De buquês coloridos,  com protea ou orquídeas e folhagens, para arranjos monocromáticos feitos de peônias, rosas ou calas, os buquês de casamento apresentam um estilo para cada tipo de noiva.

Antes de sair por aí se descabelando e pinando tudo em sua pastinha aleatóriamente, é preciso análisar todo um conjunto de fatores, como o estilo do casamento, porte da noiva, horário, etc. Confira abaixo algumas dicas de especialistas para escolher o modelo ideal para você.

Buquê de casamento O guia completo

Manu Miano, da Fatto  Manu, explica sobre os tipos de buquê e como cada um deles pode ser usado:

Buquê redondo: tradicional, as flores são arranjadas em uma forma bem redonda, possuindo de 30 a 40 centímetros em média. Para deixar o buquê redondo mais moderno e despojado, é possível usá-lo com flores de diferentes cores, tamanhos e espécies. Para deixá-lo com um ar mais clássico, basta confeccionar o mesmo com flores mais nobres e de um mesmo tom.

A versão mais atual deste tipo de buquê é mais orgânica, com uma bolinha menos rígida em formato e elementos que parecem escapar do buquê, como ramos de heras, sementes ou folhagens.

Buquê de casamento redondo
Foto: Gabriela Nehring/ Varanda Flores
Buquê de casamento redondo
Buquê de casamento redondo
 
Buquê de casamento redondo
Buquê de casamento redondo
Foto: Gabriela Nehring/ Varanda Flores


Buquê de casamento redondo
Buquê de casamento redondo
 
Buquê de casamento redondo
Buquê de casamento redondo
 
Buquê de casamento redondo
Buquê de casamento redondo
 
Buquê de casamento redondo

Buquê taça ou crescente: um dos grandes favorito em casamentos rústicos ou boho-chic, estes buquês têm uma estrutura mais solta, com as flores arranjadas despretensiosamente. Assim como os redondos, a escolha das flores é que vai definir o estilo. Os mais clássicos pedem flores mais nobres de uma só cor, como por exemplo um buquê desestruturado de copos de leite ou rosas selvagens.

Os mais moderninhos combinam com flores diversas e têm caule a mostra, com muita diversidade de elementos. Os formatos destes buquês podem variar conforme o tipo de flor e o tipo de acabamento dado ao caule das flores.

Buquê de casamento crescente
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente
Com que flor eu vou/ Divulgação
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente
Foto: Rodrigo Sack fotografia/ Com que flor eu vou
Buquê de casamento crescente
Buquê de casamento crescente ou taça
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores
Buquê de casamento crescente ou taça
Buquê de casamento crescente ou taça
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores
Buquê de casamento crescente ou taça
Buquê de casamento crescente ou taça
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores
Buquê de casamento crescente ou taça
Buquê de casamento crescente ou taça
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores
Buquê de casamento crescente ou taça

Buquê Cascata: atenção, baixinhas! Este buquê fica melhor em mulheres mais altas. Por outro lado, ajuda a alongar a silhueta se estiver acima do peso. Normalmente, possui 45 centímetros em média e com formato triangular. Costuma ser longo, cheio e leve. Muito popular nos anos 70 e 80, sempre foi visto como tradicional e noturno. Entretanto, com o uso de diversas flores, folhas e materiais descontraídos, conquistou muita gente e hoje é visto com frequência em casamentos diurnos e campestres.

Buquê de casamento cascata
Foto: Claire Thomson Photography/ Imagem via Southbound Bride
Buquê de casamento cascata
Buquê de casamento cascata
Foto: Antonova Kseniya/ Burnetts Boards
Buquê de casamento cascata
Buquê de casamento cascata
Pinterest/ Reprodução
Buquê de casamento cascata
Buquê de casamento cascata
Pinterest/ Reprodução
Buquê de casamento cascata
Buquê de casamento cascata
Imagem via Bridal Guide
Buquê de casamento cascata
Buquê de casamento cascata
Foto: Natasja Kremers Photography/ Junebug Weddings
Buquê de casamento cascata

Buquê braçada: o darling do momento, ele é feito para ser agregado aos braços. É organicamente estruturado para parecer uma braçada campestre, na linha fui alí na pradaria, colhi algumas flores e folhagens aleatórias que achei bonita ( mas que combinam todas) e estou voltando para casa.

Buquê de casamento braçada
Foto: Levi Tijerina + Wednesday and October/ Imagem via Green Wedding Shoes
Buquê de casamento braçada
Buquê de casamento braçada
Foto: Lauren Scotti Photography/ Imagem via Junebug Weddings
Buquê de casamento braçada
Buquê de casamento braçada
Foto: Christie Graham Photography/ Imagem via Magnolia Rouge
Buquê de casamento braçada
Buquê de casamento braçada
Pinterest/ Reprodução
Buquê de casamento braçada
Buquê de casamento braçada
Foto: The Nichols/ Imagem via The Nouveau Romantics
Buquê de casamento braçada
Buquê de casamento braçada
Pinterest/ Rerpodução
Buquê de casamento braçada

Flor única: feito para mulheres com personalidade. A flor deve ser linda e marcante e de preferência grande, como dálias, proteas ou peônias.

Buquê de casamento flor única
Armazém Bouquets/ Divulgação

 

Buquê inusitado: aqui é a imaginação da noiva que manda. Vale broches, flores secas, pedras, penas, e até puxadores de gaveta. O bacana é que, em alguns casos, a noiva pode guardar o buquê.

Buquê de casamento inusitado
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação

Que fatores levar em conta na hora de escolher o buquê?

Segundo Carolina Botto, da Flor do Dia Curitiba, é preciso levar em conta o perfil da noiva (romântica, clássica, despojada, antenada, etc.), estilo da festa do casamento (dia ou noite, chácara ou salão, formal ou despojado, etc.), além da disponibilidade das flores de acordo com a época do ano.

“Acredito que o buquê é um acessório da noiva, uma extensão da sua personalidade, assim como o vestido. Na verdade, hoje em dia, o casamento em si tem sido um depoimento da personalidade dos noivos. Desta forma, o buquê acompanha esta escolha”, opina Manu.

Manu alerta ainda que é preciso tomar cuidado com as referências da internet. “Elas podem ser incríveis, mas muitas das flores não existem no Brasil e muitas das suas fotos são tratadas com filtros, ou seja, as cores não são reais”, comenta.

Outra dica de Manu é fazer um teste com o formato do buquê em frente ao espelho, para ver se é compatível com a noiva. “É importante analisar a harmonia. Noivas baixinhas ficam bem com buquês redondos e confeccionados com pequenas flores. Já as mais altas ficam bem com buquês de ramos compridos e flores grandes, como as novas cascatas ”, propõe.

Buquê de casamento porque escolher
Foto: Adam Barnes Photography/ Imagem via Wedding Sparrow

Com quanto tempo de antecedência a noiva deve escolher o fornecedor para fazer o buquê? E com quanto tempo de antecedência a noiva deve escolher o buquê?

Para Carolina, se for considerar apenas o buquê, o tempo mínimo é 45 dias.

A empresa que faz o buquê é a mesma da decoração?

Manu afirma que não necessariamente. “Existem muitas empresas especializadas apenas em buquês e acessórios, assim como muitas empresas de decoração fornecem o buquê como um serviço adicional ou cortesia”, diz.

O buquê deve combinar com a decoração?

Na opinião de Carolina, ele não deve combinar, mas sim harmonizar com a decoração. “Na realidade, isso acaba acontecendo naturalmente, já que a escolha da decoração e do buquê reflete o perfil e preferências da noiva. Por exemplo, uma noiva que escolheu um buquê clássico de rosas brancas, dificilmente optaria por uma decoração com flores tropicais. Ou uma noiva que preferiu um buquê de callas negros, que é super contemporâneo e sofisticado, provavelmente não elegeu uma decoração provençal para sua festa”, destaca.

Manu costuma dizer que se o buquê for muito igual à decoração pode dar a impressão de que a noiva não tinha buquê e que ela pegou um dos arranjos de mesa para entrar. “Claro que pode ter a tonalidade da decoração, mas não precisa ser cópia dos arranjos de mesa. O buquê é um acessório da noiva e deve estar em harmonia com o estilo dela e do contesto geral da festa. Ou seja, se é uma festa diurna no campo pede um tipo de buquê, mas sempre respeitando a personalidade e estilo da noiva”, alerta.

Buquê de casamento combina com a decoração
Foto: Lauren Scotti Photography/ Imagem via Junebug Weddings

Em que momento o buquê é entregue à noiva? O que a noiva deve fazer para conservá-lo até a hora do casamento?

Segundo Manu, isso depende muito da empresa que confeccionou o buquê e o que foi combinado com a noiva. “Normalmente o buquê é entregue no dia do casamento e, em alguns, casos na véspera. Deve-se evitar colocar o buquê em geladeira convencional por causa do CFC, para não ressecar. Caso seja necessário, ele deve ser coberto com papel de seda branco umedecido”, recomenda.

Carolina diz que o buquê é entregue algumas horas antes da cerimônia, de preferência com tempo suficiente para o fotógrafo poder registrá-lo durante making off.  “O buquê deve ser conservado em água fresca e, nos dias de mais calor, vale apostar em algumas pedrinhas de gelo na água”, indica.

Quais são os tipos de buquê indicados para as seguintes ocasiões?

Casamento na praia: Manu e Carolina indicam um buquê despojado, assimétrico desestruturado, alegre e colorido.

Buquê de casamento praia
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores

Casamento no campo: segundo Manu, no campo, é possível usar vários tipos, dependendo do grau de formalidade da cerimônia. “Um casamento rústico nem sempre é despojado, e um casamento na cidade nem sempre é tradicional. Então, na cidade e no campo, vale tudo: usar um buquê redondo, exótico, colorido ou tradicional. Nesta hora, o clima da cerimônia vai acabar influenciando na escolha do buquê. Se a noiva escolheu uma cerimônia menos formal pode apostar num buquê assimétrico, cheio de texturas e cores. Mas, se a cerimônia é mais formal e tradicional, o mais indicado é um buquê branco, com algumas nuances de verde, clean e elegante”, aconselha Carolina.

Buquê de casamento campo
Armazém Bouquet & Flowers/ Divulgação

Casamento na cidade: Manu adverte que se a cerimônia for bem formal, vale analisar se um buquê branco é para você, que pode ter toques verdes ou rosados. Fora isso, continua valendo a regra de combinar com a personalidade da noiva e de sua cerimônia.

Buquê de casamento cidade
Foto: Gabi Nehring/ Varanda Flores

Existe algum tipo de flor/buquê indicado para o clima tropical do Brasil?

Na opinião de Manu, neste caso, sugere-se o uso de flores mais resistentes e que posam ser encontradas com mais facilidade, como as flores tropicais, as rosas, alstroemerias, calas, cravineas, sementes, dentre outras.

Existe alguma flor que não indicada para o uso no buquê?

Manu alerta que é sempre é bom evitar flores com cheiro muito forte. Outra dica de Manu é que as peônias, uma das flores queridinhas das noivas, são difíceis de ser encontradas no Brasil e as importadas têm custo alto, além de serem altamente delicadas.

As tulipas também entram na lista de flores delicadas para se trabalhar. “Elas devem permanecer em ambientes frios. Se forem expostas ao calor, abrem e não ficam no formato tradicional que conhecemos”, lembra Manu.

Manu ainda destaca que as hortênsias também não são resistentes ao calor e podem murchar com facilidade.

Buquê de casamento que não pode usar
Hortência
Buquê de casamento que não pode usar
Buquê de casamento que não pode usar
Tulipa
Buquê de casamento que não pode usar
Buquê de casamento que não pode usar
Peônia
Buquê de casamento que não pode usar
Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!