Sabe aquele amor que começa enrolado mas no final dá tudo certo? Foi assim com a Jéssica e o Pietro. Eles se conheceram no show do ex-namorado dela. Isso mesmo, nem ela nem ele estavam solteiros. Mas no ano seguinte, o namoro de Jéssica acabou e coincidentemente o dele também. Eles sempre se cruzavam em shows, mas se consideravam apenas bons amigos.

casamento real - jessica e pietro_revistaicasei1
Foto Gustavo Franco.

Em 2010, o Pietro acabou se mudando para Santa Catarina para jogar profissionalmente em um time de futebol da região. Eles mantiveram contato e sempre que Pietro vinha para São Paulo se encontravam, mas ainda como amigos. Mas foi no começo de 2011, em uma festa de despedida na casa de Pietro antes dele voltar para o Sul, que os dois se viram de forma diferente. “No fim da festa, já cansados, subimos para o quarto junto com outro amigo e ficamos ouvindo música. Depois de uma ou duas acabamos nos beijando“, lembra a noiva.

Foto Gustavo Franco.
Foto Gustavo Franco.

Os dois ficaram com um gostinho de quero mais, porém na manhã seguinte estavam um pouco sem graça e mal se olhavam. Mas isso não durou muito, e à tarde foram no cinema juntos. Jéssica achou muito estranho andar de mãos dadas com seu amigo, mas na hora de se despedirem ela não queria largá-lo, pois sabia que ele já voltaria para Santa Catarina.

Um mês depois, o Pietro acabou voltando para São Paulo, pois a carreira no futebol estava muito difícil. E os dois logo começaram a namorar.

Foto Gustavo Franco.
Foto Gustavo Franco.

O pedido de casamento

Em agosto de 2014, foram para Curitiba ver a Final Tour de uma de suas bandas preferidas, Anberlin. Quem abriu o show foi a banda Fresno – que Pietro tem certo contato com os integrantes dela. Ele bolou um plano de pedir a Jéssica em casamento no camarim da banda, no fim do show. Mas os planos acabaram mudando quando o vocalista chamou Pietro no palco, no meio do show, para ele fazer o pedido. Os dois subiram e foi só emoção. “Foi a coisa mais linda ser pedida em casamento pelo homem da minha vida – com direito a aliança e tudo mais – e ser “casada” pelo meu vocalista preferido.

Foto Gustavo Franco.
Foto Gustavo Franco.

A organização

Depois do pedido vieram as dúvidas sobre como fariam a celebração, já que não tinham dinheiro suficiente e não queriam começar a nova vida cheios de dívidas. Foi em março de 2015 que tiveram a certeza que poderiam se casar, pois o pai de Pietro disse que ajudaria com os gastos e eles começaram os preparativos. Jéssica pesquisou muito o que queria, mas viu que os serviços de decoração personalizados eram muito caros e ela tinha pavor de uma decoração padronizada e sem personalidade.

Foto Gustavo Franco.
Foto Gustavo Franco.

Decidiram botar a mão na massa e fizeram tudo sozinhos. Criaram lousas, garrafinhas pintadas e diversos enfeites. Um dia antes do casamento, ficaram das 8h da manhã até às 23h decorando o local do evento. Contaram com a ajuda da família que acompanharam os noivos o dia inteiro.

No grande dia Jéssica acordou exausta e ainda tinha coisas para finalizar. Foi tanta correria que mal teve tempo de se arrumar direito. “Mesmo sem ter o dia da noiva igual todas as outras, cheguei na cerimônia com uma sensação de dever cumprido e exalando felicidade“, contou.

Fotos Gustavo Franco.

Fornecedores

Assessoria: Senhorita Eventos | Buffet: Lemony | Decoração: Noivos e família dos noivos | DJ: M&M Eventos | Fotógrafo: Gustavo Franco | Local do evento: Floriada Eventos | Músicos da cerimônia: Musical Querubim | Topo de bolo: Mom Ju Atelier | Vestido: Noivas a Mil

Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!