Até o século passado.- e olha que estamos falando do século XX-, a única função do pai da noiva era contribuir financeiramente com o casamento e passar pelo clichê de um homem que  “perde” a filha. Quem é que não se lembra do filme “O Pai da Noiva”, em que o personagem George Banks (Steve Martin) criou várias confusões na organização do casamento por ciúmes da filha que estava se casando (além de bancar a festa)?

Quais as funções do pai da noiva
Foto: WPA Pool/ Gettty Images

Que bom que os tempos mudam e hoje a situação é diferente, os pais já encontram outras formas de participar do casamento das filhas.

“Segundo o livro ‘O Desaparecimento do Dote – Mulheres, famílias e mudança social em São Paulo’, antigamente o dote era um costume – o pai da noiva doava uma quantia de dinheiro e bens e era também considerado uma espécie de adiantamento da herança para o casal. No início do século XX, principalmente na cidade de São Paulo, as alterações econômicas e sociais mudaram este costume e o pai da noiva passou então a custear financeiramente todo o casamento de sua filha, do enxoval à festa, pois a maioria das noivas saía da casa dos pais para se casar. Esta tradição hoje em dia não é mais uma regra e sim uma exceção, até porque a maioria das noivas já tem uma vida profissional estabelecida ou até mesmo já moram sozinhas, sendo as maiores responsáveis por todo o planejamento do seu casamento junto com o noivo”, explica Rodrigo Figueiredo, da assessoria especializada em casamentos, o Personal de Casamento.

Quais as funções do pai da noiva
Foto: Ozzy Garcia Photography

Quando o pai da noiva é responsável pela parte financeira, é comum que ele também participe da escolha de convidados.

“Muitas vezes, o pai da noiva é o responsável pela parte financeira. Neste caso, ele também cinclui algumas pessoas do seu círculo de amizades”, pondera a assessora e cerimonial Thaiana Marins.

Quais as funções do pai da noiva
Foto: W&E Photographie

Thaiana também aponta que os pais muitas vezes gostam de se envolver na escolha de alguns fornecedores. “A opinião do pai é de grande importância com relação a escolha de alguns serviços, como buffet e bebida”, comenta.

 Quais as funções do pai
Foto: Love Tree Studios/ Bridal Musings

Os pais no casamento

Mesmo quando não participam financeiramente do casamento, os pais têm uma função de grande importância: conduzir a filha ao altar.

“A presença dele é de extrema importância, pois na tradição, a responsabilidade de conduzir a noiva pela nave e simbolicamente entregá-la ao noivo é do pai. Além disso, muitos acabam acompanhando a noiva durante o trajeto ou até dirigindo o carro da noiva. Esta talvez seja uma das maneiras mais especiais para inserir a participação de seu pai, para acalmar e principalmente descontrair nos momentos que antecedem a chegada da noiva ao altar”, destaca Figueiredo.

Outro papel importante do pai durante o dia do casamento é fazer o papel de anfitrião.

“Durante a festa é ele quem faz o papel de anfitrião, recebendo os convidados”, afirma Thaiana.

Quais as funções do pai
Foto: Emily Blake Photography/ Style Me Pretty

Também existem algumas tradições que envolvem a participação dos pais no dia do casamento.

“Os pais têm outras duas funções fundamentais durante a festa: ser o primeiro a discursar e felicitar o casal – geralmente o pai sempre fica muito emocionado e acaba fazendo alguma piada ou brincadeira para descontrair o genro; e a segunda função é a de conduzir a noiva na primeira dança e, ao término, entregá-la novamente ao marido”, lembra Figueiredo.

Quais as funções do pai brinde

Pais falecidos ou pais separados

Quando o pai da noiva é falecido, como proceder com o cortejo? Um exemplo foi o da atriz Fernanda Souza, que escolheu o sogro para conduzi-la ao altar.

“Quando o pai é falecido não existe uma regra. Algumas noivas preferem entrar com o irmão mais velho, o avô, o tio, o sogro, com a mãe ou simplesmente entrar sozinha, como uma forma de manter a memória do pai. Aqui cabe respeitar a vontade de cada noiva”, sugere Figueiredo.

Quais as funções do pai
Foto: Jeffrey & Julia Woods

Outra situação que causa certo impasse é quando os pais são separados – muitas ficam em dúvida sobre como fazer o cortejo e algumas desejam incluir o padrasto neste momento. Foi o caso da it-girl e empresária Helena Bordon, que foi conduzida ao altar por ambos – pelo seu pai, Pedro Bordon Neto, e pelo padrasto, Nizan Guanaes.

Quais as funções do pai e padrasto
Imagem via Gazeta do povo

“No caso de pais separados, vale estabelecer sempre o bom senso e o respeito. A tradição é uma ótima saída quando não há uma boa convivência entre as partes (pai x padrasto). Caso eles tenham uma boa convivência, converse e veja a possibilidade de incluir o padrasto no cortejo. Algumas noivas acabam incluindo o padrasto com a mãe ou alguma madrinha, porém há quem o considere como um verdadeiro pai e acabe entrando com os dois, um de cada lado. O importante é prevalecer o respeito e a certeza de que a única regra que existe no casamento é sempre ter ao seu lado as pessoas que a amam verdadeiramente”, recomenda Figueiredo.

Outra possibilidade, segundo Thaiana, é que o padrasto entre como padrinho no cortejo. Caso as famílias se deem bem, Thaiana indica que ele fique no altar, ao lado da mãe da noiva.

Quais as funções do pai padrasto
Imagem via Style me pretty
Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!