Casamento real Bruna e Filipe na praia de São Sebastião
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Que tal inovar e fazer uma lua de mel pelo mundo? Pois é, a Bruna e o Filipe realizaram esse sonho logo após o casamento. Vem ver os detalhes!

O destino os uniu de uma forma nada convencional, mas com pouco tempo esse casal já sabia que seria para sempre. Bruna e Filipe compartilhavam o sonho de casar na praia e o amor por conhecer novos lugares os uniu em um projeto de lua de mel pelo mundo, com 1 ano de viagem.

Com rotinas e vidas completamente diferentes, o encontro de Bruna e Filipe aconteceu de uma forma diferente, na festa de formatura dele. Mas ela não estava na sala do Filipe, ele cursou Direito por 5 anos com a mãe dela! “Fui fazer fotos da minha mãe na fila da valsa e logo atrás estava ele, sorrindo pra mim, emitindo uma energia que me prendia. Se não fosse a ordem alfabética, talvez não estivéssemos onde estamos. Minha mãe Fátima, ele Filipe. Graças a isso, ele estava bem atrás dela e tivemos a sorte de sermos apresentados”, conta a noiva.

Durante a festa, por diversas vezes os olhares se cruzaram. O frio na barriga e o mistério trocado os envolvia na vontade de se conhecerem melhor. “Nos atraíamos a todo momento e, no meio de tantas pessoas na festa, acabávamos nos esbarrando. Filipe dançou Sidney Magal pra mim, aquela: ‘O meu sangue ferve por você’”, diz. E ali trocaram números de celular, beijos, abraços, sonhos e muitos planos de um futuro juntos.”

O sonho da lua de mel pelo mundo

Viajar era um gosto compartilhado pelos dois antes mesmo de se conhecerem. Cada um já tinha um destino, um plano de viagem e, quando se encontraram, passaram a planejar tudo juntos.

“Foi aí que descobrimos casais viajando o mundo de forma super econômica e vivendo experiências surreais. Antes mesmo de pensarmos em nos casar, já tínhamos a certeza que iríamos cair no mundo também”, conta Bruna.

Os planos para a lua de mel

No plano inicial, o casamento ficaria para depois. Eles queria, juntar dinheiro e viajar sem data para voltar. Mas as coisas acabaram mudando e os noivos colocaram como primeiro objetivo realizar a cerimônia de casamento, com o orçamento que tivessem, e depois iniciariam o sonho de viajar a dois.

Casamento real saída do altar Bruna e Filipe na praia de São Sebastião
Foto: 18 elementos/ Divulgação

O casamento e a escolha dos fornecedores

Além do gosto pelas viagens, o casal compartilhava o sonho de casamento na praia. E assim fizeram: no litoral paulista, em São Sebastião, tiveram um casamento que esbanjava personalidade por todos os lados. “Queríamos um casamento com a nossa cara, em que os convidados sentissem nossa energia por toda parte. Por isso escolhemos todos os nossos fornecedores a dedo”, diz.

Escolha do local do casamento

“Percorremos do Guarujá até Barequeçaba, uma das últimas praias de São Sebastião, acampando todos os dias e analisando hotéis, pousadas, espaços e casas possíveis para celebrarmos nosso amor. Foi a última casa, o Espaço Barê, que ganhou nosso coração e foi lá que resolvemos comemorar no dia 26 de novembro de 2016.

Buffet para casamento

O buffet foi de finger foods, para combinar com o clima leve e despojado da praia. Os doces foram brigadeiros gourmet e o bolo ficou por conta da mãe da noiva, que preparou um naked cake de doce de leite e frutas.

Lembrancinhas feitas à mão – DIY

“As lembrancinhas de casamento fomos nós mesmos que fizemos. Enfeitamos vasos de mini suculentas, escrevemos palavras importantes para gente em pedras de jardim e deixamos dentro de uma cabine telefônica decorativa. Ainda fizemos mini repelentes caseiros para os convidados, com um frasco decorado por nós”, diz Bruna.

Casamento real Bruna e Filipe decoração do altar
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Decoração romântica

A decoração do casamento na praia foi toda pensada no tema viagem, já que o casamento também seria uma despedida a jornada do casal pelo mundo. As cores escolhidas foram terracota, pink, amarelo e laranja. Os móveis rústicos, velas, lanternas, varal de luzes deram o toque romântico que desejavam.

A cerimônia foi realizada pé na areia e a recepção dos convidados aconteceu no jardim do espaço escolhido.

Detalhes do casamento e personalidade dos noivos

Bruna conta que um dos momentos mais emocionantes para o casal foi a hora dos fogos de artifício, que encerraram a cerimônia logo após a passagem do casal pelo corredor de sparkles feito pelos padrinhos.

O buquê da noiva

Para fugir do tradicional, Bruna também optou por não jogar o buquê  da noiva para as convidadas. “Cada madrinha tinha entrado com um mini buquê na mão e ia deixando dentro de um vaso no altar. Ao final da cerimônia, a assessora reuniu todos esses mini buquês em um só, deixando a cordinha um pouco frouxa pra quando eu jogasse eles espalhassem! Foi muito surpreendente porque ninguém esperava. O casamento foi um sonho realizado! Temos certeza que cada convidado sentiu nossa energia na festa e nos detalhes”.

Casamento real Bruna e Filipe noiva se arrumando
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Casamento real Bruna e Filipe casal colocando as alianças
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Casamento real Bruna e Filipe casal no altar
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

Foto: 18 elementos/ Divulgação
Foto: 18 elementos/ Divulgação

A tão sonhada Lua de Mel pelo Mundo

Depois de 1 mês do casamento, o casal partiu para sua “Lua de Mundo”, como chamaram essa aventura a dois. A ideia foi passar meses conhecendo diversos países, sem data para voltar. A viagem de lua de mel seria  de baixo custo e, por isso, se hospedarim em casas de pessoas que se voluntariam a receber estrangeiros e realizam trabalhos voluntários.

Desafios da lua de mel

São 24 horas, 7 dias por semana juntos e o verdadeiro desafio de uma vida de recém-casados. Mas eles não se arrependem; acreditam que a experiência os fortalece individualmente e como casal.

9 meses na estrada

“A convivência na estrada exige muita paciência, amor, companheirismo e amizade. Não existe rotina no nosso dia a dia, mas por outro lado, passamos por situações em 9 meses que alguns casais demoram anos para passar, afirma Bruna.

O amor também enfrenta perrengues

“A gente se ama no cru mesmo, sem maquiagem, sem vaidade, sem roupas elegantes. Dentro de um ônibus velho sem ar condicionado. Dormindo no chão, com frio, comendo pão com ovo. As dificuldades nos fortalecem, nos mostra como não precisamos de superficialidade quando temos essência de verdade. Acho que todo casal devia cair na estrada assim. É uma boa forma de testar o amor. Porque se nos momentos difíceis a gente se ama, nos momentos lindos.

Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
 
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
 
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
 
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
 
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
 
Lua de mel pelo mundo Bruna e Filipe
Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!