Revista

Bolo de Noiva | Uma Tradição do Recife

Conheça o bolo de noiva tradicional do Recife e inspire-se com lindos modelos para o seu casamento!

CasandoemRecife-AdjemirMiranda001

Casamento e tradição são duas palavras que há muito tempo andam juntas. Da mesma forma que as famílias e as religiões mantêm suas tradições, muitos lugares no mundo também a possuem. No caso da minha querida Recife, uma das principais é o bolo de noiva.

Nosso tradicional bolo de noiva data do início do século XIX, com a chegada dos imigrantes ingleses no Recife. Os ingleses trouxeram pra cá um bolo de frutas típico da região da rainha, que levava cereja e conhaque. Aqui a receita foi adaptada ao nosso clima: a cereja deu lugar à ameixa e frutas cristalizadas, enquanto o conhaque foi substituído pelo vinho moscatel ou vinho do porto! A massa de frutas é coberta por uma pasta de amêndoas e recoberta pelo glacê branco.

Para quem se perguntou, esse não é um bolo fácil de fazer. Só para vocês terem uma ideia, as frutas cristalizadas ficam descansando no molho do vinho por cerca de 48hs! O resultado é uma massa escura, encorpada, molhadinha e de sabor forte, porém delicioso, e distinto de tudo o que você já experimentou. Quanto mais o tempo passa, mais acentuado fica o sabor, por causa do vinho.

Como vocês podem imaginar, aqui não existe bolo “fake”, sabe aquele de isopor? O bolo fica na mesa para as fotos tradicionais dos noivos com a sua família e é cortado e servido na hora, logo após o jantar. O que determina o tamanho do bolo é a quantidade de convidados, por isso é mais difícil encontrar por aqui bolos com mais de 5 andares.

Agora que vocês conhecem a origem desse curioso bolo, que tal se inspirar com alguns dos bolos de casamentos da terra do frevo?

CasandoemRecife-WidjaSoares CasandoemRecife-AdjemirMiranda003 casandoemrecife-gaby-danycanel037 CasandoemRecife-WalBarros casandoemrecife-danile-adjemir-033 casandoemrecife-adjemir23

Créditos: Adjemir Miranda, Dany Canel, Widja & Soares e José Ruiz

Meninas, esse bolo é tão resistente em termos de durabilidade que acabou dando origem a uma outra tradição: após o casamento, ele é congelado para ser comido pelo casal 1 ano depois, na comemoração das bodas de papel! A gente acredita que isso trás boa sorte e muita felicidade para o casal. 🙂

E você? já conhecia o nosso bolo de noiva? tem alguma tradição bacana na sua cidade ou na sua família pra contar pra gente? Deixa um comentário, vai ser um prazer responder!

Beijos,

Ju Nascimento.

Tags

Sobre:

#
Julianna Nascimento

Julianna Nascimento é recifense, recém-casada, blogueira e advogada por formação. Desde que ficou noiva, em 2011, se apaixonou perdidamente pelo universo de casamentos! Ao longo dos preparativos para o grande dia sentiu falta de um blog que abordasse não só o dia a dia da noiva, mas que também trouxesse indicações e referências de profissionais locais. Foi aí que resolveu criar o Casando em Recife, um blog regional que trás diariamente inspirações para a noiva através de casamentos reais e dicas práticas para tornar a jornada rumo ao altar mais prazerosa. Julianna trará dicas e inspirações de casamentos reais direto…

Av. Dr. Chucri Zaidan 1550, 31º - São Paulo - CEP: 04711-130 - CNPJ: 08.762.226/0001-31 © iCasei 2007 - 2019