Já falamos da festa, da compatibilidade financeira, de juntar ou não as contas correntes e agora é aquela hora chatinha de pensar no final de ano e Janeiro do ano que vem- aah, as despesas “extras”! É hora de fazer um planejamento financeiro para se organizar com as contas anuais.

As pessoas ainda recebem com surpresa contas como IPVA, IPTU ou seguro do carro como se não soubessem que essas despesas têm data certa e chegam, todos os anos. Elas não devem ser encaradas como “extra”, elas precisam estar no planejamento financeiro do casal senão vira um bolo de neve de angústia, ansiedade e buraco na conta, bagunçando toda a vida do casal e gerando um estresse desnecessário.

Bem estar Como planejar as contas anuais

Para solucionar as contas a mais, o uso dos rendimentos recebidos pelo 13º salário, bônus e férias se encaixam perfeitamente para esse fim, mas esta não é uma realidade para todo mundo. Estas receitas extras já podem estar comprometidas com a quitação de outras dívidas.

Existe também o grupo de empreendedores e profissionais liberais que não têm este tipo de receita no fim do ano. No Brasil, temos 52 milhões de empreendedores, pessoas que possuem seu próprio negócio. Profissionais liberais como médicos, dentistas, e advogados enfrentam a mesma situação. Para estes casos, a disciplina precisa ser maior.

Bem estar Como planejar as contas anuais 13 salário

Como poupar?

Faça aplicações programadas mensais, com o objetivo de juntar o montante necessário para pagar as contas anuais, assim que receber seus rendimentos. Separe os investimentos de acordo com o vencimento dos boletos. Tome por referência as contas do calendário atual e mais a inflação.

Este ano vai ter casamento? Ou será daqui a dois anos? Vocês já fizeram uma estimativa de quanto querem e podem gastar? A despesa extra de um casamento precisa ser levada em conta na hora de fazer o planejamento anual e calcular o quanto de sua renda mensal vai estar comprometida junto com as contas anuais.

Alguns sites de planejamento financeiro e aplicativos em smartphones oferecem planilhas e ferramentas para automatizar essas contas. Mais uma vez, o planejador financeiro pode ajudar a montar e a manter o planejamento e é um bom aliado, pois tem técnica e não está envolvido emocionalmente.

Como planejar as contas anuais poupando dinheiro

Seguindo um planejamento com disciplina, ao final dos 12 meses você terá um valor guardado bem parecido com o valor da conta que chegará pelo correio, e não sentirá aquela aflição ao ver os boletos sendo entregues debaixo da sua porta.

Se a soma dos recursos ainda não for o suficiente, faltará pouco e não doerá para completar e quitar a conta. Dica: observe ainda se não tem desconto para pagamentos à vista.

Planeje-se dentro de seu orçamento, converse sobre dinheiro, faça boas escolhas, pensem juntos realizações possíveis e importantes para os dois. Comece organizando para concretização de sonhos menores, obter sucesso a partir delas estimulará a continuar se planejando cada vez mais e melhor. Um número alto pode assustar, mas o tempo dilui a quantia de uma maneira mais confortável. Imagine que vocês calcularam que vão precisar de $50 mil para seu casamento. Cada um é responsável pela metade deste valor, e o casamento será daqui a 2 anos.

Fazendo uma “conta de padaria”, valor do sonho dividido por 24, custaria R$ 1041,66 reais para cada um por mês, sem contar com o rendimento de juros de uma aplicação financeira.

Como planejar as contas anuais economizando

Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!