A limitação do “na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença” ao fazer os votos ficou lá em 1970. Atualmente, muitos casais têm optado por fazer discursos personalizados durante os votos de casamento –algo que têm chamado a atenção dos convidados e deixado as cerimônias ainda mais emocionantes. Confira abaixo algumas dicas essenciais para escrever os votos de casamento.

Como fazer os votos do casamento
Foto: Bruno Alves/ Casamento Real Camila e Cícero

É obrigatório fazer os votos no casamento?

Segundo Jacy Azevedo, da empresa A Contista -especialista na criação e celebração de cerimônias personalizadas-, quando os noivos optam por uma cerimônia personalizada, ou seja, que não tenha a obrigação de cumprir uma liturgia tradicional (de uma religião específica), nada deve ser obrigatório.

“Trocar votos, assim como qualquer outro momento da celebração, tem de fazer sentido para os noivos, acima de tudo – desse modo o ritual adquire um significado real para o casal. No entanto, também é possível fazer os votos de diferentes maneiras, sem um formato pré-estabelecido”, comenta Jacy.

O celebrante de casamentos Cláudio Tolêdo aponta que os votos representam o momento em que ambos declaram publicamente as intenções de se unirem em casamento, diante de seus convidados e, especialmente, diante das testemunhas escolhidas por eles.

“Nos dias atuais, há um espaço maior para a criatividade dos noivos e dos celebrantes. Nas cerimônias personalizadas, os votos podem ser substituídos por um ou mais gestos simbólicos, como o ritual das areias (momento em que o casal toma areias de cores diferentes, misturando-as em um único vaso, simbolizando assim a união dos dois).  Mas a decisão de proferir ou não os votos deve ser bem avaliada, já que esse momento é algo que caracteriza a celebração. Sem os votos, os convidados poderão se sentir perdidos e até se questionar sobre a validade da cerimônia”, opina Tolêdo.

De acordo com a assessora e cerimonial Priscila Melo, não é obrigatório escrever os votos, mas há muitos casais que optam em fazê-lo porque é um momento da cerimônia em que podem dizer ao outro o que sentem. A sugestão de Priscila é que os noivos conversem com o celebrante a respeito, pois ele precisa autorizar e também estar ciente do tipo de votos que serão feitos.

Como fazer os votos do casamento obrigatório
Foto: Studio Cappa/ Casamento Real Luciana e Christian

Quais são as vantagens de fazer os votos?

Para Jacy, costuma ser um dos momentos mais emocionantes da cerimônia de casamento, independente do estilo da celebração. “Afinal, nada como o próprio casal para definir seu amor em palavras (sejam escritas, sejam faladas, sejam narradas por alguém). Fazer os votos também cumpre a função de documentar aquele instante de vida na visão dos noivos, registrar o que os fez querer estar juntos, ou seja, resgatar a base daquela relação. Mas já celebrei casamentos muito emocionantes, apesar de não terem a troca de votos!”, afirma.

Tolêdo acredita que o momento dos votos é uma oportunidade para que os casais manifestem suas intenções e expressem os seus sentimentos. “É um momento cercado de emoção e que torna a cerimônia bastante significativa. Uma vez expressos, os votos se inscrevem nas memórias afetivas do casal e poderão ser recordados, reacendo os sentimentos que os levaram à decisão de se casar. Muitos casais, inclusive, fazem no decorrer dos anos, a renovação dos votos proferidos no casamento. Isso evidencia que as palavras proferidas, tanto as declarações de amor quanto as promessas de fidelidade, acompanham a vida do casal e tem um peso importante para a dinâmica do relacionamento”, pontua Tolêdo.

Na opinião de Priscila, os votos são uma boa oportunidade de demonstrar de uma maneira muito especial os motivos pelos quais escolheram se casar, o quanto o outro lhe faz feliz e quanto se amam.

Como fazer os votos do casamento vantagens

Com quanto tempo de antecedência os noivos devem escrever os votos?

Isso pode variar de acordo com o perfil de cada pessoa. “De qualquer maneira, recomendaria que escrevessem uma primeira versão com alguma antecedência (até um mês antes do casamento, por exemplo), evitando que isto se transforme em mais uma obrigação dos preparativos finais – e, portanto, motivo de preocupação, no lugar do prazer. Seria interessante revisar o texto entre 15 dias e uma semana antes da data, dando a oportunidade de inserir algo da emoção diante da proximidade da cerimônia”, recomenda Jacy.

Priscila aconselha começar a escrever os votos pelo menos um mês antes. “Quanto mais tempo passar escrevendo, melhor poderá expressar seus sentimentos”, destaca.

Tolêdo sugere que os votos venham a ser escritos em um momento de descanso, por exemplo durante as férias, ou em um final de semana mais tranquilo, longe das tensões e dos desgastes do dia a dia.

Como fazer os votos do casamento com quanto tempo

Existe alguma técnica para auxiliar os noivos na hora de escrever os votos? Como eles podem escolher o que irão abordar?

 Jacy destaca que, acima da técnica, o ideal é que eles reflitam sobre os motivos que os fizeram chegar até ali, os porquês de estarem se comprometendo a dividir uma vida juntos.

“O que cada um significa para o outro?  Como cada um define seu amor pelo outro? Quais são suas esperanças nesta nova caminhada, lado a lado?”, questiona.

“Quando me perguntam sobre como preparar os votos, dou a seguinte dica: olhe para o passado, para o presente e para o futuro, isto é, se recorde e escreva algo sobre o que mais o encantou na outra pessoa, e sobre o que fez com que você quisesse começar o relacionamento (olhar o passado). Depois diga o quanto aquela pessoa é especial para você e declare também os sentimentos que vem à mente quando você pensa em se casar com ela (olhar o presente). Por último, se pergunte sobre suas intenções para que a relação de vocês perdure (olhar o futuro): o que você está disposto a oferecer à outra parte? Que promessas você assume? Quais os gestos e atitudes que você terá para promover a harmonia e a felicidade em sua relação?  Já os noivos mais tímidos podem buscar auxílio em poemas ou letras de música, especialmente se elas já fazem parte da história do casal”, explica Tolêdo.

Priscila sugere que os noivos tirem um tempo para pensar no que amam um no outro e o que torna o relacionamento especial.

“Relembrem a história de vocês, façam uma lista das razões pelas quais resolveu se casar. Relatem sua felicidade pela chegada do grande dia. Citem um episódio especial que tenham vivido. Comecem declarando seu amor para depois adicionar toques pessoais como enumerar o que mais admira no seu amado. Façam promessas. Elas devem ser verdadeiras, mas podem ser sérias e também divertidas. Se vocês forem alegres e bem-humorados, sigam esse caminho. Se ambos forem românticos, vale a pena citar um trecho de música ou poesia que tenha marcado a vida do casal”, expõe.

Como fazer os votos do casamento dica

Qual é a melhor forma de praticar para falar os votos no grande dia?

Jacy destaca que os noivos devem ler e reler o texto em voz alta, pois ajuda a detectar erros de pontuação ou entendimento no texto. “No dia do casamento, o melhor (ou o único caminho!) é compartilhar aquelas palavras com o coração, não com a razão, acolhendo cada sensação que só o momento presente pode trazer. Trocar votos é um ato de entrega, não deveria ser um gesto ensaiado ou estudado”, alerta.

A sugestão de Tolêdo é que os noivos se imaginem no grande dia e leiam algumas vezes os votos, pensando no real significado de cada palavra. “A técnica de ler de frente para o espelho ajuda ainda a encontrar os momentos de pausa e a respiração correta para a hora da leitura, e até a se acostumar com a ideia de que no grande dia você estará as voltas com um microfone. No dia do casamento, é aconselhável ter o texto em mãos, para não acontecer o famoso ‘branco’. Um texto bem lido, pode ser bem mais emocionante do que palavras de improviso”, indica.

Para Priscila, uma boa técnica na hora de praticar é recitar na frente do espelho. “Se possível, peça para alguém ouvir. Também vale a pena conversar com os pais ou o celebrante. Às vezes conselhos de pessoas mais experientes podem ser bem-vindos”, explica.

Como fazer os votos do casamento prática

Existe algum erro comum na hora de fazer os votos? Como evitá-lo?

Na opinião de Jacy, o único “erro” acontece quando o tamanho do texto de cada um fica muito destoante do outro – ou seja, um dos dois fala muito mais (ou muito menos) que o outro. “Combinar mais ou menos o número de linhas, para facilitar o entendimento, pode ajudar nessa questão”, sugere.

Tolêdo alerta que o conteúdo dos votos pode ser engraçado, romântico, singelo e poético, mas nunca ofensivo. “Esse não é o momento apropriado para revisitar mágoas e nem para lembrar ao outro sobre alguns de seus defeitos. Eu evitaria até a menor menção negativa sobre o outro, mesmo que ela pareça engraçada. Não precisa, né? É certo que nem tudo são flores em uma relação, mas o ideal é chegar ao dia do casamento, munidos apenas de bons sentimentos”, lembra.

O celebrante também aponta que outro erro comum é quanto ao uso do microfone. “Ele deve ser posicionado de maneira correta, para que todos possam escutar o que está sendo dito.  Sobre isso, é preciso atenção do cerimonial do dia quanto ao grupo musical. Alguns deles exageram na altura do fundo musical, encobrindo a voz dos noivos. Aliás, muitos cinegrafistas preferem que os votos sejam proferidos sem o referido fundo, para que o áudio com as vozes dos noivos possa ser melhor aproveitado no vídeo do casamento”, defende Claudio.

Priscila acredita que um erro bastante comum é estar focado em escrever votos perfeitos para impressionar os convidados e acabar se esquecendo de demonstrar o que sente e o que torna o seu parceiro tão especial. “Seja você mesmo. O dia é seu e você deve demonstrar quem é”, afirma.

Como fazer os votos do casamento o que evitar

Os noivos devem escrever os votos separados ou há a possibilidade de escreverem algo juntos? 

Para Jacy, há qualquer possibilidade, desde que faça sentido para o casal. “De qualquer modo, os votos ajudam a selar o compromisso de cada um com o casamento, o que é pessoal e intransferível. Um texto em primeira pessoa soa mais verdadeiro nesse sentido”, afirma.

Tolêdo lembra que os votos escritos separadamente criarão a expectativa de uma surpresa muito bem-vinda na hora da cerimônia. Entretanto, para ele, nada impede que os casais se auxiliem. “Celebrei para um casal que preparou os votos juntos e depois os proferiu de maneira intercalada. Ele dizia algo que era complementado por ela e vice-versa. Ficou incrível porque expressou a cumplicidade entre os dois”, exemplifica.

Como fazer os votos do casamento o casal

Quanto tempo deve durar o discurso dos votos?

De acordo com Jacy, o tempo precisa estar bem inserido no contexto da cerimônia. “Uma das perguntas a se fazer é: em que momento os votos serão trocados? Por exemplo, se servirem para selar a troca de alianças, não precisam ser muito extensos. O ideal seria combinar com o celebrante da cerimônia, que pode aconselhar o casal a respeito do tempo mais adequado para cada situação”, expõe.

Tolêdo afirma que os votos não precisam recontar toda a história do casal e não devem se estender muito para não serem cansativos. “O texto ideal, se digitado, ocupa algo como meia folha de papel (arial 11, ou times new roman 12) e nunca deve ultrapassar uma folha (o que já é bastante extenso)”.

Priscila pontua que os votos devem ser rápidos. “Não precisam ser longos para serem bonitos. Precisam ter sentimento. Não devem ultrapassar três minutos”, conclui.

Como fazer os votos do casamento discurso
Foto: Aloha Fotografia/ Casamento Real Mari e João
Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!