quanto antes, melhor!

Dois fatores fazem com que seja melhor vender o vestido de noiva o mais rápido possível. Primeiramente, ele pode amarelar se não for guardado corretamente. Sem contar a trabalheira que dá para mantê-lo intacto.

“O ideal é verificar o estado da peça e deixá-la arejar a cada seis meses. Usar caixas organizadoras de plástico ou TNT vai manter o vestido protegido por mais tempo. Também é importante enviá-lo para a lavanderia regularmente para evitar que fique com aquele odor de guardado”, explica a consultora de imagem Ana Franco.

O outro detalhe está relacionado às tendências. Por mais que seja uma peça que demore para sair de moda – Grace Kelly, por exemplo, tem um dos vestidos de noiva da realeza que continuam em alta mais de 50 anos depois do enlace –, os modelos que são mais modernos precisam voltar para a vitrine o quanto antes.

“Os vestidos da Wanda Borges, por exemplo, demoram bastante para sair de moda. Isso porque são clássicos e atemporais. Já marcas como Yolan Cris perdem o valor um pouco mais rápido, por serem mais voltadas para as tendências”, ressalta Patt Almeida, estilista e sócia-proprietária da Usei Uma Vez.

Na hora de pensar em como vender o vestido de noiva, leve em consideração esses pontos – e faça o anúncio o quanto antes!

vestido-com-aplicações-3D

Foto: Jose Villa Photography

Como vender o vestido de noiva

Quando se tem a internet como aliada, não existe a necessidade de passar horas pesquisando onde vender vestido de festa em SP, MG ou qualquer outro estado. Basta fazer um anúncio online bem caprichado e esperar pelos contatos. Veja aqui o que fazer para encontrar uma nova dona para seu modelito!

• Anúncio

Vestido de noiva é uma peça delicada. Assim, quanto mais informações você der sobre o modelo, melhor será para quem está procurando. “Detalhar bem a peça com tecido, caimento, modelagem, numeração, comprimento, medidas de seios, cintura e quadril, são informações que facilitam a compreensão e estimulam a compra”, diz Ana.

É superimportante também indicar se a roupa teve alguma avaria ou sofreu ajustes posteriormente. O zíper do vestido de Marianne, por exemplo, estourou antes mesmo dela subir ao altar. “Minha sogra arrumou para mim, mas depois substitui para realizar a venda”, lembra.

vestido-de-noiva-sereia

Foto: Lillywhite Photography

• Fotos

A dica de ouro é usar imagens de qualidade para vender o vestido. “Use fotos em alta resolução, tiradas pelo fotógrafo no dia do casamento. Capturas de celular, normalmente, estão em baixa qualidade e a iluminação nem sempre é boa”, alerta Patt.

Em seu anúncio, Marianne preferiu mesclar imagens tiradas diretamente de seu álbum de casamento com fotos divulgadas pela estilista. “Printei e guardei enquanto ainda estava fazendo a busca na internet. Resolvi usá-las porque tinham feito eu me apaixonar pelo modelo”, revela.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Lana Ivanova

• Preço

Quanto custa um vestido de noiva vai depender de alguns fatores. “Os materiais usados e o designer influenciam diretamente na precificação”, afirma Ana. Porém, por ser uma peça de segunda mão, ela tende a perder cerca de 40% do valor original.

Modelagem e estilos muito específicos também podem atrapalhar a venda. “Se você tem 1,50m e veste 34, por exemplo, terá mais dificuldade em encontrar uma nova dona para o vestido. Por isso, vale a pena deixar o valor mais atrativo”, comenta Patt.

Para descobrir quanto cobrar a dica é fazer uma pesquisa prévia. Comparar ofertas em sites que trabalham com esse nicho pode auxiliá-la na hora de pensar em como vender o vestido de noiva pelo melhor valor.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Sally Pinera

Onde vender o vestido de noiva?

Se a sua dúvida é “como faço para vender um vestido de festa?”, está claro que a internet é a melhor e mais prática forma. Porém, é necessário procurar um site confiável para realizar a transação. E ainda vale a pena ficar por dentro das taxas e políticas do lugar.

Dito isso, Ana recomenda três plataformas para quem está pensando em como vender o vestido de noiva. São elas: Usei Uma Vez, Enjoei e Weddalia. A seguir, saiba como cada uma funciona.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Annamarie Akins Photography

• Usei Uma Vez

Este site nasceu em 2013, após Ana Tavares perceber que seu vestido de noiva Elie Saab estava sem utilidade no armário. Hoje, é Patt quem coordena as vendas.

“Você deve ir até nosso formulário, preencher todas as informações sobre a peça e anexar fotos. Após recebermos os dados, entramos em contato por e-mail dizendo se o vestido foi aprovado ou não. Depois, explicamos os próximos passos”, conta a sócia-proprietária.

O Usei Uma Vez tem comissão de 40% sobre o preço de venda, além de cobrar o custo de frete. O site exige a exclusividade do anúncio.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Natalie Bray Studios

• Enjoei

Aqui, você cria um pequeno e-commerce – logo, não precisa ficar refém de uma loja que compra vestido de noiva usado em SP ou RJ, por exemplo. Você faz o anúncio, coloca as fotos e negocia diretamente com as interessadas.

O site cobra 20% de comissão, além de uma tarifa proporcional ao valor da venda, que serve para arcar com serviços de intermediação, meios de pagamentos, segurança e demais custos da plataforma – clique aqui e saiba mais. É a compradora, porém, quem deve pagar pela taxa de envio.

Marianne, inclusive, escolheu o Enjoei. O vestido de noiva, porém, foi negociado via Facebook. “Por uma coincidência muito grande, a menina que se interessou era amiga dos meus primos. Ela decidiu fechar diretamente comigo para não precisarmos pagar as taxas”, revela. “Mas o anúncio no site me ajudou muito, teve bastante procura”, completa.

como-vender-o-vestido-de-noiva

Foto: Sally Pinera

• Weddalia

Weddalia é um site gringo especializado na venda de vestidos usados, seja de noiva ou de festa. A diferença dele para os outros é que a página não cobra comissão. Você só precisa pagar uma taxa fixa de € 14,90 (cerca de R$ 59). A partir daí, seu anúncio ficará em exibição até fechar negócio.

É importante destacar que, apesar de ser uma das lojas bacanas para encontrar vestidos de festa online, o Weddalia não está totalmente traduzido para o português. Existem algumas palavras truncadas e um tanto formais. Mas nada que impede a experiência geral.

véu-e-vestido-de-tule-com-aplicações

Foto: Elizabeth Messina

Trabalhe o desapego do vestido de noiva

Por mais lindo que seja, o vestido de noiva é uma roupa que não consegue ser reaproveitada. Por isso, só é interessante guardar o modelito se tiver um forte significado para você. “Caso as lembranças, fotos e filmagens sejam suficientes para marcar o momento, desapegue e proporcione a felicidade de outra futura esposa”, destaca Ana.

Marianne, por exemplo, decidiu vender o vestido porque queria que outra pessoa compartilhasse da mesma emoção que ela sentiu no dia do casamento. “Minha ideia era que a nova dona fosse tão feliz quanto eu fui”, afirma. “Foi a melhor decisão. Hoje, seis anos depois, provavelmente ele ainda estaria socado dentro do armário”, completa.

Se bater a dúvida na hora do desapego, basta lembrar da dica preciosa da organizadora Marie Kondo: “Isso me traz alegria?”. Se não trouxer grande impacto para seu dia a dia, mude seu pensamento para “preciso vender um vestido de noiva” e faça a felicidade da próxima moça!

top-cropped-para-noiva

Foto: Chris Barber Photography

Veja mais vestidos de noiva inspiradores no nosso perfil no Pinterest

</>

Sobre:

#
Bianca Bellucci

Bianca Bellucci trabalha como jornalista desde 2012 e já escreveu para grandes portais, como UOL e Terra. Teimosa como uma boa taurina, convenceu os pais a trocarem uma viagem para a Itália para comemorar as Bodas de Prata por uma festa com direito a tudo que manda o figurino. Apaixonada por cultura pop, adora casame...

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2020