Banda de casamento vista de costas
Imagem via The White Tree

Um dos pontos altos da cerimônia e da festa é a trilha sonora. Muito da emoção transmitida nos momentos marcantes do seu grande dia virá de boas escolhas musicais. E ouvir notas entoadas ao vivo, por cantores ou uma banda para casamento, sempre reforça essa sensação especial – numa igreja, num salão, no campo, na praia ou numa pista de dança. Por isso, o contrato dos fornecedores dessa área deve estar afinadíssimo.

Conversamos com a cantora Lorenza Pozza e com o músico Tiago Pereira, da Banda Mega, para descobrir tudo o que você precisa saber na hora de fechar negócio com músicos e banda para casamento.

Casal dançando ao som da banda de casamento
Foto: Pinterest / Reprodução

As principais orientações para ter uma boa experiência ao contratar cantores e uma banda para casamento

  1. Organize-se

    Muitas bandas e cantores requisitados ficam sem data disponível no período de um ou dois dias que você pede para pensar um pouco sobre a proposta deles. Por isso, fique de olho nas redes e no site de seus possíveis fornecedores para saber quando a agenda de shows deles estará aberta. Lorenza Pozza, por exemplo, começará a marcar as suas apresentações de 2019 no começo de 2018. Ela recomenda que os noivos entrem em contato com os músicos selecionados, pelo menos, doze meses antes do casamento. Seguir essa dica também facilita a negociação do preço e das condições de pagamento.

  2. Equipamentos de som

    Esse detalhe é muito importante e tem muitas variantes. Podem ficar responsáveis pelos equipamentos de som os próprios músicos, os noivos ou uma outra empresa. Por isso, preste atenção no que foi contratado. Se a banda assumir o compromisso de levar os equipamentos de som, ela deve deve discriminar todos os itens. No caso de responsabilidade dos noivos, atente-se a tudo que foi pedido: potência das caixas de som, mesa de som, tipo de microfone. Em geral, isso acontece quando o casamento tem mais de uma atração musical. Nesses casos, recomenda-se a contratação de uma equipe que prepare o som para todas as apresentações, inclusive de DJs.

  3. Horário do show

    No caso de apresentação na cerimônia, Lorenza diz que é imprescindível especificar, no contrato, a hora definida para a chegada dos primeiros convidados. Os músicos precisam chegar quatro horas antes desse horário para fazer a passagem de som e organizar bem a apresentação. Você não vai querer que os seus convidados presenciem esses preparativos, certo? No caso de bandas para festa, Pereira indica que seja colocado no contrato o horário da apresentação do grupo, para tudo esteja afinado na hora do show.

  4. Camarim

    Como os músicos chegam muitas horas antes do evento, boa parte deles pede um camarim ou uma sala reservada para se concentrarem e descansarem antes da apresentação. A maioria dos espaços para eventos conta com esse ambiente: só não esqueça de reservá-lo para os músicos.

  5. O Setlist

    Embora os profissionais que trabalham com música tenham um repertório vasto e bem variado, há sempre aquele casal com uma demanda específica, que foge das playlists decoradas. Já houve caso de noivos pedirem para Lorenza cantar músicas em japonês e hebraico. Para não ser pega de surpresa e conseguir atender bem a demanda, a cantora recomenda que os noivos passem as músicas que desejam para a cerimônia e festa com, pelo menos, dois meses de antecedência.

  6. Deslocamento

    Se o seu sonho é ter um músico ou uma banda de outra cidade ou estado no seu casamento, lembre-se dos custos extras implícitos nesse desejo. “Estadia da equipe, alimentação e transporte certamente ficarão por conta dos noivos”, alerta Pereira. Por isso, antes de fechar o contrato, certifique-se de todos os itens que compõem o orçamento de viagem do músico ou da banda. Assim, você evita qualquer surpresa desagradável no seu grande dia.

  7. Direitos autorais

    Alguns espaços para festa pagam mensalmente uma taxa ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), responsável pela arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus respectivos autores. Nesses casos, noivos e músicos podem ficar tranquilos quanto à execução de qualquer repertório. Certifique-se com o seu espaço para casamento se essa taxa é paga. O alerta merece a atenção do casal: tanto no contrato de Lorenza quanto no da Banda Mega – e no da maioria dos fornecedores deste setor, a responsabilidade pelo pagamento dos direitos autorais das músicas, em caso de processos ou cobranças, fica com os noivos.

  8. Cancelamento

    Combinado é combinado. Em caso de cancelamento por parte dos noivos, o valor pago não será devolvido. E não há negociação para um reagendamento, pois a data original foi bloqueada para o seu casamento. Fique atenta ao que os músicos sugerem, no momento da assinatura do contrato, para um caso inverso, envolvendo o cancelamento por parte dos contratados. Se Lorenza, por exemplo, cancelar uma apresentação – e o motivo não for uma doença atestada por um médico –, ela paga uma multa aos noivos, além da devolução integral do dinheiro.

Tags da matéria

Vai se casar?

Assine a nossa newsletter e fique por dentro das últimas novidades e tendências!