Uma coisa é certa: todo mundo morre de amores ao ver as crianças entrando na cerimônia de casamento. Elas são as responsáveis por vários suspiros. Melhor ainda se elas tiverem um traje todo especial. Se você está na fase de escolher quem fará parte deste momento tão especial e o que elas irão vestir – fique de olho nas dicas dos profissionais para escolher os vestido de daminha para o grande dia.

“A escolha do vestido de daminha de honra assim como qualquer outro detalhe do casamento é sempre muito pessoal. Sempre digo que não existe certo e errado quando se trata de sonho e gosto, você sempre tem que optar por aquilo que vá te deixar feliz e realizada”, opina Geovanna Smaniotto, da marca La Geovanna.

vestidos das daminhas
Foto: Ryan Ray Photography

7 dicas para escolher o vestido de daminha

1. Harmonize o vestido com o estilo da festa

De acordo com Kelly Fonseca, da empresa Pequena Dama, para que tudo fique em perfeita harmonia deve-se levar em consideração o estilo do casamento (tradicional, romântico, rústico, moderno, etc), o local (igreja, campo ou praia), se as madrinhas estão usando a mesma cor, o horário da cerimônia e idade das daminhas.

 “Uma cerimônia no campo ou na praia, que comece ainda à luz do dia, tende a pedir um vestido de daminha de honra mais leve e fresco. Não pense que os vestidos leves não são chiques. Pelo contrário, muitas vezes o menos é mais. As cerimônias mais tradicionais, à noite, em ambientes fechados, combinam mais com modelo de vestido mais clássico, um tecido mais estruturado, de repente com um pouco de aplicação de rendas e bordados”, comenta Geovanna.

vestidos das daminhas

Foto: Olivia Rae James

Leia também: 15 Modelos de Vestido de Daminhas de Casamento

Para Geovanna, o vestido de daminha deve combinar mais com o estilo da festa do que com o vestido da noiva. “Não podemos esquecer são crianças e não mini noivas. Sendo assim, para harmonizar o vestido com a identidade da festa podemos pensar em por exemplo fazer a faixa e o laço do vestido da principal cor que a festa vai levar. Se for um casamento clássico, podemos também apostar em um vestidinho neste estilo, mais princesa. E o oposto também é verdadeiro – se é um casamento mais descolado, apostamos em algo mais leve, diferente”, propõe.

2. Comprimento do vestido

Um dos itens que é importante avaliar é o tamanho do vestido de daminha. “O comprimento bonito é no meio da perna. Aparecendo o sapato assim a criança consegue andar de forma livre”, explica Josiane Pedroso, da empresa Tutti Sposa.

De acordo com Geovanna, o mais preconizado são saias que chegam no máximo até o tornozelo da criança. “Isso principalmente porque crianças são crianças, brincam o tempo inteiro e não podem correr o risco de tropeçar na saia do vestido”, alerta.

vestido de daminha
Foto: Anna Page Photography

 

3. Caimento do vestido

Outro detalhe para ficar atento é com relação ao corte do vestido. “O corte do corpinho deve ser mais alto, tipo cintura alta para parecer bem ‘boneca’, isso porque criança, principalmente as mais novinhas ainda não têm cintura formada”, pontua Geovanna.

Como são crianças que irão usar o vestidos, é preciso dar prioridade ao conforto delas. “O caimento deve ser algo que a criança consiga se sentar sem apertar a barriguinha. Levantar os braços. Lembre-se de que criança é criança e elas não têm os mesmos protocolos que nós temos na festa”, alerta Josiane.

vestido de daminha
Foto: Kate Headley

Para Geovanna, o caimento varia muito de acordo com o modelo mas o mais importante sempre é garantir 100% de conforto no vestido, já que crianças têm pele sensível. “Eu sempre digo que nossos vestidinhos tem o verso (tecido do forro e acabamento do forro) mais cuidadoso e bonito do que a frente. Não queremos que a criança pense em trocar de roupa na festa mas sim use nosso vestidinho a noite toda e muito confortável”, afirma.

Ainda com relação ao conforto, Josiane diz que é importante entender a idade da criança. “Às vezes queremos algo muito bordado ou armado… e a criança menor de 3 anos se irrita muito com isso. O conforto é primordial. Mas é preciso lembrar sempre do local do evento, o horário. Adaptar o modelo buscando beleza e conforto”, esclarece.

4. Cuidado para a daminha não virar uma “mini noiva”

Geovanna acredita que a noiva deve ser exclusiva e personagem de destaque na cerimônia de casamento. “Os vestidos das daminhas devem estar em harmonia com os elementos da festa, cor e etc”, justifica.

Josiane concorda: “A lembrança do vestido da noiva é muito legal, mas deve ser tomado cuidado, especialmente se a menina não é muito alta, por exemplo. Particularmente acho que criança é criança, o vestido tem que ser algo infantil, lúdico”. O que dá para harmonizar, de acordo com Josiane, é se a noiva for casar de off-white, por exemplo, a daminha pode usar o mesmo tom, para que fique bonito nas fotos.

vestido de daminha
Foto: Kate Holstein

 

Leia também: 10 estilos de coroa de flores para daminhas de casamento

5. Como escolher a cor dos vestidos das daminhas?

Como o vestido deve estar em harmonia com o todo, a dica escolher a cor, segundo Josiane, é seguir a base de fundo da noiva (off-wite, branco, etc) e a faixa ser da cor da decoração.

Segundo Kelly, a cor do vestido de daminha deve entrar em harmonia com as cores usadas pelas madrinhas, mas não iguais. “Existe uma opção muito grande de cores e o ideal são cores e estampas atemporais, mas sempre tem as noivas ousadas. Sendo assim, é a noiva quem define a cores para o grande dia”, defende.

Geovanna explica que, embora os vestidos das daminhas quase sempre sejam off-whitte ou branco devido à “tradição”, os vestidos de estamparia estão super em alta também. “Tanto para os casamentos mais clássicos quanto os casamentos na praia ou campo. A cor dá vida e alegria para as crianças que encantam ainda mais o ambiente do casamento”, propõe.

vestido de daminha
Foto: Zulily

6. Experimentar vestidos é fundamental

Assim como a noiva experimenta vários modelos, é importante que as crianças experimentem os vestidos. “Visualizar as daminhas vestidas é muito importante para definir o que  melhor modelinho”, explica Kelly.

vestido de daminha
Foto: Kristen Kilpatrick

 

 7. Fique atenta ao tempo de produção e ajustes

Cada loja e atelier tem sua forma de trabalhar – no entanto, como estamos falando de crianças, de forma geral, os prazos não são tão longos, uma vez que elas estão em constante crescimento. Josiane aconselha em torno de dois meses. Já Kelly, se for locação, o ideal é entre seis e dois meses de antecedência. “Depende da quantidade e idade da daminha”, afirma.

Se a ideia é confeccionar o vestido, Kelly aponta que ele deve ser contratado até um ano antes do casamento – embora a tomada das medidas e a confecção sejam realizadas mais próximas à data do casamento, a ideia é garantir a data. “Se deixar para fechar em cima da hora, outros contratos já podem estar fechados na mesma época e não haverá tempo hábil para costurar todos os modelos”, adverte.

vestido de daminha
Foto: Sally Pinera

Geovanna, que trabalha com produção sob medida, considera o prazo ideal para trabalhar de 3 a 4 meses antes do casamento. “Assim temos tempo tranquilo em tirar as medidas, mandar para produção e ainda aproximadamente 30 dias de segurança para fazermos as provas e eventuais ajustes”, afirma.

Quem escolhe o vestido – os noivos ou os pais das crianças?

Esta é uma questão um pouco polêmica, mas com uma boa conversa pode ser ajustada. “Normalmente são as noivas que escolhem o modelo. Caso a noiva escolha ou exija o modelo, é melhor que ela pague porque pode ser um modelo mais caro – e, algumas vezes, os pais não podem arcar. Mas também temos muitas mães que escolhem o modelo e pagam por ele. Então, nesse caso, não há uma regra, vai depender da conversa entre os pais e a noiva”, aponta Josiane.

Geovana afirma que quem costuma escolher são os noivos. “Claro que existem aqueles noivos super tranquilos e que também têm relação de muita intimidade com as mães das crianças escolhidas para serem damas e pajens. Nesses casos, acontece muito de escolherem juntos, mas geralmente são os noivos mesmo que escolhem. Quanto ao pagamento, também diria que não existe certo e errado, mas está sim muito ligado a quem escolhe os modelinhos. Depende muito do orçamento dos noivos e quantidade de crianças que serão damas e pajens. Eu diria que cada vez mais ocorre de os noivos escolherem os modelinhos e presentearem os pais das crianças com as roupinhas. Antigamente, era muito difícil os noivos pagarem, mas também quem escolhia os vestidinhos eram os próprios pais”, expõe.

vestido de daminha
Foto: Kate Headley

Leia também: Dicas de Etiqueta | Como lidar com crianças no casamento

Para Kelly, a decisão final a respeito do modelo é sempre da noiva. “O pagamento é um acordo entre cavalheiros, pois os noivos não podem impor esse custo sendo que foi um convite. No entanto, é comum os pais presentearem os noivos assumindo esse custo”, comenta.

Tendências para vestidos de daminhas

Quer saber o que anda em alta para os vestidos de daminhas? Confira as dicas de Kelly, Geovanna e Josiane sobre tendências para daminhas:

vestido de daminha
Foto: Emmy Lowe

 

– Para Josiane as saias de tule estão muito em alta e são mega confortáveis;

– Kelly aponta os florais, renda com as costas transparentes e tules como tendências;

– Kelly acredita que o branco nunca sai de moda;

– Geovanna pontua que com os casamentos diurnos e ao ar livre em alta, isso acaba refletindo nas daminhas que acabam sendo mais leves, curtos e coloridos. “No entanto, as crianças continuam sempre preferindo os mais volumosos e princesas até porque elas estão na fase dos desenhos de princesas da Disney. Então acontece muito de noivos pensarem nisso também”, defende.

Veja mais inspirações para daminhas no nosso perfil no Pinterest

</>


Comentários