Você já tem ideia de quem vai tocar no seu casamento? Esta é uma decisão que irá impactar no orçamento da festa e no estilo do casamento, mas antes de fazer uma escolha há vários fatores que precisam ser levados em consideração.

Música para casamento DJ, banda e orquestra
Pinterest/ Reprodução

DJ

Os DJs oferecem aos noivos a possibilidade de um repertório bastante variado. “Acredito que um DJ com talento e um bom repertório consegue, de uma música para outra, comandar toda energia de uma festa. Ele consegue levar uma pista animada do começo ao fim, independente do estilo musical que esteja tocando”, destaca o DJ Marcelo Botelho.

Para Botelho, é interessante ir atrás do DJ desejado com pelo menos um ano de antecedência, para não correr o risco de não conseguir contratá-lo. Outra questão que os noivos devem observar na hora da contratação do DJ é com relação ao repertório. “Acredito que cada DJ tem um perfil, mas um DJ que costuma fazer casamento tem que ter repertório e estar preparado para tudo. Hoje os noivos vão atrás de profissionais específicos, porque conhecem o som deste artista, o que facilita muito”, opina Botelho.

Na hora de contratar um DJ, vale ficar de olho em alguns pontos. “Pesquisar bem, se possível ir em festas ou até casamentos que este DJ esteja tocando. Muitas vezes o casal escuta um DJ em uma festa e adora. Mas às vezes ele não está acostumado a fazer casamento ou a tocar por um período muito grande direto. ” , explica Botelho.

Outro ponto a verificar é quantas horas o DJ costuma tocar. “Existem DJs que fazem o casamento inteiro, desde a cerimônia, jantar até a pista. Alguns tocam somente no momento pista. Hoje, as festas de casamento duram bastante tempo. Por isso, aconselho sempre que para uma festa que o DJ tenha que fazer desde a cerimônia até a festa e que não tenha nenhuma banda ou atração, tenha um DJ assistente”, argumenta Botelho.

Música para casamento DJ

BANDA

Para Eduardo Peixe Faiguenboim, da banda Sensacional Orchestra Sonora (SoS), mais do que tocar ao vivo, a banda é algo vivo, com movimento, com luz, com sentimento. “Essa, para mim, é a principal vantagem. Além disso, é muito mais fácil haver interação entre o público e uma banda do que entre o público e o DJ (não que isso não aconteça) ”, opina.

Quem deseja ter uma banda no seu casamento deve se adiantar. “Não existe uma data certa para os noivos contratarem uma banda, mas como o trabalho de uma banda não é algo que pode ser duplicável (mesmo as empresas que têm mais de uma banda como a SoS não possuem bandas EXATAMENTE iguais), a contratação deve ser feita o quanto antes para garantir que os noivos tenham a banda que eles desejam. Como se trata de um trabalho artístico e pessoal, o vínculo ou a afinidade que existe entre os noivos e a banda é muito determinante no sucesso do show”, alerta Faiguenboim.

Um cuidado que os noivos devem ter ao contratar uma banda é verificar o estilo musical dela e se está de acordo com o que o casal gosta. “Nenhuma banda é boa em tudo, ainda que ela diga isso. Pensando nisso, no meu ponto de vista, os estilos que ficam bem com a banda são aqueles que ela acredita que consiga tocar bem e passar a sua verdade. Quando isso não acontece, a banda fica com aquela cara e aquele som de “banda de formatura”, explica Faiguenboim.

Faiguenboim ainda faz uma comparação interessante para entender o trabalho da banda: “Podemos comparar uma banda com um restaurante: você tem um restaurante que serve uma comida específica, como a japonesa, por exemplo, e outros que servem de tudo, como um restaurante self-service. Se você quiser comer de tudo, você optaria por um restaurante self-service. Se você quiser comer um bom sushi, vai em restaurante japonês.”

Música para casamento Banda qualidade

Lembre-se de que ao contratar uma banda, será preciso ter um DJ também, para que o trabalho seja alternado. “Até algum tempo atrás, as bandas tocavam intermitentemente durante toda a festa. Hoje, ao meu ver, uma festa legal é onde a banda toca por um certo tempo e o DJ toca por outro tempo, de forma que entre um e o outro a festa possa ter o melhor da música.

Outra dica importante para casais que desejam ter uma banda no casamento é verificar a estrutura do local do casamento. “Uma banda não é algo que funciona isoladamente. Por isso, é necessário que se veja questões do espaço como tamanho do palco, eletricidade e do rider (os equipamentos de som e luz necessários para a realização do show). Algumas bandas oferecem o rider, outras precisam que o cliente contrate por fora”, comenta Faiguenboim

E, para quem pensa que banda é só para a festa, vale pensar nesta opção para a cerimônia também. “Já tocamos em cerimônias muitas vezes. O importante é que isso seja feito com base no repertório que os noivos pretendem usar na cerimônia.”, destaca Faiguenboim.

Música para casamento Banda
Imagem via femalemag.com.sg

Coral/Orquestra

Algumas noivas preferem uma orquestra ou coral para o seu casamento. “A música ao vivo faz toda diferença na celebração. Um repertório bem adequado e bem executado emociona e torna a cerimônia inesquecível”, afirma Rita Del Chiaro, do Del Chiaro Coral e Orquestra.

Segundo Rita, a escolha da formação depende do gosto musical do casal, perfil/estilo da celebração e também das músicas que serão usadas. “No geral, os casais que optam por uma celebração mais ‘informal’ escolhem o uso somente de orquestra ou orquestra com solistas e as cerimonias mais solenes e formais com uso do coral e orquestra. Mas isso não é uma regra, nós nos adequamos para atender de forma personalizada cada casal”, expõe Rita.

Para quem busca um coral ou orquestra para o casamento, o ideal é conhecer as opções com um ano de antecedência. “Desta forma, os noivos têm tempo de conhecer ao vivo, ouvir os arranjos, fazer as reuniões para seleção musical, etc. A equipe musical precisa também de tempo hábil para confeccionar os arranjos personalizados, ensaiar os músicos etc”, recomenda Rita.

De acordo com Rita, um dos cuidados indicados para quem quer contratar um coral ou orquestra para o casamento é buscar referências com outros casais e conhecer o trabalho ao vivo, de preferência em outras cerimônias. Quem vai casar ao ar livre e sonha com um coral, deve ficar atento: “Quando o local é aberto ou fora da Igreja, se faz necessário o uso de sonorização para que o som fique melhor distribuído e equilibrado”, indica Rita.

Para os noivos que gostam deste tipo de formação, não é preciso ficar restrito à cerimônia – algumas destas orquestras podem tocar na recepção também. “Temos opções para recepções com quarteto de cordas por exemplo, tanto com repertório clássico como repertório moderno e trio de jazz com teclado, contrabaixo e percussão, Big Band (formação com metais), etc”, pontua Rita.

Música para casamento Orquestra
Foto: Claire Morgan Photography
Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!